Cinco motivos para assistir o UFC 297, com Sean Strickland e Mayra Sheetara em lutas por cinturão

Com 12 lutas programadas, evento define futuro dos médios e pode consagrar brasileira como sucessora de Amanda Nunes

Sean Strickland e Mayra Sheetara protagonizam o UFC 297. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Chegou o grande momento. Neste sábado (20), no UFC 297, o Brasil contará com sua primeira disputa de cinturão na temporada 2024. Imbatível desde que chegou no peso galo (até 61,2kg.), Mayra Sheetara escalou a categoria e, no fim de semana, diante de Raquel Pennington, poderá entrar para a história do MMA. Na luta principal, Sean Strickland estreia no octógono como campeão dos médios (até 83,9kg.).

Famoso por declarações ácidas, Strickland tem seguido à risca a cartilha de ser um dos campeões mais incomuns na história do Ultimate. O atleta, no entanto, fez por merecer o posto que ocupa e, no fim de semana, tenta manter o reinado diante de Dricus Du Plessis.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Mayra Sheetara Holly Holm
Confira os resultados do UFC 297, no Canadá. Foto: Divulgação/UFC

Na luta co-principal, Mayra Sheetara realiza seu maior compromisso da carreira no MMA. Invicta nos galos, a lutadora encara a veterana Raquel Pennington.

Além de Sheetara, o Brasil contará com mais duas representantes no evento. Polyana Viana e Priscilla Pedrita se apresentam no card preliminar.

PUBLICIDADE:

Para entrar no clima do UFC 297, a equipe do SUPER LUTAS listou cinco motivos para assistir o evento. Confira;

1) Sean Strickland: rei ou bobo?

Strickland

PUBLICIDADE:

Quando subiu no octógono do UFC 293, em setembro da temporada passada, Strickland foi motivo de piadas por parte dos fãs e especialistas no MMA. Diante de Israel Adesanya, um dos melhores na história da categoria, o norte-americano provocador que fracassou nos meio-médios (até 77,1kg.) poderia ter sucesso? A resposta foi ‘sim’.

Strickland não só superou Adesanya como arrancou o nigeriano do trono de forma categórica, vencendo sem margem para dúvidas. Apesar do triunfo, Sean está longe de ser uma unanimidade e, neste sábado, terá mais uma vez de se provar.

Como primeiro desafiante, o norte-americano terá Dricus Du Plessis, sul-africano famoso pela força física e que goza de trajetória impecável no Ultimate até o momento. Após semanas de provocações, que incluiu uma briga em meio à plateia do UFC 296, o acerto de contas chegou.

PUBLICIDADE:

Strickland provará que é, de fato, o rei da divisão? Ou será comprovado que não passa de um ‘bobo da Côrte’?

2) A sucessora de Amanda Nunes

Amanda Nunes com os cinturões dos pesos galo e pena (Foto: Instagram/UFC)

Amanda Nunes com os cinturões dos pesos galo e pena (Foto: Instagram/UFC)

Desde meados de 2023, a categoria dos galos feminina segue sem uma campeã. Com a aposentadoria da lendária Amanda Nunes, o UFC, por meses, buscou candidatas à disputa do título vago.

Após eventos e mais eventos, Mayra Sheetara e Raquel Pennington foram as escolhidas para a dura função de substituir a melhor de todos os tempos.

De um lado, Sheetara carrega consigo a grande fase e invencibilidade na categoria. Do outro, Pennington tem a experiência de octógono, que conta, inclusive, com um confronto diante de Nunes, válido pelo trono, em 2018.

A questão não é sobre quem será capaz de superar o legado de Amanda, mas, sim, de quem causará mais impacto e entretenimento na liderança da categoria.

3) UFC 297 para Mayra Sheetara

Profissional no MMA desde 2015, Mayra Sheetara está perto de fazer história no MMA brasileiro. Representante do país que já revelou diversas lendas para o esporte, a mineira de Uberlândia pode cravar seu nome em meio a tantos ídolos.

Caso vença Pennington no fim de semana, a tupiniquim integrará uma seleta lista. Hoje, o Brasil conta com três mulheres que se tornaram campeãs com as luvas do Ultimate.

A primeira a realizar o feito foi Amanda Nunes, em 2016, somando o título dos galos. Um ano depois, a também lendária Cris Cyborg assumiu o trono dos penas (até 65,7kg.). Em 2019, Jessica Bate-Estaca conquistou o peso mosca (até 56,7kg.).

No UFC 297, Sheetara pode se unir às lendas e se eternizar no MMA, não só brasileiro, mas mundial.

4) Luta entre pesos penas pode confirmar desafiante

Arnold Allen Movsar Evloev UFC 297

Arnold Allen irá enfrentar Movsar Evloev no UFC 297 (Foto: Montagem/SUPER LUTAS)

‘Escondida’ no card principal está uma luta que pode definir o próximo desafiante ao cinturão dos penas entre os homens. Arnold Allen, número quatro do ranking, vai enfrentar o invicto e promissor Movsar Evloev.

Enquanto o inglês defende seu posto no top-5, o russo pede passagem rumo à elite da categoria.

Caso vença, Allen se aproxima do título. Movsar, além do salto no ranking, passa a sonhar mais de perto com a condição de desafiante.

5) Mais Brasil

P. Viana (esq.)em luta no UFC Vegas 64. Foto: Reprodução/Instagram

Além de Mayra Sheetara, o Brasil conta com mais duas representantes no evento.

Última brasileira a subir no octógono pelo card preliminar, Poliana Viana se apresenta e busca encontrar a estabilidade na organização. A lutadora da ‘Chute Boxe – Diego Lima’ enfrenta a experiente Gillian Robertson.

Famosa pela valentia e agressividade, Priscilla Pedrita fará sua estreia na temporada 2024. A lutadora medirá forças com Jasmine Jasudavicius.

Ficha técnica do UFC 297

Data: 20 de janeiro de 2024

Horário: A partir de 20h30 (horário de Brasília)

Local: Scotiabank Arena, Toronto, Ontário, Canadá

Como assistir: SUPER LUTAS AO VIVO em tempo real, UFC Fight Pass (todo o card) pela internet.

CARD PRINCIPAL (0h, horário de Brasília)

Peso médio (até 83,9 kg): Sean Strickland x Dricus Du Plessis – luta pelo cinturão

Peso galo (até 61,2 kg): Raquel Pennington x Mayra Sheetara – luta pelo cinturão

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Neil Magny x Mike Malott

Peso médio (até 83,9 kg): Chris Curtis x Marc-Andre Barriault

Peso pena (até 56,7 kg): Arnold Allen x Movsar Evloev

CARD PRELIMINAR (20h30, horário de Brasília)

Peso galo (até 61,2 kg): Brad Katona x Garret Armfield

Peso pena (até 65,7 kg): Charles Jourdain x Sean Woodson

Peso galo (até 61,2 kg): Serhiy Sidey x Ramon Taveras

Peso palha (até 52,1 kg): Gillian Robertson x Polyana Viana

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Yohan Lainesse x Sam Patterson

Peso mosca (até 56,7 kg): Jasmine Jasudavicius x Priscila Pedrita

Peso mosca (até 56,7 kg): Malcolm Gordon x Jimmy Flick

Risco para Charles do Bronx no UFC?

Leia Mais sobre: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Resultados do Fight Music Show 4 Resultados do PFL x Bellator Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297