José Aldo vence guerra contra Chad Mendes e mantém cinturão dos penas do UFC

Brasileiro levou a melhor na decisão dos juízes após 25 minutos intensos de combate e depois provocou McGregor

"Aldo (foto) segue como campeão dos penas do UFC. Foto: Divulgação

“Aldo (foto) segue como campeão dos penas do UFC. Foto: Divulgação

Foi uma guerra. Cinco rounds de combate intenso, com momentos de destaque para os dois lados naquela que é candidata a “Luta do Ano” de 2014. José Aldo derrotou Chad Mendes na decisão unânime dos juízes e manteve o cinturão dos penas do Ultimate na luta principal do UFC Rio 5, como ficou popularmente conhecido o UFC 179, no Rio de Janeiro (RJ).

Os minutos iniciais do combate mostraram que a história seria diferente em relação ao primeiro encontro entre os dois, em 2012. Mendes se mostrava mais à vontade na trocação e decidiu aceitar a luta em pé com Aldo, que não deixava barato às tentativas do norte-americano. Mendes chegou a aplicar um knockdown em Aldo nos minutos iniciais, mas o brasileiro rapidamente se recuperou. Nos instantes finais do primeiro período, foi a vez de Aldo derrubar o norte-americano golpes. Chad, em contrapartida, tentava sobreviver a todo custo. Depois do soar do gongo, Aldo conectou um duro golpe ilegal em Mendes e derrubou o norte-americano, que claramente sentiu.

LEIA TAMBÉM: Davis anula Glover e desafia Spider

Ainda baqueado com os golpes do brasileiro, Mendes tentou levar a luta ao chão no início do segundo round, sem sucesso. Assim, “Money” passou a aceitar novamente a trocação, embora o ritmo tenha diminuído consideravelmente em relação à guerra do round inicial.

No terceiro round, o combate voltou a ficar em ritmo alucinante. Mendes acertou bons socos no brasileiro, que claramente sentiu. Quando partiu para cima com tudo tentando definir a luta, Mendes foi pego com um poderoso contra-ataque que o derrubou.

Aldo demonstrava maior sinal de cansaço no quarto round, de modo que Mendes passou a ditar o ritmo do combate conectando os melhores golpes. Um deles, um upper, abriu um enorme corte no supercílio esquerdo de Aldo, que tentava reagir.

MAIS: Pupilo de Belfort, Durinho brilha no card preliminar

No período final, Mendes tentou garantir a pontuação ao levar a luta ao solo desde início. Aldo conseguiu facilmente trazer a luta de novo à trocação, sendo que o combate terminou com ambos novamente desferindo golpes em pé.

Após 25 minutos de luta intensa, os três juízes pontuaram 49 a 46 em favor de Aldo – ou seja, quatro rounds para o brasileiro contra um do desafiante. Com isso, o atleta da Nova União se mantém como único campeão dos penas do Ultimate.

Aldo-Mendes

Aldo e Mendes se abraçam após guerra no Rio. Foto: Divulgação

Após o combate, Aldo parafraseia Romário e provoca McGregor

Na entrevista dada ainda no octógono logo após o combate, Aldo fez questão de agradecer ao apoio da torcida presente no ginásio do Maracanãzinho, o que considera ter sido fundamental para sua vitória. No entanto, o que mais chamou a atenção foi uma provocação feita a Conor McGregor, que estava presente no local.

Flamenguista fanático, Aldo citou uma das frases mais clássicas de Romário, um dos grandes nomes que já passaram pelo clube da Gávea. “O reinado está completo. Tem o rei, o príncipe, que é o Chad, e o bobo da corte”, disse o brasileiro.

Veja os resultados completos do UFC Rio 5:

CARD PRINCIPAL

Penas: José Aldo derrotou Chad Mendes por decisão unânime;
Meio-pesados:
Phil Davis derrotou Glover Teixeira por decisão unânime;
Meio-pesados:
Fábio Maldonado derrotou Hans Stringer por nocaute técnico no R2;
Penas:
Darren Elkins derrotou Lucas Mineiro por decisão dividida;
Leves:
Beneil Dariush derrotou Diego Ferreira por decisão unânime;

CARD PRELIMINAR

Meio-médios: Neil Magny derrotou William Patolino por nocaute técnico no R3;
Leves: Yan Cabral derrotou Naoyuki Kotani por finalização no R2
Moscas: Wilson Reis derrotou Scott Jorgensen por finalização no R1;
Penas: Andre Fili derrotou Felipe Sertanejo por decisão unânime
Leves: Gilbert Durinho derrotou Christos Giagos por finalização no R1;
Leves: Tony Martin derrotou Fabrício Morango por finalização no R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments