Único brasileiro no UFC FN 63, Diego Ferreira é nocauteado por Dustin Poirier

Peso leve agora acumula duas derrotas consecutivas no Ultimate; confira os resultados da noite

D. Poirier comemora a vitória sobre Diego Ferreira. Foto: Josh Hedges/UFC

D. Poirier comemora a vitória sobre Diego Ferreira. Foto: Josh Hedges/UFC

Com apenas um atleta no card do UFC Fight Night 63, neste sábado (04), o Brasil sairá zerado da manhã/tarde de lutas em Fairfax (EUA). Isso porque o representante tupiniquim Carlos Diego Ferreira acabou nocauteado por Dustin Poirier na luta que abriu o card principal da noite.

Veja Também

Comissão Atlética marca julgamento de Anderson Silva é marcada para dia 21 de abril
Gigante varejista se recusa a vender autobiografia de Ronda Rousey por ser violenta demais
Pacote de demissões do UFC conta com dois brasileiros, incluindo o ex-TUF Brasil Rick Monstro

O combate começou bastante movimentado, mas com desvantagem para Diego Ferreira na trocação. Se aproveitando de sua maior envergadura, Poirier conectou os melhores golpes e conseguiu dois knockdowns consecutivos. Após a segundo, o norte-americano partiu pra cima e finalizou o combate no ground and pound.

Com o revés, Carlos Diego Ferreira agora acumula duas derrotas consecutivas, as únicas de sua carreira. Já Poirier, que reestreou na categoria de leves, voltou a vencer, após ser derrotado por Conor McGregor na luta que marcou sua despedida dos penas.

Em combate morno, Carmouche bate Murphy

A luta que fechou o card preliminar em Fairfax foi marcada por muita transpiração e pouca inspiração por parte de Lauren Murphy e pouca dedicação, mas boa precisão nos golpes e quedas tentadas do lado de Liz Carmouche. Isso fez, no entanto, com que o combate não fosse dos mais animados.

Após três rounds, Carmouche foi declarada vencedora por decisão unânime dos juízes sob forte vaia do público, que parece não ter gostado tanto do combate quanto do resultado final. Com a vitória, a primeira desafiante ao cinturão peso galo feminino do Ultimate voltou a vencer após duas derrotas consecutivas e chegou a dois triunfos e três derrotas no octógono.

Ex-desafiante ao título, Maynard perde outra e se complica

Gray Maynard já foi um dos melhores pesos leves do mundo e protagonizou uma das disputas de cinturão mais eletrizantes da história do Ultimate, quando empatou com o então campeão Frankie Edgar em 2011, mas atualmente vive uma fase tenebrosa. Em busca da reabilitação em Fairfax, Maynard acabou sofrendo sua quarta derrota consecutiva, a quinta em seis lutas, e agora vê seu emprego em risco.

O norte-americano até fez um bom primeiro round diante do russo Alexander Yakovlev, mas seu queixo acabou dando sinais de fragilidade no segundo round, quando sofreu um duro knockdown após um direto preciso. Demonstrando ter sentido o golpe, Maynard teve dificuldades pra se recuperar e acabou dominado no restante do combate. Ao fim da luta, os jurados declararam Yakovlev vencedor por decisão unânime, dois deles inclusive apontando vitória do russo em todos os três assaltos.

Confira abaixo os resultados do UFC FN 63:

CARD PRINCIPAL

Chad Mendes x Ricardo Lamas;

Jorge Masvidal x Al Iaquinta;

Michael Chiesa x Mitch Clarke;

Julianna Peña x Milana Dudieva;

Clay Guida venceu Robbie Peralta por decisão unânime;

Dustin Poirier venceu Carlos Diego Ferreira por TKO no R1.

CARD PRELIMINAR

Liz Carmouche venceu Lauren Murphy por decisão unânime dos juízes;

Alexander Yakovlev venceu Gray Maynard por decisão unânime dos juízes;

Timothy Johnson venceu Shamil Abdurahimov por TKO no R1;

Ron Stallings venceu Justin Jones por decisão unânime dos juízes.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments