UFC FN 64: Napão e Cro Cop fazem revanche na estreia do octógono na Polônia

Brasileiro nocauteou o lendário croata há oito anos de forma surpreendente; reedição do duelo acontece neste sábado (11) em Cracóvia

Gonzaga (esq.) e Filipovic (dir.) fazem a luta principal em Cracóvia. Foto: Josh Hedges/UFC

Gonzaga (esq.) e Filipovic (dir.) fazem a luta principal em Cracóvia. Foto: Josh Hedges/UFC

Em 2007, Gabriel Napão chocou o mundo do MMA ao fazer o lendário croata Mirko Cro Cop experimentar seu próprio veneno e nocauteá-lo com um chute alto impressionante que o credenciou a disputar o cinturão dos pesos pesados. Agora, oito anos depois, Napão e Cro Cop voltarão a se reencontrar no octógono, em situações bem diferentes, na estreia do octógono mais famoso do planeta na Polônia, na luta principal do UFC Fight Night 64.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Vindo de duas derrotas consecutivas, para Stipe Miocic e Matt Mitrione, Napão segue no top-15 da categoria de pesos pesados, mas aparece apenas na 14ª posição. Em sua carreira, o especialista em jiu-jitsu tem um cartel de 16 vitórias e nove derrotas.

Já Mirko Filipovic, de 40 anos, possui um retrospecto de 30 vitórias, 11 derrotas, dois empates e uma luta sem resultado. O lendário nome da trocação, com um vasto cartel também no K-1, fez história nos tempos do extinto PRIDE e conquistou o GP Absoluto de 2006, batendo nomes como Hidehiko Yoshida, Wanderlei Silva e Josh Barnett. Cro Crop havia se aposentado em 2011, após uma série negativa no Ultimate, mas retornou ao MMA no ano seguinte e, desde então, conquistou três vitórias e uma derrota, todas em eventos na Rússia ou no Japão.

PUBLICIDADE:

Estrela local, Błachowicz encara Manuwa

Blachowicz (foto) será o principal nome da Polônia no card. Foto: Josh Hedges/UFC

Blachowicz (foto) será o principal nome da Polônia no card. Foto: Josh Hedges/UFC

PUBLICIDADE:

Para o público local, além da revanche entre Napão e Cro Cop, o UFC Polônia também poderá marcar a ascensão de uma estrela nacional. O peso meio-pesado Jan Błachowicz será o maior nome da casa no evento e fará a luta co-principal da noite, contra o perigoso britânico Jimi Manuwa.

PUBLICIDADE:

Ex-campeão do evento polonês KSW, Błachowicz tem um cartel profissional de 18 vitórias e apenas três derrotas. O atleta de 32 anos vem de vitória arrasadora por nocaute sobre o sueco Ilir Latifi, em outubro do ano passado, em sua estreia no Ultimate.

Vice-campeão do TUF, Serginho volta após mais de um ano e meio

Serginho (foto) está afastado do octógono há muito tempo. Foto: Josh Hedges/UFC

Serginho (foto) está afastado do octógono há muito tempo. Foto: Josh Hedges/UFC

A última vez que o vice-campeão do TUF Brasil 1 Serginho Moraes pisou no octógono foi em agosto de 2013, quando venceu Neil Magny no UFC Rio 4. De lá pra cá, mais de um ano e meio se passou e o paulistano permaneceu afastado do esporte, devido a problemas físicos.

No card preliminar do UFC Polônia, Serginho terá a chance de voltar após o longo hiato diante do francês Mickael Lebout. Em sua carreira, o atleta da “Evolução Thai” tem um cartel de oito vitórias e duas derrotas.

Confira abaixo a ficha técnica completa do UFC Polônia:

DATA E HORÁRIO: 11/04/2015, a partir das 12h45m (Horário de Brasília);

Local: Tauron Arena, Cracóvia, Polônia;

Transmissão: Canal Combate.

CARD PRINCIPAL

Peso pesado (até 120 kg): Mirko Cro Cop x Gabriel Napão;

Peso meio-pesado (até 93 kg): Jimi Manuwa x Jan Blachowicz;

Peso meio-médio (até 77 kg): Pawel Pawlak x Sheldon Westcott;

Peso palha (até 52 kg): Joanne Calderwood x Maryna Moroz.

CARD PRELIMINAR

Peso meio-médio (até 77 kg): Seth Baczynski x Leon Edwards;

Peso médio (até 84 kg): Garreth McLellan x Bartosz Fabinski ;

Peso meio-médio (até 77 kg): Serginho Moraes x Mickael Lebout;

Peso pena (até 66 kg): Yaotzin Meza x Damian Stasiak;

Peso pesado (até 120 kg): Daniel Omielanczuk x Anthony Hamilton;

Peso palha (até 52 kg): Aleksandra Albu x Izabela Badurek;

Peso leve (até 70,3 kg): Marcin Bandel (69,8 kg) x Steven Ray (70,3 kg);

Peso pena (até 66 kg): Rocky Lee (65,3 kg) x Taylor Lapilus (65,7 kg).

Podcast #47: Ngannou defende cinturão no UFC 270 e Dana White ‘some’ + Whindersson Nunes luta neste sábado



Comentários

Deixe um comentário