Abatido com derrota em luta pelo cinturão, Anthony Johnson promete: ‘Eu vou voltar’

Norte-americano, finalizado por Daniel Cormier no UFC 187, relembra volta por cima na carreira e diz que fará tudo de novo

A. Johnson (foto) é o novo número um na categoria até 93 kg. Foto: Josh Hedges/UFC

A. Johnson (foto) perdeu para Cormier em luta pelo cinturão. Foto: Josh Hedges/UFC

Veja Também

Cormier bate Johnson, fatura título vago e avisa Jon Jones: ‘Estou te esperando’
Além de títulos, Weidman e Cormier faturam bônus de R$ 154 mil no UFC 187
Clima esquenta em coletiva do UFC 187 e Cormier quase briga com Ryan Bader

Depois de uma carreira de altos e baixos, Anthony Johnson enfim teve a chance de conquistar um cinturão do UFC no último sábado (23). No entanto, a oportunidade escorregou pelos dedos e “Rumble” acabou derrotado por Daniel Cormier, que se tornou o novo campeão dos meio-pesados. Apesar do visível abatimento pelo revés, Johnson garantiu que dará a volta por cima em suas próximas lutas.

O norte-americano, que chegou a ser demitido do UFC no passado após uma polêmica envolvendo corte de peso, retornou à maior organização de MMA do planeta no ano passado. Desta vez competindo com 93 kg, Johnson venceu três lutas em sequência, incluindo nocautes sobre Rogério Minotouro e Alexander Gustafsson, mas foi finalizado por Cormier no sábado.

“Muita gente teria desistido se tivesse passado pelo que eu passei. Eu estou orgulhoso de mim mesmo por não ter desistido e por ter tentado ser a melhor pessoa que posso ser, por ter feito o melhor que posso fazer e tentar ser alguém na vida. Minha meta ainda é ser o campeão. Eu vinha em uma sequência de nove vitórias [incluindo lutas fora do UFC] e Daniel simplesmente me derrotou. Mas eu prometo que vou voltar. Eu não me importo com quem terei que lutar a seguir, quando ou onde isso acontecerá”, disse “Rumble”, em entrevista ao site norte-americano “MMA Junkie”.

Com isso, Johnson chega a um cartel de 19 vitórias e cinco derrotas no MMA profissional. Seu último revés havia sido em janeiro de 2012, ainda no UFC, quando foi finalizado por Vitor Belfort em combate no qual falhou em bater o peso da divisão dos médios (até 84 kg). Depois daquilo, Johnson foi mandado embora do Ultimate.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments