Werdum projeta caminho de revanches e vê Arlovski como próximo rival

Brasileiro disse que, depois do bielorrusso, vê Junior Cigano e Cain Velasquez como seus possíveis adversários

F. Werdum (foto) conquistou o cinturão no último dia 13 de junho, no México. Foto: Josh Hedges/UFC

F. Werdum (foto) conquistou o cinturão no último dia 13 de junho, no México. Foto: Josh Hedges/UFC

Após conquistar o cinturão dos pesos pesados, o brasileiro Fabrício Werdum acredita que seu futuro pode estar no passado. Não entendeu? É que “Vai Cavalo”, como é conhecido, previu que seu caminho daqui pra frente será marcado por revanches contra seus ex-adversários, com o bielorrusso Andrei Arlovski como o favorito para seu primeiro desafio.

Veja Também

Assista ao HANGOUT SUPER LUTAS com a análise da derrota de Lyoto e a prévia do UFC 189. Ao vivo!
Vídeo: Melhores momentos da luta entre Lyoto Machida x Yoel Romero
Após bater Lyoto, cubano dispara contra o casamento gay: ‘Volte para Jesus’
Após derrota, sogra faz apelo por aposentadoria de Lyoto: ‘Pare e vá viver!’

“É o Arlovski agora, o Cigano depois e então o Velasquez outra vez. Eu gostaria de lutar com o Arlovski porque foi uma luta parelha, uma decisão dividid em uma luta feia e que ninguém gostei. Além disso, eu acho que ganhei. Arlovski seria uma boa ideia. Depois disso, o Cigano. Mas eu quero ir passo a passo. O próximo é o Arlovski e então o Cigano. Eu já fiz uma revanche contra o Minotauro, fui bem e ganhei, agora quero a revanche contra o Arlovski. O Cigano também seria legal, mas eu vou me focar no Arlovski porque ele é um ex-campeão do UFC e essa luta venderia bem”, disse Werdum, em entrevista ao site norte-americano “MMA Fighting”.

Após colocar Cain Velaquez, batido por ele no UFC 188 em junho, no terceiro lugar na fila pelo título, Werdum explicou a razão de ter até oferecido uma revanche imediata ao ex-campeão, mas mudado de ideia logo em seguida. “Eu falei sobre uma revanche imediata contra o Velasquez em respeito a ele. Ele era um grande campeão e fez muito pelo esporte, então eu estava sendo respeitoso. Mas então eu pensei sobre o assunto, a forma como a luta aconteceu… Quando é uma luta parelha, quando há dúvida, ou é uma finalização rápida, você faz uma revanche imediata. Mas eu fiz tudo que estava planejando e ainda o peguei em uma guilhotina. As pessoas viram que não há necessidade de uma revanche agora”, concluiu.

Fabrício Werdum, de 37 anos, tem um cartel profissional de 20 vitórias, cinco derrotas e um empate. Novo campeão peso pesado do UFC e sexto colocado no ranking peso por peso da maior organização de MMA do planeta, Werdum está invicto desde que reestreou no octógono, em 2012, e de lá pra cá conquistou na menos do que seis triunfos consecutivos, o mais recente deles sobre Cain Velasquez no UFC 188, no México. Após o duelo, “Vai Cavalo” recebeu uma suspensão médica de seis meses e só deve estar apto a retornar aos ringues no fim deste ano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments