Sem Aldo, UFC 189 resolverá diferenças entre McGregor e Mendes

Em Las Vegas, desafetos declarados disputam cinturão interino dos penas de olho em unificação contra o brasileiro ainda em 2015

Mendes (esq.) e McGregor (dir.) finalmente se enfrentarão no UFC 189. Foto: Divulgação

Mendes (esq.) e McGregor (dir.) finalmente se enfrentarão no UFC 189. Foto: Divulgação

Um dos eventos mais grandiosos para o UFC no ano acontecerá com uma sensação amarga para os fãs mais assíduos de MMA. Isso porque o duelo entre José Aldo e Conor McGregor, uma das lutas mais esperadas dos últimos tempos e atração principal do UFC 189, caiu a menos de duas semanas devido a uma lesão do lutador brasileiro.

Aldo contundiu sua costela durante um treinamento na quinzena final de junho, durante uma sessão de sparring. Sua participação no evento primeiramente foi colocada em xeque, até que o campeão foi cortado de vez no dia 30 de junho. O UFC agiu rápido e convocou Chad Mendes para substituí-lo, em luta que colocará em jogo um título interino para a categoria até 66 kg.

Veja Também

McGregor se estranha com Mendes em coletiva do UFC 189 e provoca: ‘Está prestes a morrer’
Vídeo: Antes do UFC 189, confira 5 curiosidades sobre Conor McGregor
Vídeo: antes de Mendes x McGregor, confira cinco curiosidades sobre o UFC 189

No entanto, se o combate principal perdeu apelo com a saída de Aldo, ainda sim não faltarão atrativos para o UFC 189. Assim como como o brasileiro, Mendes possui uma rivalidade ácida com McGregor, o que apimentou as expectativas para a luta e fez a festa daqueles que curtem uma provocação entre os atletas.

Além disso, o combate também conta com vários pontos interessantes dentro do octógono. Pela primeira vez em sua carreira no UFC, McGregor terá pela frente um wrestler de alto nível, capaz de testar sua defesa de quedas e seu jogo de solo. Um ponto curioso é ver como que o irlandês colocará sua trocação e movimentação tendo pela frente um oponente que inevitavelmente irá tentar levá-lo para baixo.

Mendes, em contrapartida, terá de lidar com a grande desvantagem de envergadura ( 1,67 m, contra 1,85 m para McGregor), o que poderá ser um problema na hora de encurtar a distância. Além disso, o norte-americano precisará mostrar bom preparo físico para uma luta de potencialmente 25 minutos, especialmente por ter aceitado o combate com pouquíssima antecedência.

Quem acompanhará a luta com atenção é Aldo, que conhecerá ali seu próximo adversário na luta que unificará os títulos linear e interino do peso – possivelmente, ainda em 2015. Caso Mendes vença, o brasileiro fará a trilogia com o velho conhecido, a quem “presenteou” com as duas únicas derrotas da carreira. Mas, se McGregor vencer, a luta tão aguardada volta aos planos do UFC e reacenderá novamente a expectativa do público.

Tem cinturão também no co-main event

MacDonald (esq.) já enfrentou Lawler (dir.) em 2013. Foto: Josh Hedges/UFC

MacDonald (esq.) já enfrentou Lawler (dir.) em 2013. Foto: Josh Hedges/UFC

Apesar de quase toda a promoção do UFC 189 ter se concentrado no duelo principal entre os pesos pena, a atração também contará com uma outra disputa de cinturão que tem tudo para render um bom espetáculo. Robbie Lawler fará sua primeira defesa de título em revanche contra Rory MacDonald, a quem derrotou no fim de 2013.

A história de Lawler é exemplo de superação na carreira de um atleta de MMA. O norte-americano passou por diversos altos e baixos desde que fez sua primeira luta no UFC, há mais de 13 anos, mas recentemente engatou boa fase até conquistar o título. O cinturão veio em dezembro do ano passado, quando bateu Johny Hendricks em apertada decisão dos juízes.

Do outro lado está uma das grandes revelações da divisão dos meio-médios dos últimos anos. Pupilo de Georges St. Pierre, MacDonald, de 25 anos, já tem em seu currículo vitórias sobre nomes como Nate Diaz, BJ Penn, Demian Maia, Tyron Woodley e Tarec Saffiedine. Mais do que se vingar de seu último algoz, MacDonald também tem como motivação retomar a hegemonia canadense no peso, já que GSP ostentou o cinturão da categoria até 77 kg entre 2008 e 2013.

Olho em Thominhas!

Thominhas (foto) derrotou Jabouin no UFC 186. Foto: Divulgação/UFC

Thominhas (foto) vem em ascensão no UFC. Foto: Divulgação/UFC

Sem a presença de José Aldo no UFC 189, o foco da torcida brasileira se volta ao agora único representante do país no evento. Thomas Almeida espera consolidar sua ascensão na categoria dos galos do Ultimate, onde já chegou “fazendo barulho” em suas duas participações no octógono.

Thominhas, como é conhecido, vem de vitórias sobre Tim Gorman e Yves Jabouin. Produto da academia Chute Boxe São Paulo, o jovem de 23 anos medirá forças contra o veterano Brad Pickett, que retornará ao peso galo depois de passagem apagada pelos moscas.

Pickett, 36, pode ser chamado de “porteiro” da categoria, já que suas recentes derrotas no peso foram para atletas que de fato se mostraram de ponta: Renan Barão, Eddie Wineland e Michael McDonald. Ou seja, caso vença, Almeida levará ainda mais seu nome para “as cabeças” da divisão.

Confira abaixo a ficha técnica do UFC 189:

DATA E HORÁRIO: 11/07/2015, a partir de 19 horas (horário de Brasília)
LOCAL: MGM Grand Garden Arena, Las Vegas, Estados Unidos
TRANSMISSÃO: Canal Combate

CARD PRINCIPAL

Penas: Conor McGregor x Chad Mendes;
Meio-médios: Robbie Lawler x Rory MacDonald;
Penas: Dennis Bermudez x Jeremy Stephens;
Meio-médios: Gunnar Nelson x Brandon Thatch;
Galos: Brad Pickett x Thomas Almeida;

CARD PRELIMINAR

Meio-médios: Matt Brown x Tim Means;
Meio-médios: Mike Swick x Alex Garcia;
Meio-médios: Cathal Pendred x John Howard;
Galos: Cody Garbrandt x Henry Briones;
Moscas: Neil Seery x Louis Smolka;
Leves: Yosdenis Cedeño x Cody Pfister

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments