Erick Silva faz intercâmbio nos EUA e treinará com Renzo, Werdum e Rafael dos Anjos

Brasileiro revelou que dividirá seus treinos entre a academia de Renzo Gracie em NY e a King's MMA, de Rafael dos Anjos, na Califórnia

E. Silva (foto) vem de derrota para N. Magny. Foto: Josh Hedges/UFC

E. Silva (foto) vem de derrota para N. Magny. Foto: Josh Hedges/UFC

Considerado uma das grandes promessas do MMA brasileiro no UFC, o capixaba Erick Silva tem alternado altos e baixos nos últimos anos, e encontrado dificuldade para engatar uma sequência de vitórias no octógono. O momento de instabilidade fez com que Erick repensasse sua carreira e o brasileiro partiu para os Estados Unidos, onde fará um intercâmbio com treinos em Nova York e na Califórnia, com nomes como os campões brasileiros Rafael dos Anjos e Fabrício Werdum.

Veja Também

Empresa de Ronaldo corta relações com o UFC e detona contrato com a Reebok
Cro Cop se machuca, desiste de luta no UFC e anuncia aposentadoria
Henderson ‘esquece’ derrota no UFC SP e curte praia
Tinder da porrada: Rede social para marcar brigas ganha manchetes nos EUA

“Converso com Renzo Gracie há bastante tempo. Ele me convidou para fazer uma visita, aproveitei que vou ficar parado um tempo e vim treinar jiu-jitsu aqui com o Renzo. Faz três semanas que estou aqui e fico mais uma semana.(…) É engraçado treinar jiu-jitsu brasileiro nos EUA, mas está sendo muito produtivo”, disse Erick, em entrevista ao podcast “The MMA Hour”. “Vou para a Califórnia e vou ficar até o final do ano com o Rafael Cordeiro, onde pretendo fazer uma parte de evolução técnica. Pretendo ficar vindo para Nova York também, mas chegando na Califórnia pretendo ficar até o final do ano e terminar a minha recuperação. No ano que vem quero ficar mais tempo nos EUA treinando na Kings MMA e aqui em Nova York também”, completou.

Aos 31 anos, Erick Silva tem um cartel profissional de 18 vitórias, seis derrotas e uma luta sem resultado. O capixaba alternou vitórias e derrotas em suas primeiras nove lutas no UFC, mas finalmente conseguiu engatar dois triunfos consecutivos no início deste ano. A série positiva, no entanto, chegou ao fim no último mês de agosto, quando Erick foi derrotado por Neil Magny em decisão dividida.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments