Mark Hunt nocauteia Frank Mir com um golpe na luta principal do UFC Brisbane

Neozelandês faturou a vitória com apenas um direto certeiro na têmpora, que levou o ex-campeão à lona

Hunt (dir.) nocauteou com um soco apenas. Foto: Josh Hedges/UFC

Hunt (dir.) nocauteou com um soco apenas. Foto: Josh Hedges/UFC

Bastou um soco conectado para que Mark Hunt mandasse Frank Mir à lona e conquistasse a vitória na luta principal do UFC Fight Night Brisbane, realizado neste sábado (19), já domingo (20), na Austrália.

Veja Também

Campeão do TUF, Cara de Sapato perde de virada para judoca no UFC Brisbane
Viscardi e Nuguette vencem e Brasil fica 100% no card preliminar do UFC Brisbane
Miesha quer defender título no UFC 200: ‘Seria incrível’

Como era de se esperar o duelo foi definido por uma mão pesada e, para sorte do neozelandês radicado em solo australiano, esse golpe foi seu. Logo a três minutos de combate, após um início de muito estudo, Hunt acertou um direto na têmpora de Mir, que caiu completamente entregue.

Com a região lateral de seu rosto e o pescoço completamente enrijecidos pelo impacto, Mir caiu de costas e ainda encontrou tempo para bater duas vezes no solo, dando a entender que não tinha condições de lutar. O árbitro interferiu, mas o próprio Hunt não esboçou mais nenhum golpe, já ciente da situação do adversário.

Após o duelo, Hunt ainda encontrou tempo para brincar com o público e sugerir uma “vaquinha” entre os fãs para sua comemoração. “Eu gostaria de dizer que temos uma festa depois daqui, cada um dê duzentos dólares… Não, brincadeira (risos). Mas vamos tomar algumas cervejas e comemorar essa vitória. Obrigado, Jesus!”, disse.

Magny vira e nocauteia Lombard no fim

O cubano naturalizado australiano Hector Lombard até começou a luta em ritmo acelerado, mas se cansou rapidamente e acabou sofrendo a virada diante do “gigante” Neil Magny, com sua envergadura de mais de dois metros. O norte-americano se aproveitou da vantagem no preparo físico e nocauteou o rival na reta final do combate.

No primeiro assalto, com uma blitz impressionante, Lombard levou Magny ao solo logo de cara e aplicou uma sequência de golpes fulminante no rival. Magny, porém, resistiu bem e conseguiu levar a luta para o segundo assalto, e deixou o cubano com mostras de estar mais cansado após os minutos iniciais.

No segundo round, apesar de um knockdown de Lombard, o que se viu foi um cenário completamente oposto. Magny conseguiu ficar por cima e, na montada, castigou o cubano impiedosamente, a ponto da atuação do árbitro central – que não interrompeu a luta – ter sido bastante questionada.

No terceiro e decisivo assalto, completamente entregue, Lombard mal conseguiu resistir e, bastou que Magny caísse novamente na montada, para que o duelo chegasse ao fim com mais alguns golpes no ground and pound. Com o triunfo, Magny chegou a três vitórias consecutivas, a primeira pela via rápida na série.

Confira abaixo todos os resultados do UFC Brisbane:

CARD PRINCIPAL

Mark Hunt nocauteou Frank Mir (soco) aos 3m01 do R1
Neil Magny nocauteou Hector Lombard (socos) aos 46s do R5
Jake Matthews finalizou Johnny Case (mata-leão) aos 4m45s do R3
Daniel Kelly nocauteou Antônio Cara de Sapato (socos) a 1m36s do R3
Steve Bosse nocauteou James Te Huna (soco) aos 52s do R1
Bec Rawlings derrotou Seo Hee Ham em decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27 e 29×28)

CARD PRELIMINAR

Alan Jouban nocauteou Brendan O’Reilly com cotoveladas e socos a 2m15s do R1
Dan Hooker finalizou Mark Eddiva com uma guilhotina a 1m24sdo R1
Leslie Smith derrotou Rin Nakai em decisão unânime dos juízes (30×27, 29×28 e 29×28)
Viscardi Andrade derrotou Richard Walsh em decisão unânime dos juízes (29×28, 29×28 e 29×28)
Ross Pearson derrotou Chad Laprise em decisão dividida dos juízes (30×27, 28×30 e 29×28)
Alan Nuguette derrotou Damien Brown em decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27 e 30×26)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments