BJ Penn é pego no antidoping e está fora do UFC 199

Hall da Fama do Ultimate fez uso do soro intravenoso em dosagem superior à permitida

BJ (foto) não luta desde julho de 2014. Foto: Josh Hedges/UFC

BJ (foto) não luta desde julho de 2014. Foto: Josh Hedges/UFC

Membro do Hall da Fama do Ultimate e aposentado pela segunda vez, BJ Penn não fará mais seu retorno ao octógono em junho, conforme planejado. O havaiano foi flagrado em um exame antidoping surpresa pela USADA e cortado da luta contra Cole Miller no UFC 199, no próximo dia 4 de junho, em Los Angeles (EUA).

 

Veja Também

‘Podem me estapear se Bisping não for campeão’, diz técnico
Seguindo passos de Ronda e Jon Jones, McGregor fará ensaio nu para revista
Antes do adeus ao MMA, Tito Ortiz quer ‘choque de lendas’ contra Royce Gracie

Penn apresentou substâncias para aumento de performance em seu exame, mas tomou uma dose além do permitido de soro intravenoso (mais de 50 ml em um intervalo de seis horas. O IV, como é conhecido, pode ajudar a mascarar o uso de outras substâncias e também já havia sido proibido para reidratação dos atletas na véspera das lutas. A informação foi divulgada por meio de nota oficial no site oficial do UFC.

“A organização do UFC foi notificada hoje que a USADA informou BJ Penn sobre uma potencial violação antidoping. Penn foi descoberto fazendo uso de um método proibido, o uso do soro intravenoso em dose acima de 50 ml em um período de seis horas, em um teste fora de competição coletado no dia 25 de março. De acordo com a política antidoping, Penn recebeu uma suspensão preventiva e foi removido de sua luta contra Cole Miller no dia 4 de junho em Los Angeles”, disse o comunicado.

Além disso, a organização também garantiu que busca um novo adversário para Cole Miller – que, por sua vez, já era substituto de Dennis Siver. “O UFC vai anunciar um adversário substituto para Miller em breve e informações adicionais serão disponibilizadas pela USADA e pelo UFC no momento apropriado, a medida que o processo envolvendo Penn avance”, concluiu a nota.

BJ Penn, cujo cartel profissional é de 16 vitórias, dez derrota e dois empates, garantiu que não fez uso de substâncias dopantes e usou o soro para mascara-las e se desculpou publicamente. “Eu voluntariamente avisei a USADA que, durante um período fora de competição, eu fiz uso do soro intravenoso sob os cuidados de um médico. A regra do intravenoso mudou desde minha última luta no UFC, eu não sabia dessa mudança e não fazia ideia que o IV estava banido 365 dias ao ano.  Nunca em minha carreira eu me dopei e sempre antecipei que todos os testes da USADA voltariam limpos. Estou trabalhando com o UFC para esclarecer a situação e voltar a lutar o mais breve possível”, disse o lutador, em seu site oficial.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments