Ex-UFC pediu namorada em casamento horas antes de morrer

Instantes antes de atropelamento fatal, Ryan Jimmo fez o pedido a Roxie Reece em um cinema de Edmonton, no Canadá

Jimmo pediu namorada em casamento horas antes de morrer. Foto: Reprodução

Jimmo pediu namorada em casamento horas antes de morrer. Foto: Reprodução

Ryan Jimmo, ex-lutador do UFC que morreu de forma trágica no fim do mês passado, havia pedido sua namorada em casamento horas antes de ser atropelado em um estacionamento na cidade de Edmonton, no Canadá.

A revelação foi feita por Roxie Reece, namorada do lutador, que deu detalhes da madrugada de terror que viveu no dia 26 de junho em entrevista ao site canadense “CBC”. A mulher, que tinha relação com o atleta desde o fim de abril, estava em um cinema horas antes da tragédia, assistindo ao filme “Independence Day – O Ressurgimento”, quando ouviu o pedido de Jimmo.

Veja Também

Ex-lutador do UFC, Ryan Jimmo morre após discussão de trânsito no Canadá
Mundo do MMA reage com revolta à morte de Jimmo
Polícia prende suspeitos de matar ex-lutador do UFC Ryan Jimmo
Ano de 2016 é marcado por tragédias no MMA; relembre os casos

“Ele me disse: ‘Querida, você é a mulher mais bonita que já vi neste mundo. Te amo demais. Quero casar com você e ter filhos com você.’ Eu respondi: ‘OK, querido, vamos fazer isso! Será incrível”, detalhou Roxie.

Depois de sair do cinema, o casal foi dar uma volta por Edmonton quando Jimmo percebeu que era perseguido por uma caminhonete. Segundo o depoimento de Roxie, o lutador chegou a encostar para deixar o outro veículo ultrapassá-lo, mas a caminhonete continuou a comboiá-lo de perto.

Em seguida, os dois carros pararam em um estacionamento, com Jimmo confrontando os ocupantes do outro veículo (dois homens). Quando retornava ao seu carro, o canadense foi atropelado de forma proposital.

Roxie revelou ter ficado desesperada com o ocorrido, também pelo fato de não conseguir chamar uma ambulância – ela não estava com seu celular, e o aparelho de Jimmo estava bloqueado.

“Naquele momento, senti o maior medo que já vivi na vida. Me senti desamparada. Deitei ao lado de Ryan e disse a ele: ‘Vamos lá, querido, você consegue. Você pode lutar. Estou aqui.’ É importante para mim que as pessoas saibam que Ryan não estava sozinho”, disse a namorada.

Jimmo, que tinha 34 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital. Os homens suspeitos pelo crime foram presos menos de uma semana após o ocorrido.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments