Marreta e Assunção perdem no card preliminar do UFC 200

Primeiras lutas do evento deste sábado (9) também tiveram recuperação de ‘queridinho do UFC’ e queda de Hendricks

TJ se vingou de Assunção no UFC 200. Foto: Jeff Bottari/UFC

TJ se vingou de Assunção no UFC 200. Foto: Jeff Bottari/UFC

Veja Também

Especial: Cinco motivos para assistir o histórico UFC 200
Anderson Silva é o maior azarão nas apostas para o UFC 200
Clima esquenta entre Amanda Nunes e Miesha Tate na pesagem do UFC 200

A noite não começou nada boa para os lutadores brasileiros no UFC 200, evento realizado neste sábado (9), em Las Vegas (EUA). Os representantes do país no card preliminar, Thiago Marreta e Raphael Assunção, saíram derrotados em suas lutas no histórico evento.

Marreta buscava a vitória mais importante de sua carreira diante do renomado Gegard Mousasi, ex-campeão do Strikeforce. No entanto, o peso médio sofreu um nocaute técnico ainda no primeiro round, o que freou sua ascensão na divisão até 84 kg.

Já Assunção não conseguiu fazer frente ao ritmo frenético imposto pelo ex-campeão dos galos TJ Dillashaw e levou a pior na decisão dos juízes. O brasileiro, assim, sofre sua primeira derrota desde que desceu para os 61 kg.

O card preliminar do UFC 200 também teve sequência de nocautes em sua abertura, a recuperação do “queridinho do UFC” Sage Northcutt, além da vitória de Kelvin Gastelum sobre o ex-campeão dos meio-médios Johny Hendricks. Confira como foram as primeiras lutas da noite:

Mousasi atropela e freia ascensão de Marreta

Mousasi (foto) atropelou Marreta ainda no primeiro round. Foto: Divulgação/UFC

Mousasi (foto) atropelou Marreta ainda no primeiro round. Foto: Divulgação/UFC

De olho naquela que seria a maior vitória de sua carreira, Thiago Marreta não fez frente ao perigoso Gegard Mousasi e sofreu uma derrota contundente ainda no primeiro round, por nocaute técnico.

A luta começou com ambos aceitando o jogo em pé, com Mousasi caminhando para frente. Perto da metade do primeiro round, Mousasi encurralou o brasileiro na grade, acertou bons golpes e aplicou o knockdown. No solo, o armênio-holandês obtinha posições de domínio, inclusive com a guarda passada.

No minuto final do primeiro round, Marreta viu uma brecha e se levantou, mas Mousasi aproveitou o momento para acertar um gancho certeiro no brasileiro, que caiu. A luta foi interrompida pelo árbitro aos 4min32s.

Assim, Mousasi vence sua segunda seguida contra brasileiros (ele havia superado Thales Leites em fevereiro), enquanto que Marreta perde a primeira após quatro vitórias seguidas.

‘Queridinho’ do UFC quase é finalizado, mas vence

S. Northcutt (foto) venceu no UFC 200. Foto: Josh Hedges/UFC

S. Northcutt (foto) venceu no UFC 200. Foto: Josh Hedges/UFC

Depois de três nocautes técnicos rápidos no início da noite, a primeira luta que chegou à decisão dos juízes foi entre Sage Northcutt e Enrique Marin. Melhor para o norte-americano, que levou a melhor de maneira unânime.

Considerado a “menina dos olhos” do Ultimate, sendo o atleta mais jovem da organização (20 anos), Northcutt passou por um sufoco para conseguir a vitória. Nos três rounds de disputa, o combate mostrava uma tendência clara: em pé, Northcutt incomodava com chutes, enquanto que o espanhol buscava a luta de solo.

No segundo assalto, inclusive, Marin chegou muito perto de finalizar, encaixando um armlock justo no norte-americano. Porém, Northcutt sobreviveu na base da raça. Já no terceiro round, quando Marin parecia destinado à vitória, Northcutt conseguiu cair por cima e impressionar os juízes.

No fim, os três juízes apontaram vitória para Northcutt, que, assim, se recupera do revés sofrido em seu combate mais recente, para Bryan Barberena. Já Marin perde sua segunda em duas lutas no UFC.

Assunção perde para ex-campeão Dillashaw

TJ (foto) é ex-campeão do UFC. Foto: Jeff Bottari/UFC

TJ (foto) é ex-campeão do UFC. Foto: Jeff Bottari/UFC

Raphael Assunção sofreu sua primeira derrota desde que desceu para os galos justamente contra o adversário sobre o qual obteve a vitória mais importante de sua carreira. O brasileiro perdeu para o ex-campeão TJ Dillashaw em luta bastante movimentada.

Todos os 15 minutos de ação se desenvolveram em pé. O combate manteve ritmo frenético praticamente do começo ao fim, sendo que Dillashaw levava a melhor com sua velocidade e movimentação rápida nas pernas.

Alguns golpes específicos trouxeram problemas ao brasileiro, como um direto no primeiro round (que o deixou com o nariz sangrando) e um knockdown no segundo. Dillashaw aproveitava bem as brechas deixadas por Raphael e fazia a diferença no volume de golpes, além de obter quedas em momentos importantes dos rounds.

Ao fim da ação, todos os juízes deram vitória a Dillashaw, que, assim, se vinga do revés sofrido em 2013, no UFC Barueri. É também a primeira vitória do norte-americano desde que perdeu o cinturão da categoria, para Dominick Cruz, em janeiro.

Gastelum vence e afunda Hendricks

Ex-campeão dos meio-médios do UFC, Johny Hendricks se complicou na categoria ao ser derrotado por Kelvin Gastelum na decisão unânime dos juízes.

Vindo de derrota por nocaute e sem conseguir bater o peso da categoria na sexta (8), Hendricks, que usava um novo visual sem barba, acabou dominado com o boxe afiado de Gastelum. O vencedor do TUF encaixava os melhores golpes no ex-campeão, especialmente no primeiro round, quando fez o rival balançar.

No segundo assalto, Hendricks parecia se recuperar e reagir aos ataques que sofria. No entanto, Gastelum continuava incomodando na trocação, além de impedir as tentativas de queda de Hendricks.

Ao fim de três rounds, todos os juízes laterais apontaram vitória de Gastelum, que, assim, se recupera do revés sofrido para Neil Magny no fim do ano passado. Já Hendricks perde a segunda em sequência.

Resultados do card preliminar do UFC 200:

Julianna Peña derrotou Cat Zingano na decisão unânime dos juízes

Kelvin Gastelum derrotou Johny Hendricks na decisão unânime dos juízes

TJ Dillashaw derrotou Raphael Assunção na decisão unânime dos juízes

Sage Northcutt derrotou Enrique Marin na decisão unânime dos juízes

Joe Lauzon derrotou Diego Sanchez por nocaute técnico (socos) a 1min26s do R1

Gegard Mousasi derrotou Thiago Marreta por nocaute técnico (socos) aos 4min32s do R1

Jim Miller derrotou Takaroni Gomi por nocaute técnico (socos) aos 2min18s do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments