Glover comemora luta no UFC São Paulo: ‘O fã brasileiro é nota 10’

Com luta marcada contra Cirkunov dia 28 de outubro, Glover diz que ainda tem esperanças de disputar o cinturão até 93kg

Glover vai lutar em SP, dia 28 de outubro (Foto: Reprodução/Twitter UFCBrasil)

Glover vai lutar em SP, dia 28 de outubro (Foto: Reprodução/Twitter UFCBrasil)

Segundo lutador brasileiro a ser confirmado no card do UFC São Paulo, dia 28 de outubro, Glover Teixeira não esconde a satisfação poder voltar a lutar ‘em casa’. Com duelo marcado contra Misha Cirkunov, o mineiro natural de Sobrália realizou quatro de seus 13 combate na organização no Brasil, o último deles em novembro de 2015, quando nocauteou Patrick Cummins, também em São Paulo. Vindo de derrota para Alexander Gustafasson, em maio deste ano, Glover acredita que o apoio dos fãs paulistas serão essenciais para lhe ajudar a sair vitorioso.

Veja Também

Vindo de derrota, Glover Teixeira enfrenta Cirkunov no UFC São Paulo
Carlos Boi estreia contra Christian Colombo no UFC São Paulo

“Ele está no top 10 e eu tenho que voltar às vitórias, vencer o mais rápido possível. Era a oportunidade de lutar no Brasil, então nem questionei nada, só aceitei. Adoro São Paulo. O Brasil é diferente, a gente se sente mais querido. O fã brasileiro é nota 10. É melhor lutar logo, aproveitar a oportunidade de lutar no meu país e meter a porrada”, declarou o lutador, em entrevista ao UFC Brasil.

Atual número 4 do ranking meio-pesado, Glover sabe que o último revés o deixou longe de uma disputa de título. No entanto, ele garante que ainda não desistiu de correr atrás de uma nova oportunidade pelo cinturão.

“Essa categoria anda muito rápido. Eu tenho feito lutas boas, mas perdi as que me colocariam na disputa pelo cinturão. Eu preciso de uma luta dessas. Preciso pegar um cara que está no top da categoria e ganhar para chegar ao cinturão de novo, que é meu sonho. Eu acredito nisso e vou continuar acreditando. (…) Vou ganhar dele e não vou ficar na cara do cinturão. Vou ter que fazer uma luta com um top 5. Preciso de uma luta boa dessas aí”, concluiu.

Aos 37 anos, Glover vem alternando bons e maus resultados desde que perdeu para Jon Jones na luta principal do UFC 172, em duelo que valia o título da categoria. Após começar sua carreira no Ultimate com cinco triunfos seguidos, ele perdeu para Jones em abril de 2014 e para Phil Davis em outubro do mesmo ano. Depois, engatou três vitórias seguidas, foi nocauteado por Anthony Johnson, venceu Jared Cannonier e acabou nocauteado por Gustafsson. Ao todo, Teixeira tem um cartel com 26 triunfos e seis derrotas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments