UFC 228: Tyron Woodley finaliza Darren Till e mantém cinturão dos meio-médios

O campeão da divisão mostrou sua superioridade sobre o inglês ao encaixar um triângulo de mão a 4m19s do R2

T. Woodley mantém o título. Foto: Reprodução/Instagram UFC

Se o reinado de Tyron Woodley nos meio-médios ainda despertava algumas dúvidas sobre as capacidade do campeão, o norte-americano fez questão de acabar com todas de forma triunfal no UFC 228. No evento realizado neste sábado (08), em Dallas (EUA). ‘O Escolhido’ não tomou conhecimento do inglês Darren Till, cotado como favorito em algumas casas de apostas, e finalizou o desafiante com um triângulo de mão a 4m19s do segundo round da luta.

Veja Também

UFC 228: Com belo nocaute, Jéssica Bate-Estaca vence Kowalkiewicz e pede chance por cinturão
Jim Miller quebra recorde de brasileiro e faz as pazes com a vitória no UFC 228

“Você não luta contra as probabilidades de apostas. Tem muita gente que me odeia, mas tenho muita gente boa do meu lado. Ele é um garoto muito duro. Ele é um oponente muito longilíneo , eu tive de fazê-lo vir para cima para acertar. Ele não reconheceu quando eu encaixei a finalização. Me sinto ótimo”, analisa Woodley.

Antes do UFC 228, o presidente da organização, Dana White afirmou que o vencedor da luta principal enfrentaria o campeão interino dos meio-médios, Colby Covington. Assim, ‘Chaos’ e Woodley finalmente farão um duelo para unificar o cinturão e resolver seus problemas dentro do octógono.

Aos 36 anos, Tyron Woodley soma um cartel de 22 combates sendo 18 vitórias, três derrotas e um empate. Seu último revés foi contra Rory MacDonald no UFC 174 em julho de 2014.

A luta

Woodley tomou iniciativa, encurtou a distância e tentou derrubar o desafiante. Till puxou o campeão para o clinch e o árbitro recolocou a luta no centro o octógono. Os dois lutadores mantiveram a luta estudada. Tyron foi colocado na grade, mas explodia com velocidade e não deixava espaço para Till golpear. Ele acertou um soco no rival que balançou a cabeça para demonstrar que não sentiu a pancada. O norte-americano tentou aplicar golpes, mas Darren o segurou e tentou barrar uma efetividade do oponente.

No segundo round, Till tentou soltar o jogo, fato que não havia feito na parcial anterior, mas foi pego em um duro contragolpe. Quando o inglês encurtou para golpear, ele recebeu um duro direto de encontro e caiu. Por cima, Woodley disparou várias cotoveladas que abalaram o desafiante. Mas quando Darren tentou se levantar, o dono do cinturão encaixou um justo triângulo de mão e encerrou a disputa.

Resultados do UFC 228

 

Card Principal

Peso meio-médio: Tyron Woodley finalizou Darren Till com um triângulo de mão a 4m19s do R2

Peso palha: Jessica Bate-Estaca derrotou Karolina Kowalkiewicz por nocaute a 1m58s do R1

Peso pena: Zabit Magomedsharipov finalizou Brandon Davis com uma chave de joelho a 3m46s do R2

Peso galo: Jimmie Rivera derrotou John Dodson na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

Peso meio-médio: Abdul Razak Alhassan derrotou Niko Price por nocaute a 43s do R1

Card Preliminar

Peso palha: Tatiana Suárez derrotou Carla Esparza por nocaute técnico a 4m33s do R3

Peso galo: Aljamain Sterling finalizou Cody Stamann com uma chave de joelho a 3m42s do R2

Peso meio-médio: Geoff Neal derrotou Frank Camacho por nocaute a 1m23s do R2

Peso médio: Darren Stewart venceu Charles Byrd por nocaute a 2m17s do R2

Peso meio-médio: Diego Sanchez derrotou Craig White na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso leve: Jim Miller finalizou Alex White com um mata-leão a 1m29s do R1

Peso galo: Irene Aldana derrotou Lucie Pudilova na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso mosca: Jarred Brooks derrotou Roberto Sanchez na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Deixe seu comentário