UFC 228: Com belo nocaute, Jéssica Bate-Estaca vence Kowalkiewicz e pede chance por cinturão

A brasileira nocauteou Karolina Kowalkiewicz em apenas 1m58 e pediu ao presidente do UFC uma disputa de cinturão dos palhas contra a campeã Rose Namajunas

J. Bate-Estaca vence ainda no primeiro round. Foto: Reprodução/Instagram jessicammapro

A brasileira Jessica Bate-Estaca precisou de apenas 1m58s para carimbar seu passaporte para a disputa do cinturão peso palha do Ultimate. A paranaense não tomou conhecimento da polonesa Karolina Kowalkiewicz e nocauteou a rival de forma brutal no evento co-principal do UFC 228, realizado neste sábado (08), no Texas (EUA).

Veja Também

VÍDEO: Assista o nocaute de Jéssica Bate-Estaca sobre Karolina Kowalkiewicz no UFC 228
UFC 228: Tyron Woodley finaliza Darren Till e mantém cinturão dos meio-médios
Jim Miller quebra recorde de brasileiro e faz as pazes com a vitória no UFC 228

Ainda no octógono Jéssica pediu ao presidente da franquia, Dana White, a disputa de título contra a campeã Rose Namajunas no UFC 232, dia 29 de dezembro, em Las Vegas (EUA).

“Mais uma vez eu consegui fazer história aqui no UFC, graças ao meu treinamento na PRVT com meu mestre Paraná, às minhas amigas na PRVT Girls, ao Vasco que está me ajudando muito na fisioterapia. Eu quero muito esse cinturão. Dana, faz isso acontecer, 29 de dezembro, me deixa enfrentar a Namajunas!”, disse Jessica.

A luta

O combate começa com uma trocação franca dos atletas, mas Jessica tem os golpes mais contundentes que tonteiam a polonesa. Karolina volta para o jogo e consegue alguns ataques que desequilibram Bate-Estaca. Kowalkiewicz tenta trabalhar a média distancia, mas a paranaense parte pra cima. Ela acerta um cruzado de direita em cheio que coloca a oponente ‘apagada’ no chão.

Magomedsharipov finaliza Davis com chave de perna

Z. Magomedsharipov não deu chances para o rival. Foto:Reprodução/Instagram UFC

Guardem este nome: Zabit Magomedsharipov. O russo, de 27 anos, mais uma vez deu um show no UFC e emplacou sua 16ª vitória na carreira. Diante de  Brandon Davis, ele encaixou uma linda chave de joelho para finalizar a disputa no segundo round.

A luta começou com Davis atacando as pernas de Magomedsharipov, mas o russo aos poucos tomou o controle da disputa. Na segunda metade do round ele já se mostrou mais ativo. O norte-americano, mantinha a sua estratégia de quedar o adversário. Zabit começou atacar o rival nos últimos 30s antes do intervalo.

No segundo round, o russo encurtou a distância e levou a luta para o chão. Magomedsharipov não permitiu que Davis tivesse espaço para lutar. A dois minutos do intervalo, Zabit conseguiu uma queda e dominou as costas do americano. Com isso, o russo fez uma linda transição das costas para a perna e finalizou com uma chave de joelho reta.

O domínio de Jimmie Rivera

J. Rivera foi superior no combate. Foto: Reprodução Facebook

Jimmie Rivera mostra a superioridade e vence John Dodson por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28). Enquanto o porto-riquenho colocou todas as suas armas em jogo, o norte-americano pareceu irreconhecível dentro do octógono. No UFC 228, ‘El terror’ conquista sua 22 vitória na carreira. Já o ‘Mágico’ vai para a décima derrota no cartel.

O combate entre os pesos galos iniciou lento com os dois lutadores se estudando. Rivera desferiu dois chutes baixos seguidos. Em resposta, Dodson tentou cruzados de esquerda que não conectam. Na sequência, Jimmie chuta John que pega o pé do adversário e tenta derrubá-lo sem efetividade. O porto-riquenho acerta um chute baixo e atrai o norte-americano para perto, consegue pegá-lo pelas costas e o coloca no chão. O ‘mágico’ solta um cruzado de esquerda, mas recebe um cruzado de direita de resposta. ‘El terror’ sente o direto de esquerda do oponente. Assim o primeiro round ‘foi pra conta’.

O segundo assalto começa com Rivera atacando o adversário com um chute que acerta a perna direita que é sua base. O porto-riquenho foca nos golpes na perna de Dodson que tenta aplicar jabs e diretos. Assim, os dois lutadores iniciam uma trocação franca. John desfere um chute alto, mas o adversário defende e golpeia no jab e direto. O norte-americano tenta um soco rodado, mas o oponente evita a pancada. ‘El terror’ chuta com força a perna do rival e pega na região genital e a luta é interrompida. Rapidamente o combate é reiniciado, mas os atletas aplicam socos e chutes sem efetividade. Assim, termina o segundo assalto.

O último round inicia com Rivera chutando a base do oponente. Os dois lutadores medem a distância e Jimmie consegue acertar um cruzado de esquerda em Dodson que se desequilibra. Na sequência o porto-riquenho desfere mais um chute baixo que mantém o adversário instável. Os dois lutadores golpeiam no vazio. ‘El terror’ continua pressionando o norte-americano com ataques que não são contundentes, mas John em uma atuação irreconhecível não consegue ser superior. O terceiro assalto chega ao fim.

Abdul Alhassan nocauteia Niko Price em apenas 43 segundos

A. Alhassan venceu 10 lutas por nocaute. Foto: Reprodução/Instagram UFC

Abdul Razak Alhassan surpreendeu todos na arena ao nocautear Niko Price em apenas 43 segundos na primeira luta do card principal. Nocauteador, o ganês não deixou nem o adversário ‘estudá-lo’ e finalizou o combate. Com o triunfo, ‘Judo Thunder’ contabiliza 10 vitórias e em todas elas seus oponentes saíram ‘apagados’. O norte-americano soma três derrotas na carreira.

Niko começou o embate dando seu ‘cartão de visita’ com um diretaço de direita em Abdul. Alhassan não se intimidou, colocou o adversário na grade e aplicou uma combinação de cruzados. Um dos cruzados de esquerda encaixou no queixo de Price que apagou. Razak ainda desferiu dois golpes antes de seu oponente desabar.

Resultados do UFC 228

Card Principal

Peso meio-médio: Tyron Woodley finalizou Darren Till com um triângulo de mão a 4m19s do R2

Peso palha: Jessica Bate-Estaca derrotou Karolina Kowalkiewicz por nocaute a 1m58s do R1

Peso pena: Zabit Magomedsharipov finalizou Brandon Davis com uma chave de joelho a 3m46s do R2

Peso galo: Jimmie Rivera derrotou John Dodson na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

Peso meio-médio: Abdul Razak Alhassan derrotou Niko Price por nocaute a 43s do R1

Card Preliminar

Peso palha: Tatiana Suárez derrotou Carla Esparza por nocaute técnico a 4m33s do R3

Peso galo: Aljamain Sterling finalizou Cody Stamann com uma chave de joelho a 3m42s do R2

Peso meio-médio: Geoff Neal derrotou Frank Camacho por nocaute a 1m23s do R2

Peso médio: Darren Stewart venceu Charles Byrd por nocaute a 2m17s do R2

Peso meio-médio: Diego Sanchez derrotou Craig White na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso leve: Jim Miller finalizou Alex White com um mata-leão a 1m29s do R1

Peso galo: Irene Aldana derrotou Lucie Pudilova na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso mosca: Jarred Brooks derrotou Roberto Sanchez na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário