Anderson x Jones, expansão internacional, TUF: saiba os planos de Lorenzo Fertitta para o UFC

Lorenzo Fertitta abriu o jogo com internautas pelo Twitter. Foto: Divulgação

Lorenzo Fertitta é um dos homens mais importantes do esporte norte-americano. O CEO do UFC detém, ao lado do irmão Frank, 81% das ações da maior organização do mundo. Mas nesta sexta-feira,o dirigente, que não não concede muitas entrevistas, saiu da defensiva e bateu um longo papo com internautas de todo o mundo pelo Twitter.

Através do microblog, Lorenzo falou do futuro do UFC, interesses comercias e possíveis confrontos entre os astros da organização. Confira.

Além dos principais duelos anunciados anteriormente, Lorenzo Fertitta também confirmou a data para o terceiro encontro entre Dominick Cruz e Urijah Faber. Os treinadores do TUF 15 vão se enfrentar no dia 7 de julho, provavelmente no UFC 148.

O mandatário falou também sobre algumas superlutas que povoam os pensamentos dos fãs. Sobre o possível duelo entre Anderson Silva e Jon Jones, Fertitta manteve o suspense: “Talvez”. Em compensação, Lorenzo disse a outro fã que acha uma “boa ideia” um superluta entre José Aldo e Frankie Edgar caso o atual campeão dos leves passe por Ben Henderson no Japão. Lorenzo só não afirmou se a luta seria na categoria de Aldo, de Edgar ou em peso combinado.

Novidades também foram digulgadas sobre o reality show The Ultimate Fighter. Fertitta disse que o TUF Brasil será exibido no site oficial do UFC gratuitamente. Em compensação o TUF 15 não terá o mesmo destino, ficando apenas restrito à transmissão na televisão nos EUA. Lorenzo encerrou o assunto TUF com a informação que o Canadá receberá uma edição do programa.

Sobre o polêmico caso Nick Diaz, o dono do UFC disse que, enquanto durar a suspensão definida pela Comissão Atlética de Nevada (NSAC, na sigla em inglês), Nick Diaz não poderá lutará nem nos países que não possuem órgãos reguladores, como o Brasil. Em compensação, o lutador voltará normalmente ao UFC após cumprir a punição.

Em relação ao cinturão interino dos meio-médios, de posse de Carlos Condit, Lorenzo disse ainda não haver uma posição concreta sobre uma possível defesa do cinturão interino antes da luta de unificação com o campeão Georges St-Pierre. Caso Condit faça uma defesa antes de unificar, Fertitta disse que Johny Hendricks e Jake Ellenberger, este no caso de vitória na próxima quarta-feira, são candidatos legítimos ao posto de desafiante.

Expansão internacional foi outro assunto abordado, principalmente por fãs europeus e asiáticos. A eles, Fertitta disse que pensa em realizar eventos na Nova Zelândia, na Espanha, na Itália (definindo inclusive o local, Milão, já em 2013) e França (em Paris). O ano de 2013 ainda vai marcar a estreia do evento na China e na Índia.

Perguntado se ainda contrataria Fedor Emelianenko por um preço que considerasse justo, Fertitta não titubeou e respondeu: “Claro!” O CEO disse que o UFC tem interesse em contratar o campeão dos médios do Bellator Hector Lombard, assim como o atual desafiante Alexander Shlemenko, que venceu duas edições do torneio da categoria no evento rival.

Quando indagdo sobre a luta que ele mais gostou de ver no UFC, Fertitta respondeu: “Uma luta que acabei de assistir no TUF Brasil e Matt Hughes vs Frank Trigg 2”. Já sobre o melhor lutador peso por peso e seu lutador preferido, Lorenzo nomeou Anderson Silva e Chuck Liddell, respectivamente.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments