Priscila Pedrita luta com garra, mas perde para Molly McCann no UFC Londres

Brasileira voltou a mostrar valentia ao segurar uma finalização no braço, mas ainda não conseguiu vencer no UFC

McCann (foto) vence Pedrita no UFC Londres. Foto: Reprodução / Twitter @ufc

Priscila Pedrita mostrou valentia, coragem e disposição, porém ainda não foi dessa vez que a brasileira deixou o octógono com o braço erguido. Na tarde deste sábado (16), no card preliminar do UFC Londres, ela travou um grande duelo contra Molly McCann, mas acabou superada na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28)

Veja Também

Edilceu Para-Raio fatura cinturão do Shooto Brasil; Adriano Martins retorna ao Brasil com ‘No Contest’

Com o resultado, Priscila, que chegou invicta ao Ultimate com oito triunfos, amarga a segunda derrota consecutiva na franquia. Ela havia sido superada pela campeã Valentina Shevchenko, em sua estreia, em 2018.

Por sua vez, McCann, que chegou a sua oitava vitória como profissional – a primeira no UFC – conseguiu a uma importante marca na carreira. Ela se tornou a primeira lutadora inglesa a vencer no Ultimate.

A luta

A luta começou equilibrada, com Pedrita caminhando para frente e disparando perigosos socos, enquanto McCann respondia com contragolpes. Com o duelo equilibrado em pé, a inglesa conseguiu a queda na metade da parcial a esteve perto de encerrar a peleja. Ela encaixou um estrangulamento e duas chaves de braço, porém a atleta tupiniquim, de forma espetacular, não bateu e conseguiu se manter viva na luta.

Com o bom final de primeiro assalto, McCann voltou melhor para o segundo round, diante de uma desgastada Pedrita. Apesar de não levar o duelo para o solo, a inglesa controlou a disputa em pé, era mais rápida nos ataques de mão, se esquivava dos ataques da brasileira e levava perigo com combinações de socos, cotoveladas e até golpes giratórios. De outro lado, Priscila esbanja garra caminhando pra frente, engolindo alguns socos e disparando potentes overhands, mas que quase nunca eram conectados.

Pedrita voltou a mostrar valentia no terceiro round. Já bastante desgastada, ela caminhou para frente soltando socos e joelhadas, que fizeram McCann recuar em diversas oportunidades. O olho da inglesa já estava totalmente fechado (veja a imagem abaixo) pelos ataques. O juiz precisou interromper o combate para um médico analisar Molly. Na volta, Pedrita ainda tentou uma joelhada voadora, mas não tinha mais tempo para o nocaute.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por ufc (@ufc) em

 

Resultados do UFC Londres

Card Principal

Peso meio-médio: Jorge Masvidal derrotou Darren Till por nocaute a 3m45s do R2

Peso meio-médio: Leon Edwards derrotou Gunnar Nelson na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-27)

Peso meio-pesado: Dominick Reyes derrotou Volkan Oezdemir derrotou na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso galo: Nathaniel Wood finalizou José Alberto Quiñonez com um mata-leão a 2m46s do R2

Peso meio-médio: Cláudio Hannibal finalizou Danny Roberts com uma chave de braço a 2m37s do R3

Peso médio: Jack Marshman derrotou John Phillips na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Card Preliminar

Peso pena: Arnold Allen derrotou Jordan Rinaldi na decisão unânime (30-26, 30-27, 29-28)

Peso leve: Marc Diakiese derrotou Joe Duffy na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27 30-27)

Peso meio-pesado: Saparbeg Safarov derrotou Nick Negumereanu na decisão unânime dos juízes (29-26, 29-26, 29-27)

Peso médio: Tom Breese x Ian Heinisch – Luta cancelada Breese teve um problema de saúde antes do evento

Peso pena: Dan Ige finalizou Danny Henry com um mata-leão a 1m17s do R1

Peso mosca: Molly McCann derrotou Priscila Pedrita na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pena: Mike Grundy derrotou Nad Narimani por nocaute técnico a 4m42s do R2

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário