UFC 238: Tony Ferguson supera problemas pessoais e retorna com vitória sobre Donald Cerrone

Norte-americano não lutava desde outubro do ano passado, mas se reergueu e derrotou compatriota em uma luta dura, neste sábado

T. Ferguson (esq.) derrota D. Cerrone (dir.) em seu retorno ao UFC. Foto: Reprodução/Twitter @ufc

O ex-campeão interino dos leves (até 70,3kg.), Tony Ferguson, retornou ao octógono com vitória após mais de oito meses afastado do MMA. Em um duelo movimentado contra Donald Cerrone, ‘El Cucuy’ conseguiu sair vitorioso, após uma interrupção médica, no evento ocorrido neste sábado (8), pelo UFC 238, em Chicago (EUA). Com o triunfo, Tony se coloca na condição de enfrentar o vencedor entre Khabib Nurmagomedov e Dustin Poirier, que se enfrentam pela unificação do título dos leves, em setembro.

Veja Também

UFC 238: Em luta tensa, Sterling vence Pedro Munhoz e afasta brasileiro de chance pelo cinturão
UFC 238: Cejudo anula Marlon Moraes, vence por nocaute e conquista cinturão dos galos
UFC 238: Marlon Moraes x Henry Cejudo – Resultados

Durante os dois rounds muito disputados, Tony e Cerrone deram ao público o que eles esperavam ver. Os atletas mostraram muita vontade e travaram um combate em pé, com amplas chances de nocaute para ambas as partes.

A torcida estava agitada. No entanto, ao fim do segundo round, os médicos notaram um inchaço no olho direito de Donald, que o impedia de enxergar. Após ser avaliado, os profissionais vetaram o retorno do atleta para o combate, e Tony foi sagrado vencedor.

Donald não era derrotado há três lutas e, após o resultado, ele se afasta da sonhada disputa do título da divisão.

Ferguson, por sua vez, conquistou sua 12ª vitória consecutiva e praticamente garante um lugar como desafiante ao cinturão. O atleta, que enfrentou problemas psicológicos e conjugais no início do ano, agora, de volta, aguarda o resultado do combate entre Khabib Nurmagomedov e Dustin Poirier, que acontece em 7 de setembro, no UFC 242.

A luta

O embate começou com Cerrone desferindo um chute baixo em Tony. Os atletas seguiram trocando bons golpes no centro do octógono buscando um nocaute. Ferguson conseguiu encaixar dois bons socos no rosto de Donald, que permanecia caminhando em direção ao oponente. Como previsto, os lutadores não recuavam e seguiam se atacando. ‘El Cucuy’ movimentava muito a cabeça tentando confundir Cerrone, que soltava socos e chutes tentando acertar o rosto do adversário. A dois minutos para o fim do assalto, Ferguson já apresentava um corte no supercílio direito. O combate se mostrava bastante equilibrado com boas chances para os dois lados. Restando poucos segundos para encerrar a etapa, o ‘Cowboy’ conseguiu uma boa combinação de golpes, balançando Tony, mas não havia mais tempo.

No retorno, Ferguson logo desferiu um chute na linha de cintura de Donald, que chegou a dobrar as pernas, mas logo se recuperou. Mais agressivo nesta etapa, Tony apostava nos chutes para tentar se aproximar do oponente. Sem se acuar, Cerrone lançava golpes no contra ataque atingindo Tony em algumas oportunidades. Na metade do round, Donald apresentava um sangramento no nariz e passou a receber diversos golpes no local. Mesmo em desvantagem, o ‘Cowboy’ não recuava, o que favorecia a Tony, que estava melhor no combate. Aos dois minutos, Cerrone conseguiu uma queda no adversário, que conseguiu se levantar rapidamente. Afiado nas combinações de golpes, Donald conseguiu atingir ‘El Cucuy’, levantando a torcida. Ferguson, porém, não acusava os golpes e, como sempre, mostrava muita valentia. No fim, uma cotovelada de encontro ao queixo de Cerrone abalou o atleta, que quase foi nocauteado, no entanto, Tony atingiu cerrone após a buzina ter soado.

Donald, antes do retorno para o terceiro assalto estava com o rosto bastante ferido. Os olho direito do atleta estava praticamente fechado e o médico teve de intervir. Pensando na integridade física do atleta, a luta foi finalizada e Tony venceu o duelo.

Petr Yan vence Jimmie Rivera e completa sete lutas sem derrotas

P. Yan (dir.) conquista boa vitória sobre J. Rivera (esq.) no UFC 238. Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

Os lutadores dos galos (até 61,2kg.) Jimmie Rivera e Petr Yan travaram um combate bastante estratégico. Após três rounds de luta aberta, com amplas chances de nocaute, o resultado foi decidido pelos juízes, que elegeram o russo como vencedor do combate. Após o resultado, Petr somou seu sétimo triunfo consecutivo.

Os atletas mostraram muita movimentação no início do combate. Após muito estudo no centro do octógono, Yan tomou a iniciativa no duelo, desferindo um bom chute baixo e um direto em Rivera.  Sempre aguardando um momento para conectar seu direto, o russo tentava pressionar o norte-americano nas grades. Jimmie, no entanto, se mostrava afiado nas esquivas. No fim do assalto, o russo conseguiu conectar um bom soco de esquerda em Rivera, que foi ao chão, mas não havia mais tempo.

Rivera retornou mais agressivo na etapa seguinte. Logo no começo, o norte-americano conseguiu conectar um bom direto no rosto de Petr, que balançou, mas logo conseguiu se recompor. O combate começou a ficar mais tenso para os dois lados. Com uma troca de golpes bastante afiada, os lutadores buscavam o nocaute durante todo o tempo. Mais uma vez, na reta final, Jimmie foi surpreendido por um golpe de encontro que explodiu no rosto do norte-americano, que levou o atleta ao chão. Rivera foi novamente salvo pela buzina.

Rivera, no último round, teria de partir para cima de Yan, caso quisesse conquistar a vitória. O atleta, então, passou a desferir golpes e buscar o nocaute a qualquer preço. O russo, no entanto, tentava administrar o combate e tentar jogar apenas no contra ataque do oponente. Restando pouco menos de dois minutos de embate, Yan acusou um golpe ilegal no olho e o a peleja foi interrompida. Após o retorno, Jimmie permaneceu perseguindo o oponente, que conseguia se afastar bem do adversário, até não haver mais tempo.

Resultados do UFC 238

CARD PRINCIPAL 

Peso galo: Henry Cejudo derrotou Marlon Moraes por nocaute aos 4m51s do R3

Peso mosca: Valentina Shevchenko derrotou Jessica Eye por nocaute aos  – luta pelo cinturão

Peso leve: Tony Ferguson derrotou Donald Cerrone por nocaute técnico (interrupção médica) a 5m do R2

Peso galo: Petr Yan derrotou Jimmie Rivera na decisão unânime dos juízes (29-28 30-27 29-28)

Peso pesado: Blagoy Ivanov derrotou Tai Tuivasa nadecisão unânime dos juízes (29-28, 30-27 e 30-27)

CARD PRELIMINAR 

Peso palha: Tatiana Suarez derrotou Nina Ansaroff na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso galo: Aljamain Sterling derrotou Pedro Munhoz por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso palha: Alexa Grasso derrotou Karolina Kowalkiewicz por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso pena: Calvin Kattar derrotou Ricardo Lamas por nocaute aos 4m06s do R1

Peso palha: Yan Xiaonan derrotou Angela Hill na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio: Darren Stewart derrotou Bevon Lewis na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

Peso galo: Eddie Wineland derrotou Grigory Popov por nocaute aos 4m47s do R2.

Peso mosca: Katlyn Chookagian derrotou Joanne Calderwood na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 29-28)

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário