Estreante no Ultimate, Vanessa Melo falha em corte de peso para luta neste sábado

Atleta, que aceitou luta com pouco mais de uma semana de antecedência, fica quase 2kg. acima do limite das galos para luta no UFC Cidade do México; demais atletas passam sem problemas por balança

V. Melo em pesagem pelo UFC. Foto: Reprodução/YouTube MMA Fighting

A peso galo (até 61,2kg.), Vanessa Melo, está próxima de realizar o sonho de atuar oficialmente calçando as luvas do Ultimate. No entanto, a atleta, que topou substituir Marian Renau de última hora no duelo contra Irene Aldana no UFC Cidade do México, neste sábado (21), falhou no corte de peso para sua divisão e ficou quase 2kg. (63,5kg.) acima do limite da categoria. A luta da atleta, no entanto, está mantida no card.

Veja Também

Dana afirma que Conor deve voltar a lutar em dezembro ou no início de 2020
Dana White confirma trilogia entre Cormier e Miocic: ‘Stipe está se recuperando e depois vamos fazer’
Vídeo: Assista à primeira coletiva entre Masvidal e Nate Diaz para o UFC 244. AO VIVO!

Após o problema com a balança, Aldana, oponente da brasileira, concordou em disputar o confronto em peso casado. No entanto, a paulista terá de transferir 30% de sua bolsa à adversária deste sábado como compensação pela falha.

Segundo Guilherme Cruz, um dos membros da equipe de Vanessa, em entrevista ao ‘MMA Fighting’, sua atleta estava bem hidratada, mas seu peso parou de cair na quinta-feira (19). O treinador, no entanto, não soube dizer se o que influenciou na desidratação foi a altitude ou o fato de terem aceitado o combate de última hora.

Neste sábado, a paulista irá realizar seu debute pelo Ultimate e 16ª luta na carreira. Melo vem de uma boa sequência de vitórias. A combatente está invicta há cinco combates e não perde desde novembro de 2016.

A adversária da brasileira, Irene, que pesou no limite da divisão (61,2kg.) tenta se recuperar da derrota para Raquel Pennington, que aconteceu em julho.

Brasileiros confirmados

Além de Melo, mais quatro atletas representarão as cores tupiniquim no evento mexicano. Todos eles conseguiram realizar um corte de peso eficiente e se garantiram no card do UFC Cidade do México.

Marcos Dhalsim, primeiro lutador do Brasil a subir ao octógono neste sábado, conferiu 69,9kg. e se garantiu no combate contra Cláudio Puelles entre os pesos leves.

Bethe Correia usou a libra (0,454g.) de tolerância e marcou 61,7kg. A ex-desafiante ao título das galos enfrenta Sijara Eubanks na segunda luta da noite.

Vinícius Mamute, lutador dos meio-pesados (até 93kg.), bateu 93,4kg. (usou a libra de tolerância) e vai trocar forças com Paul Craig.

Ariane Sorriso, última brasileira do card preliminar, surpreendeu a muitos após ficar dois quilos abaixo do limite da categoria das palhas (até 52,1kg.). A lutadora subiu à balança e cravou 50,8kg., mais de um kg a mais ao peso de sua adversária, Angela Hill.

Luta principal confirmada

No combate principal da noite, as estrelas do evento não passaram por dificuldades para conquistarem o limite entre os penas (até 65,7kg.). O atleta da casa, Yair Rodriguez e seu oponente, Jeremy Stephens conferiram 65,8kg. e garantiram o protagonismo do espetáculo.

Confira os pesos dos atletas do UFC Cidade do México

CARD PRINCIPAL

Peso pena (até 65,7kg): Yair Rodríguez (65,8kg) x Jeremy Stephens (65,8kg)

Peso palha (até 52,1kg): Carla Esparza (52,2kg) x Alexa Grasso (52,6kg)

Peso mosca (até 56,7kg): Brandon Moreno (56,2kg) x Askar Askarov (56,7kg)

Peso galo (até 61,2kg): Irene Aldana (61,2kg) x Vanessa Melo (63,5kg**)

Peso pena (até 65,7kg): Martín Bravo (65,3kg) x Steven Peterson (66,2kg)

CARD PRELIMINAR

Peso galo (até 61,2kg): José Alberto Quiñonez (60,8kg) x Carlos Huachin (61,7kg)

Peso pena (até 65,7kg): Marco Polo Reyes (65,8kg) x Kyle Nelson (66,2kg)

Peso palha (até 52,1kg): Ariane Sorriso (50,8kg) x Angela Hill (52,2kg)

Peso mosca (até 56,7kg): Sergio Pettis (56,2kg) x Tyson Nam (57,2kg)

Peso meio-pesado (até 93,kg): Vinícius Mamute (93,4kg) x Paul Craig (93,4kg)

Peso galo (até 61,2kg): Sijara Eubanks (61,2kg) x Bethe Correia (61,7kg)

Peso leve (até 70,3kg): Cláudio Puelles (70,3kg) x Marcos Dhalsim (69,9kg)

*Como não há disputa de cinturão, todos os atletas tiveram uma libra (0,454g) de tolêrancia sobre o peso limite de cada categoria.

**Não bateu o peso e deverá pagar 30% de sua bolsa à adversária.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments