Em luta fraca, Blachowicz vence Jacaré em luta principal do UFC São Paulo

Brasileiro e Jan não empolgam e realizam duelo com poucas ações na luta principal do UFC São Paulo

J. Blachowicz em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Twitter @ufc

Frustrante! Nenhuma palavra pode definir melhor a estreia de Ronaldo Jacaré na divisão dos meio-pesados (até 93kg.). Em combate muito aguardado pelos fãs brasileiros, a luta principal do UFC São Paulo, que aconteceu neste sábado (16), teve pouca ação e, quando chegou ao fim, os atletas foram extremamente vaiados pela maior parte do público, que lotou o Ginásio do Ibirapuera. Após cinco rounds, os juízes deram a vitória ao polonês na decisão dividida (48-47 47-48 48-47).

Saiba mais

VÍDEO: Assista a luta entre Ronaldo Jacaré x Jan Blachowicz no UFC São Paulo
Shogun e Paul Craig fazem duelo parelho e empatam no UFC São Paulo
Charles do Bronx arrasa Jared Gordon no UFC São Paulo e desafia Conor McGregor
Em duelo tupiniquim, Turman derrota Markus Maluko na decisão dos juízes no UFC Sâo Paulo

Jacaré deixou a divisão dos médios (até 83,9kg.) no intuito de tentar conquistar um cinturão do UFC. Contratado pela empresa em 2013, o combatente, que já foi considerado um dos mais perigosos na categoria de baixo, nunca teve uma chance de lutar pelo título e decidiu se arriscar na divisão que é dominada por Jon Jones.

Como primeiro adversário, a empresa escolheu, de cara, uma pedreira. Jan Blachowicz vinha de uma vitória avassaladora sobre o antigo rival de Jacaré, Luke Rockhold. Com alto poder de nocaute, o brasileiro sabia que precisava se cuidar para não ser surpreendido pelo oponente.

A aposta do capixaba, então, seria no jiu-jitsu, conforme declarado pelo próprio lutador na semana que antecedeu o espetáculo.

Por fim, nem nocaute ou finalização. Os protagonistas da noite pouco se arriscaram e travaram um combate que parecia uma luta de exibição. Despretensiosos, ambos foram bastante vaiados ao fim do quinto round.

A luta

Os atletas começaram a luta se estudando. Jan tomou a iniciativa após aplicar um chute alto, defendido pelo brasileiro, que respondeu com um cruzado de esquerda, que tocou o rosto e fez com que o polonês caminhasse para trás. Após a investida, o atleta passou a tentar a queda, pressionando Blachowicz nas grades. O capixaba fazia forças, mas não conseguia ter sucesso na tentativa de levar a peleja para o chão. O duelo seguiu na grade até próximo dos dois minutos, até que os combatentes se desvencilharam. O duelo voltou a ser disputado no centro do octógono, com bastante estudo e poucos ataques. Jan voltou a arriscar um chute alto, mas o brasileiro seguia atento. O capixaba voltou a pressionar o adversário nas grades e tentar levar a disputa para o chão. Os lutadores permaneceram agarrados até que soou a buzina.

Assim como no primeiro assalto, Blachowicz tomou a iniciativa com um chute, que, novamente foi defendido pelo brasileiro. Jacaré tentava não entrar no raio de ação do adversário e mostrava concentração em suas ações. O capixaba caminhava para frente e obrigava que seu rival adversário se afastasse. Jan continuava apostando nos chutes baixos e o brasileiro seguia buscando o melhor momento para atacar as pernas e levar o combate para o chão. Passados dois minutos, o capixaba voltou a tentar a queda, mas a força física do polonês frustrava as ações do brasileiro. O público começou a vaiar a falta de ação dos lutadores, que economizavam nos golpes. Restando um minuto para o fim da etapa, Jacaré desferiu um forte chute baixo, que arrancou aplausos do público. Os combatentes ensaiaram uma trocação franca, mas não havia mais tempo.

Seguindo o roteiro, Jan começou o terceiro round chutando as pernas de Ronaldo, que logo respondeu com um jab. Jacaré apostava em um contra-ataque, ou ataque nas pernas. Blachowicz assustou o público ao soltar uma sequência de cruzados, mas Ronaldo estava bem na esquiva. O brasileiro, em uma tentativa de ataque, acabou surpreendido por um upper, que tocou o queixo, mas o capixaba não balançou. O combate voltou a ser disputado na grade, e o público voltou a vaiar. Após se separarem, a peleja retornou para o centro do octógono. Ali, os rivais continuaram a se estudar e tentavam poucas ações. Restando pouco mais de um minuto para o fim, Jacaré tentou levar o duelo para o chão, mas, novamente, sem sucesso. Novamente, no fim, os lutadores trocaram alguns golpes francos, mas o assalto foi encerrado.

O polonês começou o assalto arriscando um chute alto, que parou na guarda de Ronaldo. O brasileiro mantinha a distância e tentava um contra-ataque para surpreender o rival. Novamente, o público passou a criticar os atletas pela falta de ação. O combate voltou a ser disputado na grade. Passados pouco mais de dois minutos, o público ligou as luzes dos aparelhos celulares em protesto, o que chamava mais atenção do que a luta em si. Quase no minuto final, Jacaré aparentou sentir um chute desferido por Jan. O brasileiro pouco se movimentava. A partir daí, o polonês começou a aproveitar o momento e desferia bons golpes no capixaba.

No último round, Blachowicz parecia mais confiante. Soltando jabs com mais frequência, o polonês conseguia atingir o brasileiro em algumas ocasiões. Após uma investida de Jan, Ronaldo tentou uma queda, mas novamente foi defendida pelo polonês. A luta voltou a ir para a grade, mas, desta vez, não demorou muito para o árbitro interromper e solicitar que voltassem a atuar no centro do octógono. Quase no minuto final, uma sequência de socos balançou o brasileiro, que chegou a cair no chão, mas se levantou rapidamente. Blachowicz seguia perseguindo Jacaré, que não atacava e ficava apenas na defensiva. Sob muitas vaias, o confronto foi encerrado com os dois atletas distantes um do outro.

Resultados do UFC São Paulo

CARD PRINCIPAL 

Peso meio-pesado (até 93kg.): Jan Blachowicz derrotou Ronaldo Jacaré na decisão dividida dos juízes (48-47 47-48 48-47)

Peso meio-pesado (até 93kg.): Maurício Shogun empataram Paul Craig na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 28-28)

Peso leve (até 70,3kg.):Charles do Bronx derrotou Jared Gordon por nocaute a 1m26s do R1

Peso médio (até 83,9kg.): André Sergipano derrotou Antônio Arroyo na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso médio (até 83,9kg.): Wellington Turman derrotou Markus Maluko na decisão unânime dos juízes (30-27 30-27 30-27)

CARD PRELIMINAR

Peso meio-médio (até 77kg.): James Krause derrotou Serginho Moraes por nocaute a 4m19s do R3

Peso pena (até 65,7kg.): Ricardo Carcacinha finalizou Eduardo Garagorri com um mata-leão a 3m57s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Francisco Massaranduba derrotou Bobby Green na decisão unânime dos juízes (29-28 30-27 29-28)

Peso meio-médio (até 77kg.): Randy Brown finalizou Warlley Alves com um triângulo a 1m22s do R2

Peso pena (até 65,7kg.): Douglas D’Silva derrotou Renan Barão na decisão unânime dos juízes (30-27 30-26 30-27)

Peso mosca (até 56,7kg.): Ariane Lipski derrotou Isabela de Pádua na decisão unânime dos juízes (30-26, 29-27, 30-26)

Peso galo (até 61,2kg.): Tracy Cortez derrotou Vanessa Melo na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário