Thiago Marreta oficializa retorno ao octógono e enfrenta Glover Teixeira em 12 de setembro

Candidatos a uma futura disputa de cinturão dos meio-pesados, brasileiros são colocados em rota de colisão para o segundo semestre de 2020

T. Marreta (esq.) e G. Teixeira (dir.) se enfrentam em 12 de setembro. Foto: Montagem SUPER LUTAS

O UFC está próximo de oficializar o embate entre Thiago Marreta e Glover Teixeira para 12 de setembro, em local ainda não divulgado. Representantes da elite dos meio-pesados (até 93kg.), os atletas trocarão forças em busca de uma futura disputa de cinturão, que, hoje, pertence a Jon Jones. A informação foi divulgada por Thiago em suas redes sociais.

Veja Também

Durinho responde provocação de Nate Diaz: ‘Venço ele até com corona’
Cláudia Gadelha enfrenta Yan Xiaonan em 26 de setembro, em Las Vegas
Dana White nega disputa do cinturão de ‘Mais Casca-Grossa’ de Masvidal a Usman

“Estou voltando”, escreveu Marreta, publicando o vídeo em que assina o contrato para o compromisso.

A luta marcará o retorno de Marreta ao octógono mais de um ano após se recuperar de lesões no joelho, resultado da disputa de cinturão contra Jones, ocorrida em julho do ano passado. À época, o atleta da Cidade de Deus (RJ) um dos maiores desafios da carreira do norte-americano, que saiu vitorioso na decisão dividida dos juízes.

Enquanto Thiago não atua há quase 12 meses, Glover se manteve ativo dentro da organização e quatro apresentações entre janeiro de 2019 e maio deste ano, quando superou Anthony Smith por nocaute em um confronto marcado pela agressividade do mineiro. Após brutalizar o norte-americano, Teixeira chegou à marca de quatro vitórias consecutivas, feito que o fez reassumir um lugar entre os cinco primeiros da categoria.

Em entrevista recente ao canal no YouTube do SUPER LUTAS, o mineiro de Sobrália (MG) já havia reforçado seu respeito a Marreta, mas informou que não via problemas em enfrentar o compatriota, já que ambos dividem o sonho de voltar a disputar o cinturão da divisão.

“Não (haveria problema). O Thiago Marreta é um cara gente boa. Torço muito para o cara, exceto se ele lutar comigo. claro. Torci para ele contra o Jon Jones (julho de 2019), achei até que ele ganhou a luta”, afirmou Teixeira na ocasião.

Mais do que nunca, o confronto entre os brasileiros está próximo de sair do papel e o vencedor do confronto se coloca em ótima condição para desafiar o campeão em seu próximo desafio.

 

Ver essa foto no Instagram

 

I am coming back!⚒ . 🇧🇷 Estou voltando!⚒ #TeamMarreta

Uma publicação compartilhada por Thiago “Marreta” Santos (@tmarretamma) em

Imbróglio com campeão

Desde sua vitória contestada sobre Dominick Reyes, em fevereiro, Jon Jones entrou em uma espécie de guerra financeira com o Ultimate. Considerado o melhor atleta da história da categoria, o norte-americano se irritou com a diretoria da organização após ter o pedido de uma superluta contra Francis Ngannou negado pela empresa.

O presidente do UFC, Dana White, tornou público que ‘Bones’ havia pedido US$30 milhões (cerca de R$160 milhões) para o confronto. A declaração do ‘chefão’ irritou o campeão, que ameaça abandonar seu cinturão e já afirmou que não tem previsão para voltar ao octógono.

Em suas últimas falas sobre o Ultimate, Jon segue pedindo uma maior valorização para suas lutas e se tornou uma espécie de porta-voz dos atletas menos conhecidos. O norte-americano pede melhores pagamentos aos companheiros de trabalho que, segundo ele, muitas das vezes não têm condições de se sustentarem.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments