Alexander Volkanovski derrota Max Holloway e mantém cinturão dos penas no UFC 251

Em luta equilibrada, Australiano leva sustos nos rounds iniciais, mas vira confronto e segue como o número um absoluto da categoria

A. Volkanovski (esq.) derrotou M. Holloway (dir.) no UFC 251. Foto: Reprodução/Instagram

Na luta co-principal do UFC 251, realizado neste sábado (11), em Abu Dhabi, Alexaner Volkanovski voltou a superar o ex-campeão dos penas (até 65,7kg.), Max Holloway e manteve o título da divisão. Em confronto equilibrado, o australiano esteve em desvantagem nos primeiros rounds, mas conseguiu se recuperar e derrotou o oponente na decisão dividida dos juízes.

Veja Também

UFC 251: Kamaru Usman x Jorge Masvidal – Resultados
Kamaru Usman e Alexander Volkanovski são favoritos para defenderem seus cinturões no UFC 251

O confronto entre Alexander e Holloway era um desafio pessoal para o australiano, que queria provar que a vitória no último encontro, em dezembro, não foi sorte. Durante cinco assaltos, Volkanovski mostrou muita resistência para suportar os ataques do adversário e mostrou que merece ser o dono do cinturão.

A expectativa era grande para observar o desempenho de Max, já que, na semana do confronto, o havaiano revelou que fez sua preparação usando o recurso apenas de vídeo-chamadas. O atleta, porém, mostrou que estava em forma e chegou perto de nocautear o oponente no primeiro round.

Ao longo do embate, no entanto, o havaiano acabou permitindo a ascensão do adversário e acabou declarado perdedor na decisão de dois dos três juízes.

A luta

A disputa começou com o campeão tomando a iniciativa com uma sequência de chutes baixos. Holloway tentava encontrar a distância e economizava nos golpes. Max tentava se soltar e conectou uma combinação de socos e chutes. O havaiano provocava o australiano, afirmando que seus golpes não surtiram efeito. Alexander não se abalou e seguia pontuando sobre o rival com jabs e chutes. Holloway encontrou um direto, que balançou o campeão. Nos segundos finais, Max voltou a derrubar o oponente com um chute na cabeça, mas não havia mais tempo.

Depois da pressão no round inicial, Holloway permaneceu perseguindo o adversário na segunda etapa. Apostando em sequências de socos e chutes, o havaiano era superior e não permitia que Alexander impusesse seu ritmo. Max e Volkanovski seguiam se testando no centro do octógono com jabs. O duelo permanecia tenso. No minuto final, o havaiano seguia em vantagem, mas esbarrava na grande resistência do australiano em absorver os ataques. Quase no fim, Max voltou a derrubar o oponente após um uppercut, que fez com que o australiano caísse de joelhos. A pressão era de Max, mas não havia mais tempo.

Na terceira etapa, Alexander tomou a iniciativa com um chute baixo no joelho de Holloway. O havaiano respondeu com uma joelhada voadora que passou no vazio. O campeão voltou melhor no round e começava a soltar seu jogo. Volkanovski passou a pressionar o adversário nas grades e tentou uma queda, mas Max conseguiu se desvencilhar. Menos ativo, o havaiano tentava recuperar os bons momentos, mas precisava ser cauteloso. Nos segundos finais, os penas seguiram se estuando, sem muita ação, até o fim do assalto.

O quarto assalto começou com os atletas trocando golpes no centro do octógono. Com bons socos e chutes, os combatentes travavam um duelo equilibrado. Na metade do round, os penas dividiam o centro do octógono quando o australiano conseguiu derrubar o oponente. Max conseguiu se levantar e respondeu a ação com um direto e um upper. Nos segundos finais, Volkanovski conectou uma sequência de jabs e diretos, que marcavam o rosto de Holloway, mas o cronômetro zerou.

No último round, os lutadores economizavam nos golpes e travavam um confronto muito estudado. Alexander levava leve vantagem, pois conectava bons jabs e chutes. O australiano caminhava para trás e era perseguido por Holloway. O havaiano abaixou a guarda e tentava atrair o adversário para uma armadilha, mas o campeão seguia atento. Restando dois minutos para o fim, Volkanovski conseguiu uma queda importante, mas Max se levantou. De pé, Holloway tentava encontrar um golpe fatal, mas seus ataques passavam no vazio. Nos segundos finais, o campeão conseguiu uma nova queda e o cronômetro zerou.

Resultados do UFC 251

CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio: Kamaru Usman derrotou Jorge Masvidal na decisão unânime dos juízes (50-45, 50-45, 49-46) – Luta por cinturão

Peso pena: Alexander Volkanovski derrotou Max Holloway na decisão dividida dos juízes (48-47, 48-47, 48-47) – Luta por cinturão

Peso galo: Petr Yan derrotou José Aldo por nocaute a 3m24s do R5 – Luta por cinturão

Peso palha: Rose Namajunas derrotou Jéssica Bate-Estaca na decisão dividida dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso mosca: Amanda Ribas finalizou Paige VanZant com uma chave de braço 2m21s do R1

CARD PRELIMINAR

Peso meio-pesado: Jiri Prochazka derrotou Volkan Oezdemir por nocaute a 49s do R2

Peso meio-médio: Muslim Salikhov derrotou Elizeu Capoeira na decisão dividida dos juízes (30-27, 29-28, 29-28)

Peso pena: Makwan Amirkhani finalizou Danny Henry com um triângulo de mão a 3m15s do R1

Peso leve: Léo Santos derrotou Roman Bogatov na decisão unânime dos juízes (29-26, 29-26, 29-26)

Peso pesado: Marcin Tybura derrotou Maxim Grishin na decisão unânime dos juízes (30-2, 30-27, 30-26)

Peso mosca: Raulian Paiva derrotou Zhalgas Zhumagulov na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso galo: Karol Rosa derrotou Vanessa Melo na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26, 30-27)

Peso galo: Davey Grant derrotou Martin Day por nocaute a 2m38s do R3

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments