Valentina Shevchenko elogia Jennifer Maia e espera enfrentar a melhor versão da brasileira

Ao mesmo tempo que reconheceu a qualidade da desafiante, campeã do peso mosca não se preocupa com as adversárias

V. Shevchenko em coletiva pelo UFC. Foto: Reprodução/YouTube UFC

A vitória de Jennifer Maia sobre Joanne Calderwood pode ter surpreendido os fãs e a imprensa, mas não Valentina Shevchenko. A campeã do peso mosca (56,7kg), que enfrentará a brasileira no UFC 255, no dia 21 de novembro, percebeu uma clara diferença entre ela e a escocesa. Ao site norte-americano MMA Fighting, ‘Bullet’ elogiou a atuação de Jennifer e surpreendeu ao revelar que torce para enfrentar não só a melhor versão dela, como a de todas as adversárias no octógono.

Veja Também

Dana White confirma interesse na superluta entre Brock Lesnar e Jon Jones
Daniel Cormier aposta em nocaute de Francis Ngannou sobre Stipe Miocic e faz alerta a campeão
Ultimate encaminha ‘Durinho x Usman’ e ‘Masvidal x Nate Diaz 2’ para o UFC 256, em dezembro
Dustin Poirier não confirma luta contra Tony Ferguson, mas se diz pronto para o duelo
Vídeo: Tyron Woodley confirma treino com Jorge Masvidal para luta contra Colby Covington

“Isso é o MMA. Nunca sabemos o que vai acontecer. Jennifer se preparou como se fosse a última luta de sua vida. Você podia ver isso nos olhos dela. Ela estava faminta pela vitória. JoJo, não sei. Na minha opinião, ela não compareceu. Às vezes, isso acontece com os lutadores. Não importa o quão boa está a preparação, simplesmente, acontece. Não sei se é algo mental, mas as coisas mudam. Tenho uma nova adversária e estou bem por enfrentar Jennifer. Para mim, realmente, não importa quem está na minha frente. Vou me preparar da melhor forma possível. Também quero que minhas adversárias sejam as melhores versões delas”, disse Shevchenko.

Originalmente, Calderwood seria a desafiante da categoria, mas ao aceitar enfrentar Jennifer, em cima da hora, perdeu sua posição e foi criticada por isso. Contudo, a escocesa foi defendida pela campeã.

“É difícil entender a decisão do outro. Nunca se sabe. Provavelmente, JoJo precisava lutar, ficar ativa. Ninguém pode julgá-la por isso. Também penso assim. Quero ficar ativa. Ela quis lutar e ninguém pode criticá-la. Foi surpreendida. Ela esperava vencer, ser bem paga e lutar, novamente, em novembro”, finalizou.

Antes de iniciar seu reinado no peso mosca, Valentina Shevchenko chegou a lutar pelo cinturão dos galos (61,2kg) e perdeu por decisão dividida para a número um, Amanda Nunes, em 2017. Desde então, ‘Bullet’ venceu cinco lutas consecutivas, sendo três defesas de título e, assim como a brasileira, se tornou uma das campeãs mais dominantes do MMA feminino.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments