Alan Nuguette sente a falta de ritmo e é derrotado por Bobby Green no UFC Las Vegas 10

De volta ao octógono após quase dois anos, brasileiro mostra raça, mas é dominado por norte-americano no card principal

B. Green (dir.) derrotou A. Nuguette (esq.) no UFC Las Vegas 10. Foto: Reprodução/Instagram

Não deu para Alan Nuguette. Na luta que marcou o retorno do brasileiro ao octógono após quase dois anos, o brasileiro acabou dominado pelo experiente Bobby Green e perdendo por pontos no UFC Las Vegas 10, realizado neste sábado (12), nos Estados Unidos. Apesar de mostrar muita garra, o amazonense sentiu a falta de ritmo e não conseguiu impor sua estratégia.

Veja Também

Vídeo: Lutador dá show no UFC Las Vegas 10 e comemora aplicando bela queda em treinador
Em luta equilibrada, Michelle Waterson supera Angela Hill por pontos no UFC Las Vegas 10

Com o resultado, Nuguette, que era o único representante brasileiro no card, chega à sua segunda derrota consecutiva, algo inédito na sua carreira até o momento. Sua última apresentação aconteceu em outubro de 2018, quando foi batido por Scott Holtzman.

Enquanto o amazonense não atuava há quase dois anos, Green, neste final de semana, realizou sua terceira apresentação em 2020. O triunfo sobre o brasileiro confirmou a boa fase do norte-americano, que venceu todas as lutas disputadas neste ano.

A luta

Nuguette começou a luta tentando uma queda nos segundos iniciais, mas acabou caindo por baixo, em posição de desvantagem. Green aproveitou o momento e começou a atacar o brasileiro de cima para baixo. Alan conseguiu se levantar, mas continuou apostando na luta agarrada. Na metade do round, Bobby surpreendeu o amazonense e conseguiu uma boa queda, mantendo a vantagem no duelo. Nuguette voltou a se levantar e passou a pressionar o norte-americano contra as grades. Green conseguiu uma nova queda e atacou o braço do rival, tentando uma finalização, mas perdeu a pegada. Nos segundos finais, os atletas se levantaram, mas não havia mais tempo.

No segundo round, Alan voltou a tomar a iniciativa e tentou agarrar o norte-americano, que se mostrava atento e defendia bem. Green voltou a derrubar o brasileiro e caiu em posição de vantagem. Bobby seguia dominando o amazonense, que já dava sinais de cansaço. Mesmo perdendo o duelo, Alan mostrava muita força de vontade e voltou a se levantar. O brasileiro conectou um direto no rosto de Green, que diminuiu o ritmo. No fim do assalto, um chute baixo do norte-americano desequilibrou o amazonense, mas o brasileiro se recuperou rápido até que o gongo soou.

Logo no começo do último round, Bobby conseguiu derrubar o brasileiro e logo conseguiu passar a guarda. Em desvantagem, Nuguette tentava se defender e procurava uma forma de sair da posição. O amazonense conseguiu ficar de pé e o confronto voltou a ser disputado no centro do octógono. O brasileiro arriscava socos, mas os ataques passavam no vazio. Green administrava o confronto e mantinha seu ritmo. Próximo do fim do duelo, Nuguette conseguiu derrubar o norte-americano, mas Bobby se levantou rápido e, em resposta, conectou uma boa sequência de socos em Alan. Nos segundos finais, Green abaixou a guarda e atacava o brasileiro com golpes limpos no rosto. Alan mostrava muito cansaço, mas conseguiu chegar até o fim.

Billy Quarantillo confirma boa fase com nocaute fulminante sobre Kyle Nelson

B. Quarantillo (dir.) derrotou K. Nelson (esq.) no UFC Las Vegas 10. Foto: Reprodução/Instagram

Na luta que abriu o card principal, Billy Quarantillo confirmou a boa fase no Ultimate. Invicto desde que estreou na organização, o norte-americano conseguiu um grande resultado ao aplicar um nocaute devastador sobre Kyle Nelson nos segundos iniciais do terceiro round.

Em confronto válido pela divisão dos penas (até 65,7kg.), Quarantillo conquistou a terceira vitória pelo UFC e ampliou a sua série invicta no MMA para oito confrontos.

Kyle, que vinha de resultado positivo sobre Marco Polo Reyes, agora terá de recuperar o caminho das vitórias em seus próximo desafio.

Kevin Croom estreia no UFC com finalização relâmpago

K. Croom em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Não deu nem para suar. Na luta que marcou sua estreia no UFC, Kevin Croom não poderia deixar o evento mais feliz. O atleta surpreendeu na luta contra Roosevelt Roberts e finalizou o adversário com um triângulo de mão com apenas 31s de luta.

Com 33 anos, Croom, agora, soma 22 vitórias em 24 compromissos disputados.

Roosevelt, que realizou sua terceira luta no ano pelo Ultimate ligou o sinal de alerta. O peso leve (até 70,3kg.) chegou ao segundo resultado negativo em sequência e precisa se recuperar para não correr risco de ser dispensado.

Em luta de estreantes, Alexander Romanov passeia contra Roque Martinez

A. Romanov derrotou R. Martinez no UFC Las Vegas 10. Foto: Reprodução/Instagram

No confronto de estreantes, Alexander Romanov promoveu um verdadeiro passeio contra Roque Martinez. Em luta disputada entre os pesados (até 120,2kg.), o moldavo sobrou e não deu chances para o adversário, que sucumbiu com uma finalização (katagatame) no segundo round.

Romanov deveria ter enfrentado o brasileiro Marcos Pezão no UFC Las Vegas 9, mas acabou não se apresentando no card depois que o paulista testou positivo para Covid-19. Alexander, então, aceitou o desafio de trocar forças contra o também estreante Martinez.

Com uma atuação de gala, o combatente segue invicto no MMA com 13 resultados positivos. Roque, por sua vez, sofreu o 6º revés em 23 compromissos no esporte.

Escalado de última hora, Jalin Turner atropela Brok Weaver

J. Turner(esq.) derrotou B. Weaver (dir.) no UFC Las Vegas 10. Foto: Reprodução/Instagram

Jalin Turner deu show em seu confronto neste final de semana. Escalado de última hora para enfrentar Brok Weaver, em luta realizada em peso casado (até 74,8kg.), Turner fez valer a maior envergadura e não deu chances ao rival no confronto, vencendo por finalização no segundo round.

Enquanto Jalin queria chegar à segunda vitória consecutiva, Weaver precisava se recuperar do revés sofrido em sua última apresentação, quando perdeu para Roosevelt Roberts, em maio.

Revelado pelo ‘Dana White’s Contender Series’, Turner, agora, tem três vitórias em cinco compromissos no Ultimate. Brok, por sua vez, se complica na organização, com dois resultados negativos em três lutas.

Resultados do UFC Las Vegas 10

CARD PRINCIPAL

Peso palha: Michelle Waterson derrotou Angela Hill na decisão dividida dos juízes (48-47, 49-46, 48-47)

Peso leve: Ottman Azaitar derrotou Khama Worthy por nocaute técnico a 1,33s do R1

Peso mosca: Roxanne Modafferi derrotou Andrea Lee na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso meio-pesado: Ed Herman finalizou Mike Rodriguez com uma kimura a 2m41s do R3

Peso leve: Bobby Green derrotou Alan Nuguette na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso pena: Billy Quarantillo derrotou Kyle Nelson por nocaute a 7s do R3

CARD PRELIMINAR

Peso galo: Sijara Eubanks derrotou Julia Avila na decisão unânime dos juízes (29-27, 29-27, 29-27)

Peso leve: Kevin Croom finalizou Roosevelt Roberts com um triângulo de mão a 31s do R1

Peso pesado: Alexander Romanov finalizou Roque Martinez com um katagatame a 4m22s do R2

Peso casado: Jailin Turner finalizou Brok Weaver com um mata-leão a 4m20s do R2

Peso meio-médio: Bryan Barberena derrotou Anthony Ivy na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 28-28)

Peso mosca: Sabina Mazo finalizou Justine Kish com um mata-leão a 3m57s do R3

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments