Indignado com estatística sobre Khamzat Chimaev, ex-árbitro ressalta feitos de Royce Gracie

Ex-árbitro expõe erro em estatística do UFC sobre Chimaev e faz apelo: 'Não se esqueçam dos atletas do passado'

J. McCarthy (esq.) questiona estatística de K. Chimaev no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Só dá Khamzat Chimaev na comunidade do MMA. Após brilhar no UFC Las Vegas 11, evento realizado no sábado (19), nos EUA, ao nocautear Gerald Meerschaert em apenas 17 segundos, o sueco recebeu muitos elogios, viu seu hype crescer ainda mais, porém críticos também começam a surgir. E Big John McCarthy é um deles.

Bastante vocal, o ex-árbitro e atual comentarista do Bellator acredita que o UFC está forçando para emplacar seu mais novo produto. Ao podcast Weighing In, de Josh Thomson, Big John considera falsa a estatística que apresenta Chimaev como o lutador que venceu três lutas de forma mais rápida pela organização e explicou seu ponto de vista relembrando o passado da organização.

Veja Também

Empresário de Khamzat Chimaev imagina como seria luta contra Conor McGregor e aposta em fim trágico
Empolgado com sucesso de Khamzat Chimaev, Daniel Cormier cita adversário ideal e faz previsão ousada
Apesar de interesse, Dana White considera difícil retorno de Brock Lesnar ao UFC
Recém contratado pelo UFC, Chandler garante ter o que é preciso para vencer Khabib e Gaethje
Vitorioso no UFC Las Vegas 11, atleta surpreende ao discordar do resultado e explica discussão com Chimaev

 

Ver essa foto no Instagram

 

Newest episode of @weighingin just uploaded! Link in bio! @realroyce @ufc @therealpunk

Uma publicação compartilhada por BIG John McCarthy (@johnmccarthymma) em

“Eu entendo que o UFC está alimentando o hype em torno de Chimaev e não culpo quem faz isso. Ele é real! Mas, antes da luta, a primeira coisa que disseram foi que ele seria o atleta que venceu três lutas de forma mais rápida no UFC. Fiquei surpreso, porque o UFC tem estatísticas melhores. Essa é falsa! O UFC realizava torneios. Ok, as pessoas comparam os atletas antigos com os novos, mas, antes, se fazia três lutas por evento e por muito tempo. Por que estão tentando criar estatísticas horríveis e que não significam nada?”, disse McCarthy.

Ainda insatisfeito, Big John foi ao Twitter, novamente, criticar a postura do UFC e o dado divulgado pela jornalista Megan Olivi, citou os feitos de Royce Gracie para justificar seu pensamento e pediu para que a companhia, imprensa e fãs não esqueçam os lutadores do passado.

“Desculpe UFC e Megan Olivi, mas dizer que Chimaev é o atleta que venceu três lutas de forma mais rápida no UFC é errado! Que tal um cara chamado Royce Gracie, que fez isso em uma noite, no UFC 1, e depois contra mais quatro, no UFC 2? Essa é uma estatística falsa! O garoto é ótimo, mas não esqueçam dos atletas antigos”, postou McCarthy.

O torneio mencionado por Big John McCarthy aconteceu na primeira edição do UFC, em 12 de novembro de 1993. Na ocasião, Royce Gracie finalizou Art Jimmerson, Ken Shamrock e Gerard Gordeau no primeiro round. No UFC 2, realizado no dia 11 de março de 1994, Royce finalizou Minoki Ichihara, Jason DeLucia, Remco Pardoel e nocauteou Patrick Smith, todos no primeiro round. Royce voltou a participar do UFC 4, em 16 de dezembro de 1994, e finalizou Ron van Clief, Keith Hackney e Dan Severn no primeiro round. Curiosamente, a companhia abandonou esse formato, que é usado de forma recorrente pelo Bellator, seu maior concorrente.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments