Dana White revela que revanche pelo cinturão BMF pode ser atrapalhada por Covington

Presidente do UFC admite que o ex-campeão interino do peso meio-médio se colocou em uma boa posição na categoria após derrotar Tyron Woodley

D. White quer realizar luta entre C. Covington e J. Masvidal. Foto: Reprodução/Instagram

Desde que foi criado, o cinturão ‘BMF’, que premia o lutador mais durão do UFC, dividiu os fãs de MMA quanto a sua proposta. Uns aprovaram a ideia, outros reprovaram. Na luta que originou o termo, em novembro de 2019, Jorge Masvidal não tomou conhecimento de Nate Diaz e o nocauteou no terceiro round.

Ao perceberem que a repercussão foi grande, os atletas queriam fazer uma revanche, que, obviamente, foi bem vista por Dana White e a sua realização chegou a ser cogitada para o início de 2021, porém Colby Covington pode melar os planos.

Veja Também

Dana White revela próximos desafiantes aos cinturões de Israel Adesanya e Jan Blachowicz
Além de brilhar no octógono do UFC, números de Israel Adesanya também impressionam
Animado quanto ao seu futuro no UFC, Israel Adesanya lista possíveis adversários: ‘Ainda tenho muito a fazer’
Israel Adesanya mostra humildade ao enaltecer Anderson Silva e nega comparações: ‘Ele é único no MMA’
Após nocautear Borrachinha no UFC 253, Adesanya continua provocando o rival: ‘É burro’

“É bem possível Covington e Masvidal se enfrentarem. Não sei se o UFC já entrou em contato com Nate, mas, depois da luta de Covington contra Woodley, como não realizar essa combate? Essa é a luta que faz sentido”, disse Dana, após a realização do UFC 253, realizado no sábado (26), em Abu Dhabi.

Apesar de preferir a luta Covington x Masvidal, Dana garantiu que os fãs dos bad boys vão assistir a reedição da disputa pelo cinturão ‘BMF’ no futuro.

“A revanche de Nate Diaz será realizada, não importa o que aconteça”, finalizou.

Dana White, presidente do UFC, mudou de ideia, porque a luta entre os rivais Colby Covington e Tyron Woodley chamou a atenção da comunidade do MMA e também mexeu com assuntos polêmicos, como política e questão racial. Além disso, Covington e Masvidal, dois lutadores de destaque do peso meio-médio (77,6kg) e que eram amigos e parceiros de treino na American Top Team, viraram inimigos e costumam se atacar pelas redes sociais de forma pesada.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments