Chris Weidman planeja chegar em uma nova disputa de cinturão em ‘até duas lutas’

Ex-campeão dos médios afirmou que pretende voltar a lutar pelo título em breve e afirmou que se considera um 'confronto ruim' para Israel Adesanya

C. Weidman irá enfrentar Uriah Hall no UFC 261 FOTO: @chrisweidman

O ex-campeão dos médios (até 83,9kg) Chris Weidman planeja recuperar o cinturão que ostentou entre 2013 e 2015. O ‘All American‘ acredita que irá disputar o título novamente, caso consiga mais duas vitórias e afirmou que se considera um ‘confronto ruim’ para o atual líder do grupo, Israel Adesanya. A declaração foi dada no ‘media day‘ para o UFC 261, no qual o norte-americano se apresenta, neste sábado (24).

Veja Também

“Eu não espero que isso (disputar o cinturão) irá acontecer logo após o duelo contra Uriah Hall, mas eu acho que se eu ganhar duas lutas de forma espetacular e mostrar o meu potencial, as pessoas vão querer me ver lutar pelo título”, declarou Weidman.

O ex-líder do grupo até 83,9 kg afirmou que analisou o último combate do campeão Israel Adesanya contra Jan Blachowicz e declarou que pode fazer um jogo parecido com o do polonês caso enfrente o nigeriano.

“Vendo essa luta, eu percebi como um cara forte foi capaz de superar ele (Adesanya) e conseguir as quedas e isso definitivamente me deu algumas idéias. Eu não espero lutar contra Israel agora. Eu sei que sou um confronto ruim para ele e quando eu for capaz de provar isso para todo mundo, as pessoas vão querer ver esse duelo”, finalizou o ex-campeão dos médios.

Com um cartel de 15 vitórias e cinco derrotas, Weidman busca emendar dois triunfos seguidos pela primeira vez desde 2015. Após obter um retrospecto de sete reveses em oito combates, o norte-americano se reabilitou ao vencer Omari Akhmedov por pontos em agosto de 2020. Em seu próximo duelo, Chris irá enfrentar Uriah Hall no UFC 261 no próximo sábado (24).

Podcast #033: As vitórias de Marina Rodriguez no UFC e Tyson Fury no Boxe + ex-campeão preso

Comentários

Deixe um comentário