Cinco motivos para assistir o UFC 269, com Do Bronx e Amanda Nunes defendendo cinturões

Estrelas brasileiras encabeçam último evento numerado do anos e tentam manter seus reinados; mais seis tupiniquins são atrações

C. Do Bronx defende cinturão contra D. Poirier no UFC 269. Foto: Reprodução/Instagram

Chegou o momento que muitos fãs esperaram. Neste sábado (11), em Las Vegas (EUA), Charles do Bronx e Amanda Nunes encabeçam o último evento numerado da temporada 2021 e tentam manter seus reinados na organização. As estrelas brasileiras têm duros compromissos contra Dustin Poirier e Julianna Peña, em espetáculo com 15 confrontos confirmados.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Xodó da torcida brasileira, Do Bronx quer provar ser merecedor do cinturão dos leves (até 70,3kg.). Campeão desde maio de 2021, o tupiniquim mede forças contra o antigo dono do cinturão interino, Dustin Poirier.

Lenda do MMA, Amanda Nunes está de volta ao peso galo e quer manter a hegemonia nos galos (até 61,2kg.), assumida em 2016. Neste fim de semana, a baiana divide o octógono com Julianna Peña.

PUBLICIDADE:

Além de Charles e Amanda, o Brasil contará com um verdadeiro esquadrão. Raulian Paiva, Pedro Munhoz, Augusto Sakai, André Sergipano, Bruno Blindado e Priscila Pedrita também levam o verde amarelo para o campo de luta.

O espetáculo também apresentará um destaque especial. Ex-campeão dos galos, Cody Garbrandt fará sua aguardada estreia nos moscas (até 56,7kg.) da organização, quando encara Kai Kara-France, no card principal.

PUBLICIDADE:

Para entrar no clima, nossa equipe selecionou cinco motivos para acompanhar o UFC 269. Confira:

PUBLICIDADE:

1) Do Bronx x Poirier

C. Do Bronx e D. Poirier medem forças no UFC 269. Foto: Montagem SL

Mesmo conquistando o título dos leves em uma batalha contra Michael Chandler, Do Bronx carrega uma carga de desconfiança por parte dos fãs. Xodó da torcida brasileira, o paulista, no entanto, terá uma oportunidade de ouro para, mais uma vez, se provar como grande representante da organização.

Neste fim de semana, Charles, além de realizar sua primeira defesa de título, terá a oportunidade de promover uma história ainda maior para seu currículo. Caso supere Poirier, o atleta atingirá a marca de 10 resultados positivos em sequência.

Para conquistar o feito, o campeão terá a tarefa de anular um motivado Dustin Poirier. Ex-campeão interino dos leves, o norte-americano vive um momento mágico na carreira. Apenas na temporada 2021, o ‘Diamante’ conquistou dois triunfos marcantes, ambos sobre o lendário Conor McGregor, por nocaute.

Aos 32 anos, Do Bronx se encaminha para seu 41º confrontos como profissional no MMA. O campeão, hoje, soma 31 vitórias, oito derrotas e um ‘no contest’. Com os mesmos 32 anos, Poirier fará o 36º desafio na modalidade. Dustin tem 28 triunfos e seis tropeços.

2) Amanda Nunes x Julianna Peña

A. Nunes (foto) defenderá o título peso galo no UFC 265. Foto: Reprodução/Instagram

Considerada uma lenda do MMA, Amanda Nunes retorna ao peso galo depois de quase dois anos sem atuar na categoria. Líder do grupo desde 2016, a ‘Leoa’ vem colecionando vítimas e aumentando seu legado a cada apresentação.

Neste fim de semana, Nunes precisa passar por Julianna Peña para seguir como rainha da categoria. A brasileira precisa fazer valer o favoritismo nas casas de apostas e desbancar mais uma adversária.

Considerada, por muitos, como a melhor lutadora de todos os tempos, Amanda não sabe o que é perder desde 2014. Derrotada por Cat Zingano há mais de sete anos, a brasileira conseguiu se reencontrar e, a partir dali, se tornou a combatente mais completa do mundo.

Disposta a fazer história como uma das maiores zebras do Ultimate, Julianna chega para o confronto cercada de desconfiança. Muito azarão para o duelo, a venezuelana soma dois resultados positivos nas últimas quatro lutas e, hoje, é a terceira no ranking do grupo até 61,2kg.

3) Ponzinibbio tem chance de ouro

S. Ponzinibbio em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Facebook ufcbrasil

Depois de retornar ao MMA e superar problemas médicos que interromperam sua carreira, Santiago Ponzinibbio quer chegar ao seu segundo resultado positivo em sequência. Vindo de verdadeira batalha contra Miguel Baeza, em junho desta temporada, o ‘Argentino Gente Boa’ terá um grande desafio.

Para o UFC 269, o Ultimate escalou o promissor Geoff Neal para tentar impedir o avanço de Santiago nos meio-médios (até 77kg.). O confronto acontece em meio a uma polêmica envolvendo o adversário do argentino. Na última semana, Neal foi preso por embriaguez ao volante, mas segue confirmado no evento.

Destaque da categoria liderada por Usman antes de seus problemas médicos, Ponzinibbio terá a oportunidade de retomar o sonho de uma disputa de cinturão no grupo. Hoje, o combatente soma 32 apresentações como profissional no MMA, sendo 28 triunfos e quatro reveses. Geoff, por sua vez, tem 13 triunfos e quatro tropeços.

4) Destaques do show

C. Garbrandt e S. O’Malley são destaques do UFC 269. Foto: Montagem SUPER LUTAS

Ex-campeão dos galos, Cody Garbrandt é um dos destaques na companhia. Neste fim de semana, o carrasco de Dominick Cruz em 2016 fará sua aguardada estreia nos moscas (até 56,7kg.).

Com moral na empresa, devido ao seu tempo como campeão do grupo até 61,2kg., o norte-americano enfrenta o sexto colocado na categoria de Brandon Moreno. Kai Kara-France é o lutador escolhido para tentar impedir que ‘No Love’ chegue com prestígio na nova organização. Um resultado positivo do ex-campeão pode fazer com que o lutador ‘fure fila’ para uma luta pelo título.

Depois de causar boa impressão em sua estreia nos galos, Raulian Paiva ganhou um ‘presente’ do UFC. Mesmo sem ser escalado para enfrentar um adversário ranqueado, o brasileiro enfrenta o ‘queridinho’ da empresa, Sean O’Malley.

Mesmo que um resultado positivo não dê ao brasileiro um lugar de destaque na elite do grupo, Paiva entrará de vez no radar da organização.

5) Mais Brasil

P. Munhoz (foto) enfrenta D. Cruz no UFC 269. Foto: Reprodução/Instagram

Além de Do Bronx, Amanda Nunes e Raulian Paiva, o Brasil contará com mais cinco representantes no card preliminar.

Na busca por recuperação nos galos, Pedro Munhoz, novamente, não terá ‘colher de chá’ no Ultimate. Vindo de derrota para José Aldo, o atleta, desta vez, encara o ex-campeão do grupo, Dominck Cruz, que também busca retomar o bom momento na carreira.

Único brasileiro no ranking dos pesados (até 120,2kg.), do UFC, Augusto Sakai precisa mostrar que evoluiu neste fim de semana. Com dois tropeços em sequência, o combatente divide o octógono com Tai Tuivasa, que busca um lugar no top 15 do grupo.

Chegando ao seu terceiro compromisso pelo Ultimate na temporada, Bruno Blindado está de volta. Conhecido pelo poder de nocaute, o brasileiro tenta fazer valer sua fama e tem como rival Jordan Wright.

Em seu primeiro desafio depois de finalizar Ronaldo Jacaré, André Sergipano pode ampliar o bom momento e avançar nos médios (até 83,9kg.) da organização. Neste sábado, o mineiro enfrenta Eryk Anders.

Apesar de não ter batido o peso por cerca de 1,3kg., Priscila Pedrita segue confirmada no show. Representante dos moscas, a brasileira tenta o terceiro triunfo consecutivo na empresa contra Gillian Robertson.

Ficha técnica do UFC 269

Data: 11 de dezembro de 2021

Horário: A partir das 20h (horário de Brasília)

Local: T-Mobile Arena, Las Vegas, Estados Unidos

Como assistirSUPER LUTAS AO VIVO em tempo real e Canal Combate (todo o card) pela TV

CARD PRINCIPAL (0h, horário de Brasília)

Peso leve: Charles do Bronx x Dustin Poirier – Luta pelo cinturão

Peso galo: Amanda Nunes x Julianna Peña – Luta pelo cinturão

Peso meio-médio: Geoff Neal x Santiago Ponzinibbio

Peso mosca: Kai Kara-France x Cody Garbrandt

Peso galo: Raulian Paiva x Sean O’Malley

CARD PRELIMINAR (20h, horário de Brasília)

Peso pena: Josh Emmett x Dan Ige

Peso galo: Pedro Munhoz x Dominick Cruz

Peso pesado: Augusto Sakai x Tai Tuivasa

Peso médio: Jordan Wright x Bruno Blindado

Peso médio: André Sergipano x Eryk Anders

Peso mosca: Miranda Maverick x Erin Blanchfield

Peso pena: Ryan Hall x Darrick Minner

Peso galo: Randy Costa x Tony Kelley

Peso mosca: Gillian Robertson x Priscila Pedrita

Podcast #46: Aquecimento para o UFC 270 com duas disputas de cinturão + Amanda Nunes fora da ATT e Jake Paul rico