Treinador brasileiro elege Giga Chikadze com a melhor trocação na divisão dos penas: ‘Ele mescla tudo’

Rafael Cordeiro cita Zabit Magomedshatipov, Yair Rodriguez e Max Holloway, mas diz que georgiano ainda está acima dos outros atletas

Desde que chegou ao Ultimate, Giga Chikadze tem impressionado por sua potência nos golpes e habilidade técnica. Em suas últimas três apresentações, o georgiano nocauteou os três atletas – Jamey Simmons, Cub Swanson e Edson Barboza – e, além de ser um dos mais bem ranqueados na divisão dos penas (até 65,7kg.), chega como favorito para o combate contra Calvin Kattar, na luta principal do UFC Las Vegas 46 do próximo sábado (15).

PUBLICIDADE:

Veja Também

E, em entrevista exclusiva ao canal do SUPER LUTAS no ‘YouTube’, o treinador do atleta na ‘Kings MMA’, Rafael Cordeiro, analisou a evolução de Chikadze, bem como seu combate contra Kattar.

“Giga mostrou o quão bom é pela sequência que está tendo – de nove vitórias seguidas – como tem que ser feito. O fato de ele estar lutando contra caras cada vez melhores, (mostra que) ele está se fazendo lá dentro (do UFC). (…) Ele vai enfrentar o (Calvin) Kattar agora. Vai ser o primeiro ‘main event’ (evento principal) de 2022. Vai pegar um cara duríssimo, que fez uma grande luta com o Max Holloway. Vai ser um ‘lutão’. O Giga está pegando cada vez mais cancha de luta agarrada também, que é importante, sabendo que os caras não vão querer ficar na ‘confusão’ e vão virar Wrestlers”, afirmou Cordeiro.

PUBLICIDADE:

E não para por aí. Ao falar sobre a divisão liderada por Alexander Volkanovski, Rafael Cordeiro chegou a citar outros atletas, mas avaliou Giga Chikadze com a maior trocação dentre todos os lutadores nos penas (até 65,7kg.).

“No nível do Giga, ele é um dos melhores (strikers), com certeza. Se não (for) o melhor. E em uma categoria com outros caras duros, como Zabit (Magomedsharipov), ‘Pantera’ (Yair Rodriguez) e Max Holloway. Mas quando você fala em ‘striker’, é a mescla de tudo e entra em um patamar em que Giga está um pouco acima”, concluiu.

PUBLICIDADE:

Aos 32 anos, Chikadze é o oitavo colocado no ranking dos penas (até 65,7kg.) e vem de uma sequência de nove triunfos seguidos – sendo sete no UFC – além de três prêmios de ‘Performance da Noite’ em suas atuações mais recentes. Em seu cartel, o georgiano conta com 14 resultados positivos e dois negativos.

PUBLICIDADE:

Podcast #45: Volkanovksi sem desafiante e brasileiros no 1º UFC do ano