Em combate eletrizante, Priscila Pedrita bate sul-coreana e alivia situação no UFC

Brasileira quase se complica, mas vai do 'inferno ao céu' e reencontra caminho das vitórias sobre Ji Yeon Kim

P. Pedrita supera J. Yeon Kim no UFC Vegas 49. Foto: Reprodução/Instagram @ufcespanol

Após entrar pressionada, Priscila Pedrita fez seu retorno no UFC Las Vegas 49, evento realizado no sábado (26) e, diante de Ji Yeon Kim, promoveu uma verdadeira ‘guerra’ no octógono. Em combate aplaudido pelo público presente e marcado por grandes reviravoltas, a brasileira conquistou o triunfo na decisão unânime dos juízes.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Agora, Pedrita respira aliviada no Ultimate. A brasileira supera polêmica após aplicar dedo no olho de Gillian Robertson e consegue o terceiro triunfo na organização. Ela tem 11 resultados positivos e quatro negativos.

Por outro lado, Yeon Kim sofre seu terceiro revés seguido e corre riscos de ser cortada da franquia. A sul-coreana está com nove vitórias, cinco derrotas e dois empates.

PUBLICIDADE:

A Luta

Visando um resultado rápido, Priscila Pedrita marcou bem a curta distância e desferiu bons golpes em Ji Yeon Kim. A brasileira dominava as principais ações, mas acabava contragolpeada pela sul-coreana em momentos pontuais no combate. Ainda assim, ela terminou por cima depois de uma queda no final do round.

Em round mais apertado, Priscila seguia ‘marchando’ para frente, mas era atingida com frequência. Na reta final, a representante tupiniquim atingiu um soco voador, mas recebeu um direto e outro cruzado da sul-coreana.

PUBLICIDADE:

As duas lutadoras foram para o ‘tudo ou nada’ no terceiro assalto. Pedrita esteve em desvantagem e sentiu a pressão imposta por Ji Yeon. Ela, no entanto, não desistiu e, apesar de machucada, ainda tentava se mostrar ativa na ação. Como um ‘zumbi’, ela era atingida, mas seguia em frente e trabalhou boas cotoveladas que balançaram a adversária.

PUBLICIDADE:

Resultados do UFC Las Vegas 49

CARD PRINCIPAL (21h, horário de Brasília):

Peso casado (até 72,6kg): Islam Makhachev derrotou Bobby Green por nocaute técnico (socos) aos 3m23s do R1

Peso médio (até 83,9kg.): Wellington Turman derrotou Misha Cirkunov por finalização (chave de braço) aos 1m29s do R2

Peso mosca (até 56,7kg.): Priscila Pedrita derrotou Ji Yeon Kim na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve (até 70,3kg.): Arman Tsarukyan derrotou Joel Alvarez por nocaute técnico (cotoveladas) aos 1m57s do R2

Peso médio (até 83,9kg.): Armen Petrosyan derrotou Gregory Rodrigues na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 30-27)

CARD PRELIMINAR (18h, horário de Brasília):

Peso leve (até 70,3kg.): Ignacio Bahamondes derrotou Rong Zhu por finalização (mata-leão) aos 1m40s do R3

Peso pena (até 65,7kg.): Josiane Nunes derrotou Ramona Pascual na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-26)

Peso leve (até 70,3kg.): Terrance McKinney derrotou Fares Ziam por finalização (mata-leão) aos 2m11s do R1

Peso pena (até 65,7kg): Jonathan Martinez derrotou Alejandro Perez na decisão unânime dos juízes (29-28,29-28, 29-28)

Peso meio-médio (até 77kg.): Ramiz Brahimaj derrotou Michael Gilmore por finalização (mata-leão) aos 2m02s do R1

Peso mosca (até 56,7kg.): Carlos Hernandez derrotou Victor Altamirano na decisão dividida dos juízes (28-29, 30-27, 29-28)

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano