Edwards ironiza momento de Masvidal, mas admite dar chance de título ao atleta, caso se torne campeão

Envolvido em briga com Jorge em 2019, inglês sugere que melhor fase do rival passou e questiona futuro no esporte

J. Masvidal (esq.) e L. Edwards (dir.) são destaques dos meio-médios do UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Envolvido em uma briga com Jorge Masvidal em 2019, nos bastidores do UFC Londres, Leon Edwards não perdeu a oportunidade de provocar o rival sobre o mau momento na carreira. Favorito do Ultimate para desafiar Kamaru Usman pelo cinturão dos meio-médios (até 77kg.), o inglês alfinetou ‘Jesus das Ruas’, criticando a performance contra Colby Covington e questionando o futuro do veterano no MMA.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Masvidal sobe no octógono e dá seu melhor por dois, três minutos. Se a luta não se encaminha do seu jeito, ele se acalma até perder. Foi exatamente o que ele fez (contra Covington, no UFC 272). Ele sempre faz isso. (….) Parecia que estava lá apenas pelo dinheiro”, afirmou Edwards, em entrevista à ‘ESPN’.

Disposto a provocar Masvidal, Leon seguiu. Segundo o inglês, a carreira de Jorge foi marcada pelo grande momento em 2019.

PUBLICIDADE:

“Ele teve uma boa temporada e ‘surfou na onda’. Foi isso e acabou”, disse.

Mesmo entendendo que ‘Jesus das Ruas’ não pode atuar em nível de elite para os meio-médios, Leon acabou surpreendendo. Favorito para enfrentar Kamaru Usman na próxima defesa de título do campeão, o inglês não descarta medir forças com Masvidal.

PUBLICIDADE:

“Ele vem de três derrotas consecutivas. Eu devo conquistar o cinturão e posso pedir para defendê-lo contra Jorge. Seria um grande pay-per-view e eu o espancaria”, encerrou.

PUBLICIDADE:

A derrota de Masvidal para Covington marcou o terceiro tropeço seguido na carreira do veterano, algo inédito até então. Edwards, por sua vez, vive grande fase, ostentando uma sequência de 10 lutas sem perder.

Destaques dos meio-médios, Jorge e Leon mediriam forças no UFC 269, que aconteceu em dezembro de 2021. ‘Jesus das Ruas’, no entanto, acabou sofrendo uma lesão e foi forçado a deixar o evento.

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276