Com belo nocaute, Mark Hunt vence ‘duelo de Gordinhos’ no UFC Japão

Lutador neozelandês usou o poder de seus punhos para nocautear Mark Hunt de forma impetuosa no segundo round

M. Hunt (dir.) bateu R. Nelson (esq.) no UFC Japão.

M. Hunt (dir.) bateu R. Nelson (esq.) no UFC Japão.

Em um final de semana agitado para o UFC, com o desabafo na aposentadoria de Wanderlei Silva e nova demissão de Thiago Silva, a maior organização de MMA do mundo retornou ao Japão para um duelo de peso – literalmente. Com 238 quilos no octógono, o neozelandês Mark Hunt, de 120 kg, conseguiu mostrar a força de seus punhos e nocautear o norte-americano Roy Nelson, de 118 kg com um belo gancho de direita. O combate foi a atração principal do UFC Fight NIght 52, evento realizado na madrugada deste sábado (20), em Saitama.

A luta

Em sua única aparição no Japão em 2014, o UFC lembrou os tempos do extinto Pride, tradicional evento de MMA nipônico, que era famoso por algumas ‘lutas freak`. Com 240 kg. em cima do octógono, era de se esperar um duelo morno. Mas não foi isso que aconteceu. Mark Hunt e Roy Nelson protagonizaram um bom espetáculo para o público na Saitama Super Arena.

Nelson começou a luta melhor. O norte-americano trabalhou mais rápido com ataques de boxe. Hunt confiava em seu queixo e tentava responder no contragolpe. Sem querer se arriscar na trocação do neozelandês, Roy tentou levar a disputa para o solo, mas era sempre bem bloqueado.

No segundo round, Roy Nelson esteve perto de encerrar a disputa. Depois de conectar um cruzado, ele conseguiu levar a peleja para o solo, chegou as costas, mas não conseguiu encaixar o estrangulamento e Hunt se levantou.

Disposto a tirar o prejuízo no início da parcial, no recomeço da luta em pé, Mark Hunt encerrou a disputa. O neozelandês encaixou uma combinação de jab e gancho, que balançaram Roy Nelson. O ataque de socos continuou e norte-americano foi nocauteado de forma brutal aos três minutos no segundo round.

O resultado marcou a 10ª vitória de Mark Hunt no MMA. O neozelandês também conta com oito derrotas e um empate. Por sua vez, Roy Nelson, conhecido mundialmente por sua resistência, foi nocauteado pela segunda vez em sua carreira, sendo a primeira no UFC. Ele soma agora 10 derrotas e 20 triunfos no MMA.

 Ídolo japonês cai por nocaute

Na segunda luta mais importante da noite, o maior nome da história do MMA japonês foi nocauteado em casa. O peso leva Takanori Gomi, ex-campeão dominante do extinto Pride, não resistiu a juventude de Myles Jury.

Em apenas 1m32s de luta, Jury derrubou Gomi com um direto de direita. Com uma série de golpes por cima o norte-americano encerrou o duelo, com o japonês mal se defendendo e apenas com as mãos na cabeça.

Musa vence atriz de filmes sensuais

O combate entre a norte-americana Miesha Tate e a japonesa Rin Nakai ganhou notoriedade quando a notícia que a atleta nipônica tinha participações em filmes sensuais. Mas dentro do octógono, Nakai não conseguiu atuar bem e foi batida pela experiente rival.

Sem brilho para a vitória, Miesha, considerada por muitos a lutadora mais bonita do UFC, evitou as tentativas de queda, usou o jogo de grades para bater a japonesa na decisão unânime dos juízes.

Confira abaixo os resultados do UFC Fight NIght 52 no Japão:

Card Principal
Mark Hunt derrotou Roy Nelson por nocaute no R2;
Myles Jury derrotouTakanori Gomi por nocaute técnico no R1;
Yoshihiro Akiyama derrotou Amir Sadollah na decisão unânime dos juízes;
Miesha Tate derrotou Rin Nakai na decisão unânime dos juízes;
Kiichi Kunimoto derrotou Richard Walsh na decisão unânime dos juízes;
Kyoji Horiguchi derrotou Jon Delos Reyes por nocaute técnico no R1;

Card Preliminar
Masanori Kanehara derrotou Alex Caceres na decisão unânime dos juízes;
Katsunori Kikuno finalizou Sam Sicilia com um mata-leão no R2;
Hyun Gyu Lim derrotou Takenori Sato por nocaute técnico no R1;
Kyung Ho Kang derrotou Michinori Tanaka na decisão dividida dos juízes;
Johnny Case finalizou Kazuki Tokudome com uma guilhotina no R2;
Maximo Blanco derrotou Dan Hooker na decisão unânime dos juízes;

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments