Priscila Pedrita volta a sofrer massacre e tem futuro ameaçado após ser finalizada no UFC 297

Brasileira é amplamente dominada por Jasmine Jasudavicius em confronto que complicou a carioca na empresa

Priscila Pedrita em derrota no UFC 297. Foto: Reprodução/Instagram

Vítima de surra histórica diante de Valentina Shevchenko em 2018, Priscila Pedrita voltou a sofrer duro massacre no octógono. Primeira brasileira a subir no octógono no UFC 297, evento realizado neste sábado (20), em Toronto (CAN), a carioca foi amplamente anulada por Jasmine Jasudavicius. Após quase três rounds de castigo, a tupiniquim acabou finalizada nos segundos finais do confronto.

Com o resultado, Pedrita, que teve problemas com o corte de peso nas vésperas do embate e atuou entre os galos, se complicou na companhia. Agora, a lutadora acumula seis reveses em 10 embates na empresa.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Dricus Du Plessis após luta no UFC 297. Foto: Reprodução/Twitter @UFCNews

Vitoriosa no embate, Jasudavicius se recupera na empresa. Em seu compromisso anterior, a canadense havia sido superada por Tracy Cortez.

Sinal de alerta ligado

A luta começou com Priscila obrigando a adversária a caminhar para trás com sequências de jabs e cruzados. Na sequência, Jasudavicius atuou com inteligência e conseguiu bela queda sobre a brasileira. Por baixo, Pedrita tentava ficar de pé, mas Jasmine seguia pressionando. A vantagem era da canadense, que não dava espaço para a reação da tupiniquim. Com dois minutos passados, Jasudavicius passou a castigar Priscila no ground and pound. O momento era crítico para a carioca. A brasileira tentava sobreviver às investidas de Jasmine, mas a canadense era efetiva nas ações. Mesmo com grande momento da rival, Pedrita conseguiu resistir e acabou salva pelo gongo.

PUBLICIDADE:

Na segunda etapa, Priscila precisava se recuperar do prejuízo do assalto anterior. A carioca, no entanto, desabou após receber um direto limpo no rosto aplicado pela canadense. Imediatamente, Jasudavicius foi para cima de Pedrita e o cenário do primeiro round parecia se repetir. Restando pouco mais de dois minutos, Jasmine passou a arriscar um triângulo de mão, mas Pedrita seguia dando show de resistência. Nos segundos finais, Jasudavicius seguia massacrando, mas resistência de Priscila continuava impressionando. Assim como no primeiro round, a carioca foi salva pelo gongo.

O último assalto era determinante para a brasileira. Logo nos segundos iniciais, Jasudavicius buscou a queda, mas Pedrita se defendeu. Com um minuto, Priscila balançou a oponente com um cruzado. A brasileira atuava de guarda baixa e tentava induzir a oponente ao erro. Após bom momento no confronto, Priscila acabou derrubada. Novamente, Jasmine voltou a dominar. Com rosto completamente ensanguentado, Pedrita continuava a ser severamente castigada no octógono. Jasudavicius, no entanto, chamava atenção pelo volume de golpes, mas não pela contundência. Quase no fim da luta, Jasmine encaixou o estrangulamento e a brasileira bateu em desistência.

PUBLICIDADE:

Jimmy Flick finaliza e respira no UFC

Jimmy Flick em vitória no UFC 297. Foto: Reprodução/Instagram

Representante do peso mosca (até 56,7kg.), Jimmy Flick respirou aliviado no UFC. Pressionado por duas derrotas seguidas, o lutador colocou o jiu-jitsu à prova e bateu Malcolm Gordon em confronto marcado pela técnica na ‘nobre arte’. Após chegar perto de vencer no primeiro round, o atleta chegou à finalização no início da segunda etapa.

Com a vitória, Jimmy ganha sobrevida na organização. Agora, o lutador soma dois triunfos e dois reveses em quatro compromissos.

PUBLICIDADE:

Alegria de um lado, preocupação do outro. Vítima de Flick, Gordon atingiu a marca de três reveses e segue com cartel negativo na empresa, correndo sérios riscos de dispensa.

Resultados do UFC 297

CARD PRINCIPAL 

Peso médio (até 83,9 kg): Dricus Du Plessis derrotou Sean Strickland na decisão dividida dos juízes (48-47, 47-48, 48-47)

Peso galo (até 61,2 kg): Raquel Pennington derrotou Mayra Sheetara na decisão unânime dos juízes (49-46, 49-46, 49-45) – luta pelo cinturão

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Neil Magny derrotou Mike Malott por nocaute técnico a 4m45s do R3

Peso médio (até 83,9 kg): Chris Curtis derrotou Marc-Andre Barriault na decisão dividida dos juízes (30-27, 28-29, 30-27)

Peso pena (até 56,7 kg): Movsar Evloev derrotou Arnold Allen na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

CARD PRELIMINAR 

Peso galo (até 61,2 kg): Garret Armfield derrotou Brad Katona na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pena (até 65,7 kg): Sean Woodson derrotou Charles Jourdain na decisão dividida dos juízes (28-29, 29-28, 29-28)

Peso galo (até 61,2 kg): Ramon Taveras derrotou Serhiy Sidey na decisão dividida dos juízes (28-29, 29-28, 29-28)

Peso palha (até 52,1 kg): Gillian Robertson derrotou Polyana Viana por nocaute técnico a 3m12s do R2

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Yohan Lainesse x Sam Patterson

Peso galo (até 61,2 kg): Jasmine Jasudavicius finalizou Priscila Pedrita com um estrangulamento a 4m23s do R3

Peso mosca (até 56,7 kg): Jimmy Flick finalizou Malcolm Gordon com um triângulo de braço a 1m17s do R2

Confira as estatísticas do UFC 297

Leia Mais sobre: , , , , , , , ,


Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297 Resultados do UFC Las Vegas 84 Veja como foram as comemorações de Ano Novo dos lutadores de MMA