UFC 186: Cinturão dos moscas e polêmica de Rampage marcam evento ‘amaldiçoado’

Evento no Canadá passou por diversos problemas, mas terá luta entre Fábio Maldonado e ex-campeão Rampage e luta principal entre Demetrious Johnson e Kyoji Horiguchi

D. Johnson (esq.) defende o cinturão dos moscas contra o japonês K. Horiguchi (dir.)

D. Johnson (esq.) defende o cinturão dos moscas contra o japonês K. Horiguchi (dir.)

Não é novidade para ninguém que o Ultimate convive com diversos problemas em seus cards, o que já ocasionou até o cancelamento de dois pay-per-views (o UFC 151 e o UFC 176), mas dá pra considerar que o UFC 186, que acontece neste sábado (25) em Montreal (Canadá), carregou consigo uma “maldição”, que acabou por superar.

Primeiro foram as lesões que assolaram a construção do card, que originalmente seria encabeçado pela disputa do cinturão dos galos entre TJ Dillashaw e Renan Barão. Porém, o norte-americano se contundiu durante a preparação e a revanche pelo título acabou adiada. Além disso, Abel Trujillo e Cláudio Hannibal também acabaram cortados das lutas contra Nordine Taleb e John Makdessi devido a problemas físicos e foram substituídos, respectivamente, por Shane Campbell e Chris Clements.

Veja Também

Confraternização de ‘sósias’ chama atenção em pesagem do UFC 186; luta pelo título é confirmada
Vídeo: assista à impressionante vitória de Rampage sobre Arona no PRIDE
Ingressos para superluta entre Mayweather e Pacquiao se esgotam em 60 segundos

Outro problema que anda em voga atualmente, o uso de substâncias ilegais no esporte, também não poupou o UFC 186. Escalado para enfrentar o queridinho canadense Rory MacDonald, o cubano Hector Lombard foi cortado do evento após ser flagrado em um exame antidoping. MacDonald, posteriormente, seria anunciado como próximo desafiante ao título dos meio-médios, em luta a ser realizada em julho, nos Estados Unidos.

Por fim, um embate judicial entre as duas maiores organização de MMA da atualidade, UFC e Bellator, por pouco não impediu a reestreia de Quinton Rampage Jackson no octógono. Alegando o descumprimento de seu acordo com o Bellator, Rampage rescindiu com o evento e assinou de novo com o Ultimate. Em seu retorno, ele foi escalado para encarar o brasileiro Fábio Maldonado.

Porém, a poucas semanas do duelo, uma liminar conseguida pelo Bellator anulou a rescisão de Rampage e o forçou a sair da luta. Para o lugar do ex-campeão, o Ultimate chegou a confirmar o nome de Steve Bossé, atleta que havia se aposentado recentemente. No entanto, em uma nova reviravolta no caso, a liminar desfavorável ao atleta foi suspensa e Quinton Jackson voltou ao card para enfrentar Maldonado, desta vez em um duelo em peso casado, já que não teria tempo suficiente para realizar todo o processo de corte de peso.

Luta principal terá sexta defesa de cinturão de Johnson

D. Johnson (foto) é o único campeão dos moscas na história do UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

D. Johnson (foto) é o único campeão dos moscas na história do UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

Com todos os problemas citados, a luta principal do UFC 186 acabou caindo no colo do campeão Demetrious Johnson, que fará sua sexta defesa de título na noite. O adversário de Johnson será o japonês Kyoji Horiguchi, uma das maiores promessas do MMA nipônico.

Bastante completo e capaz de nocautear, finalizar ou mesmo controlar por cinco assaltos seus adversários, Johnson, cujo retrospecto profissional é de 22 vitórias, duas derrotas e um empate, é um dos campeões mais dominantes do Ultimate na atualidade e está invicto desde que desceu para os pesos moscas, com sete vitórias e um empate.

Já Horiguchi, de apenas 24 anos, tem um impressionante cartel de 15 vitórias e somente uma derrota. O “Supernova”, como é conhecido, fez carreira no evento japonês Shotoo, do qual foi campeão dos galos antes de se transferir para o Ultimate. No octógono, foram quatro vitórias para o pupilo de Kid Yamamoto.

Promessa do Brasil, Thominhas estreia em pay-per-views

Thomas (foto) chega ao UFC após título no Legacy. Foto: Reprodução/Facebook

Thomas (foto) está invicto como profissional. Foto: Reprodução/Facebook

Com apenas 23 anos de idade, o paulistano Thominhas Almeida é uma das principais esperanças do Brasil para o futuro no octógono. O atleta da Chute Boxe está invicto no MMA profissional em 18 lutas e vem de vitória em sua estreia no Ultimate, sobre Tim Gorman em novembro do ano passado. Em Montreal, Thominhas fará sua primeira luta em um card de pay-per-view (da série numerada, os mais importantes da organização).

O adversário do brasileiro na luta que abre o card principal da noite será o experiente Yves Jabouin, de 35 anos. O haitiano naturalizado canadense tem um cartel profissional de 20 vitórias e nove derrotas e teve passagem pelo extinto WEC antes de chegar ao Ultimate em 2011. Na maior organização do planeta, seu retrospecto é de cinco vitórias e três derrotas.

Confira abaixo a ficha técnica completa do UFC 186:

DATA E HORÁRIO: 25/04/2015, a partir das 1915mh (Horário de Brasília);

LOCAL: Bell Centre, Montreal (Quebec), Canadá;

TRANSMISSÃO: Canal Combate (Card completo).

CARD PRINCIPAL

Peso mosca (até 57 kg): Demetrious Johnson x Kyoji Horiguchi.

Peso médio (até 84 kg): Michael Bisping x C.B. Dollaway;

Peso casado (97,5kg): Fábio Maldonado x Quinton “Rampage” Jackson;

Peso casado (até 70,3 kg): Shane Campbell x John Makdessi;

Peso galo (até 61,2 kg): Thomas Almeida x Yves Jabouin.

CARD PRELIMINAR

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Patrick Cote x Joe Riggs;

Peso galo (até 61,2 kg): Alexis Davis x Sarah Kaufman;

Peso leve (até 70,3 kg): Bryan Barbarena x Chad Laprise;

Peso leve (até 70,3 kg): Olivier Aubin-Mercier x David Michaud;

Peso meio-médio (até 77,1 kg): Chris Clements x Nordine Taleb;

Peso galo (até 61,2 kg): Valerie Letourneau x Jessica Rakoczy;

Peso palha (até 52,1 kg): Randa Markos x Aisling Daly.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments