UFC Vancouver: Demian Maia domina Condit, finaliza rápido e pede por cinturão

Brasileiro chegou a sexta vitória consecutiva ao finalizar, de forma impetuosa, o ex-campeão da categoria; Charles do Bronx cai diante de Anthony Pettis

Demian finalizou C. Condit no UFC Vancouver. Foto: Getty Images

Demian finalizou C. Condit no UFC Vancouver. Foto: Getty Images

O filme parece repetido: Demian Maia derruba o adversário, chega às costas e finaliza sem dificuldades. Foi exatamente isso que o brasileiro fez com o norte-americano Carlos Condit na luta principal do UFC Vancouver, evento realizado neste sábado (27), no Canadá.

Com o resultado, Demian chegou a vitória mais expressiva de sua carreira, foi as lágrimas e emplacou o sexto triunfo em série. A boa sequência fez o brasileiro exigir uma chance pelo cinturão dos meio-médios (até 77 kg.)

Veja Também

Vídeo: Assista à finalização de Demian Maia sobre Carlos Condit
Felipe Silva vence por nocaute e estreia no UFC com pé-direito
Vídeo: Assista aos melhores momentos de Anthony Pettis x Charles do Bronx

Além de Demian, o Brasil contou com dois representantes no show. Na segunda luta mais importante da noite, Charles do Bronx fez uma luta dura, mas acabou finalizado por Anthony Pettis, enquanto no card preliminar Felipe Silva estreou no UFC com o pé-direito. Ele nocauteou Shane Campbell no primeiro round.

Demian finaliza Condit

A luta entre Demian Maia e Carlos Condit marcava um duelo de estilos. O brasileiro procurava a luta de solo, enquanto o norte-americano o combate em pé.

Com receio de ser derrubado, Condit evitava de entrar no raio de ação e marcava a distância com chutes frontais, sem riscos ao brasileiro. Na primeira investida de Demian, o paulista segurou a perna do norte-americano e levou a disputa para solo.

Maia rapidamente dominou o rival, chegou à meia-guarda e às costas. Depois de passar os ganchos, Demian encaixou o mata-leão e forçou Condit e desistir da disputa com pouco mais de um minuto.

“Acho que são seis vitórias consecutivas, e este cara é um dos melhores lutadores do mundo, é um ex-campeão da categoria, nocauteia todo mundo. Tenho todo o respeito por ele, sabia que seria uma luta dura. Estou muito feliz e acho que agora enfim conquistei uma chance pelo título”, diz Demian.

Pettis finaliza Charles do Bronx, se recupera e pede por cinturão

Pettis derrotou Charles no UFC Vancouver

Pettis derrotou Charles no UFC Vancouver

Anthony Pettis prometeu e cumpriu. Após perder o cinturão dos leves e acumular três derrotas em série na categoria, o ‘Showtime’ desceu para a divisão dos penas e garantiu que ‘o show voltaria’. E foi exatamente isso que ele fez diante do brasileiro Charles do Bronx. Pettis mostrou todo seu arsenal de chutes e mesmo sem evitar as quedas do paulista, inverteu todas as posições e ainda finalizou a disputa com uma guilhotina.

O brasileiro, sabendo do perigo de lutar em pé contra Pettis, buscou a queda logo no primeiro segundo de disputa. Ele atacou as pernas do norte-americano, que se defendeu no primeiro momento, mas acabou derrubado na sequência.

No solo, Charles chegou até às costas de Anthony, mas o norte-americano inverteu a posição, saiu do solo e deu início ao show. Com dois chutes fortes nas costelas, o brasileiro caiu e sofreu com alguns socos do rival. Ainda sentindo os golpes, Oliveira tentou quedas de forma desesperada, mas sem sucesso. Do Bronx apenas lutou para continuar vivo na disputa ao final da primeira parcial.

No segundo round, Pettis começou melhor e conectou vários chutes no brasileiro. Mas Charles conseguiu encontrar uma queda depois de se esquivar de uma investida. Do Bronx chegou as costas, tentou encaixar o mata-leão, mas o norte-americano saiu do estrangulamento com muita facilidade e inverter a posição na sequência. Charles ainda conseguiu uma queda no final da parcial, mas sem tempo para golpear.

No terceiro round a história se repetiu. Charles tomou a iniciativa, conseguiu a queda e chegou rapidamente às costas. Porém, mais uma vez, perdeu a posição sem tentar o estrangulamento e permitiu que Pettis se levantasse. Na tentativa de derrubar Anthony mais uma vez, o brasileiro deixou o pescoço exposto e o ‘Showtime’ encaixou a guilhotina, forçando a desistência a 1m19s do terceiro round.

“Ele vendeu muito caro a derrota. Eu tive que me ajustar com o decorrer da luta. Eu sei que tenho habilidade, posso enfrentar qualquer um no chão ou em pé. Estou aqui por apenas uma coisa: o cinturão”, diz Pettis na entrevista pós-luta.

‘Queridinha do UFC’ vence e se recupera


A bela Paige VanZant está de volta. Depois de ser massacrada por Rose Namajunas, em dezembro, e participar do programa ‘Dança dos Famosos’ nos EUA, a loira conseguiu se recuperar do revés em grande estilo. VanZant travou um duelo de muita movimentação contra a australiana Bec Rawlings e encerrou a disputa de forma surpreendente.

Paige encontrou dificuldades no primeiro round. Apesar de boa movimentação, a norte-americana não encaixou seus golpes e sofreu com as investidas da rival. Porém, tudo mudou nos primeiros segundos do segundo assalto.

Assim que o duelo recomeçou, VanZant tirou um belo chute da cartola. Ela aplicou um golpe em dois tempos, com uma perna acertando a linha de cintura e a outra pegando em cheio no rosto da rival. Rawlings foi ao chão e com alguns socos no solo, o árbitro decretou o nocaute técnico.

Resultados do UFC Vancouver

CARD PRINCIPAL

Demian Maia finalizou Carlos Condit com um mata-leão a 1m52s do R1;

Anthony Pettis finalizou Charles do Bronx com uma guilhotina a 1m49s do R3;

Paige VanZant derrotou Bec Rawlings por nocaute técnico (chute e socos) a 17s do R2;

Jim Miller derrotou Joe Lauzon na decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28)

CARD PRELIMINAR

Sam Alvey derrotou Kevin Casey por nocaute técnico (socos) a 4m56s do R2;

Kyle Bochniak derrotou Enrique Barzola na decisão unânime dos juízes (29×28, 27×30, 29×28)

Alessio Di Chirico derrotou Garreth McLellan na decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28)

Felipe Silva derrotou Shane Campbell por nocaute técnico (socos) a 1m14s do R1;

Chad Laprise derrotou Thibault Gouti por nocaute técnico (socos) a 1m36s do R1;

Jeremy Kennedy derrotou Alex Ricci na decisão unânime dos juízes (30×27, 29×28, 30×27)

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments