UFC Orlando: Jéssica Bate-Estaca vence Torres, quebra recorde e fica perto do cinturão

Brasileira torna-se a mulher que mais venceu no UFC; Stephens anota a terceiro triunfo seguido na luta principal

Jéssica vence Torres e fica próxima do cinturão. Foto: Reprodução / Facebook UFC

Apesar de não ter sido escalada como a luta principal do UFC Orlando, o duelo entre Jéssica Bate-Estaca e Tecia Torres era o mais relevante do evento, com a número dois e número cinco do peso palha em ação. Ao final de 15 minutos de disputa, melhor para a brasileira, que deu mais um passo rumo a uma nova chance de desafiar o cinturão da categoria.

Veja Também

Vídeo: Assista à vitória de Jéssica Bate-Estaca sobre Tecia Torres no UFC Orlando
UFC Orlando: Rani finaliza Doane e dedica vitória a mãe falecida: ‘Obrigado por tudo’
Barão é dominado por Kelleher e se complica no UFC

A luta

Torres começou melhor no combate. Com um bom índice de golpes conectados, ela aproveitou momentos de afobação de Jéssica para acertar o rosto da brasileira com consistência. No final da parcial, a ex-desafiante conseguiu uma queda, mas não teve tempo para virar o round.

O cenário mudou nos assaltos seguintes. Com um jogo de pressão muito forte, Jéssica caçou Tecia pelo octógono e distribuiu quedas de grande amplitude. No solo, o ground and pound foi a principal arma da brasileira, além de boas transições. Mais forte e provavelmente mais pesada, Bate-Estaca desgastou a rival, que não teve forças para reagir. Dois 29-28 e um 29-27 foram os placares dos juízes oficiais, confirmando a vitória de Jéssica por decisão unânime.

O resultado tem um duplo significado para a brasileira: além de deixá-la como provável próxima opção de desafiante da divisão, agora Jéssica é a recordista de vitórias entre todas as categorias femininas da história do UFC, com nove triunfos, um a mais que a campeã dos galos, Amanda Nunes, e que a ex-campeã dos palhas, Joanna Jedrzejczyk.

Stephens vence Emmett na luta principal

Na luta principal em Orlando, Jeremy Stephens anotou mais um nocaute brutal em sua campanha de recuperação no peso pena. A vítima da vez foi Josh Emmett, que vinha em ascensão após bater Ricardo Lamas.

Pela segunda vez seguida, Stephens começou mal e precisou se reorganizar durante o combate. No primeiro round, Emmett mandou o rival a knockdown contragolpeando um uppercut de Stephens com um belo gancho de direita. Jeremy se recuperou rapidamente, mas não conseguiu virar o round.

Stephens voltou menos afobado, mas com agressividade necessária para mudar os rumos da luta. Ele não precisou de mais de um minuto para mandar o oponente à lona com uma forte canhota. Uma série de cotoveladas e socos contra um combalido Emmett deram contornos finais ao combate.

Ainda houve um momento de polêmica na reta final. Na ânsia de acabar com a luta, Stephens lançou uma joelhada que atingiu a cabeça de Emmett de raspão. O problema é que o adversário tinha quatro apoios, o que não é permitido nem mesmo nas novas regras, seguidas pela Comissão Atlética da Flórida para o UFC Orlando. Como o árbitro não percebeu a infração, Stephens conseguiu o nocaute técnico na sequência.

“Obrigado, Orlando, vim aqui para festejar! Agora a gente sabe quem é o cara mais duro da categoria dos penas. Sem nenhum desrespeito ao Emmett, mas você não pode me quebrar. Tive altos e baixos na minha carreira, mas nunca desisti. Dana, me dê a chance de disputar o cinturão. Só tem três caras na minha frente! Eles podem correr, mas não podem se esconder”, pediu Stephens

Resultados do UFC Orlando:

CARD PRINCIPAL

Peso pena (até 65,7kg): Jeremy Stephens derrotou Josh Emmett 1m35s do R1

Peso palha (até 52,1kg): Jéssica Bate-Estaca derrotou Tecia Torres na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-27, 29-28)

Peso meio-pesado (até 93,0 kg): Ilir Latifi finalizou Ovince St-Preux com uma guilhotina a 3m38s do R1;

Peso Meio-Médio: Max Griffin derrotou Mike Perry na decisão unânime (29-27, 29-27, 30-27);

Card Preliminar

Peso Galo: Brian Kelleher derrotou Renan Barão na decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28);

Peso Galo: Marion Reneau finalizou Sara McMann com um triângulo a 3:40 do R2;

Peso Palha: Angela Hill derrotou Maryna Moroz na decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27);

Peso Meio-Médio: Alan Jouban derrotou Ben Saunders por nocaute (socos) a 2:38 do R2;

Peso Meio-Pesado: Sam Alvey derrotou Marcin Prachnio por nocaute técnico (socos) aos 4:23 do R1;

Peso Galo: Rani Yahya finalizou Russell Doane com um katagatame aos 2:32 do R3;

Peso Mosca: Alex Perez derrotou Eric Shelton na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso Galo: Manny Bermudez finalizou Albert Morales com uma guilhotina aos 2:33 do R2

Notícias relacionadas