UFC 222: Ketlen Vieira vence Cat Zingano e pede chance por cinturão

Lutadora brasileira que está invicta no MMA com 10 vitórias, emplacou o quarto triunfo no UFC ao bater Cat Zingano e já mira no cinturão de Amanda Nunes

Ketlen vence e fica próxima do cinturão. Foto: Facebook / Twitter ufc_brasil

Ketlen Vieira conquistou a vitória mais importante de sua carreira na noite deste sábado (03). Em ação na abertura do card principal do UFC 222, em Las Vegas (EUA), a brasileira subiu no octógono com a costela fraturada e mesmo assim não tomou conhecimento de Cat Zingano, sexta no ranking da divisão de galos (até 61,2 kg.). A amazonense abusou das quedas e do domínio no solo para derrotar a norte-americana na decisão dos juízes. Ao final da disputa, ela pediu pela chance de cinturão, atualmente em posse da compatriota Amanda Nunes.

Veja Também

UFC 222: Cyborg atropela russa, defende cinturão e aceita desafio de Amanda Nunes
Vídeo: Assista à vitória de Cris Cyborg sobre Yana Kunitskaya no UFC 222
UFC 222: ‘Nova Ronda’, Mackenzie Dern sofre para vencer na estreia

“Eu quero o cinturão! Vim aqui com a costela fraturada, tomando anti-inflamatório, mas queria mostrar a força do Norte e quero lutar pelo cinturão”, pediu Ketlen Vieira ainda no octógono.

A luta

Após o clima quente na pesagem, quando as lutadoras quase começaram a luta com um dia de antecedência, Zingano tentou pressionar logo nos primeiros segundos. Ela partiu pra cima com chutes na linha de cintura e tentou abalar Vieira. Mas a brasileira evitou os ataques, tomou o centro do cage e passou a dominar a parcial. Perto do final do primeiro round, Ketlen conseguiu uma linda queda e e terminou o assalto por cima.

Zingano iniciou o segundo round tentando pressionar, como havia feito no começo da luta. Mas a brasileira aplicou uma linda queda no contragolpe, em um ataque de judô e levou a disputa para o solo. Ketlen já caiu na meia-guarda, mas a norte-americana travou bem as investidas de Vieira. A amazonense tentou de todas as formas avançar para a montada, depois para às costas, mas sem sucesso. Zingano ainda arriscou uma Kimura nos segundos finais, mas a brasileira se defendeu bem.

Perdendo nas papeletas dos juízes, Zingano partiu para o tudo ou nada no terceiro round. Porém, Ketlen novamente aproveitou a brecha deixada pela rival e conseguiu a queda. No entanto, dessa vez, ela não manteve a norte-americana no solo, que se levantou rápido. Na segunda metade da parcial, Cat foi com tudo pra cima e conectou duras joelhadas contra Vieira no clinch. No minuto final, Zingano pressionou ainda mais: Ela jogou mais cruzados e chutes em busca do nocaute, mas a amazonense se fechou bem.

“Sabia que ia ser uma luta muito difícil, porque a Cat Zingano é uma lutadora extraordinária, sou fã dela. Fiquei muito triste em ver ela chorando, pois é um ícone do MMA mundial. Pedi desculpas por ter perdido a cabeça ontem (na pesagem do evento). Mas aqui é Norte: mexeu, pegou”, afirmou Ketlen.

Ortega surpreende Edgar e deve ganhar chance contra Holloway

Brian Ortega fez história no UFC 222. O norte-americano, de apenas 26 anos, é o primeiro homem a nocautear Frankie Edgar, que só havia perdido em lutas na decisão. Com o triunfo, ele deve garantir a chance de desafiar o campeão Max Holloway pelo cinturão dos penas.

Com menor envergadura, Edgar fez aquilo que está habituado. O ex-campeão dos leves trabalhou com velocidade, entrando e saindo do raio de ação. Frankie conectou os melhores golpes em Ortega, que não conseguia responder. Porém, em um raro contragolpe, a revelação da categoria mostrou porque foi convocado em cima da hora para substituir o lesionado Max Holloway.

Edgar tentou derrubar, mas Ortega travou a entrada e conectou uma cotovelada de encontro. O golpe fez Frankie dobrar o joelho. Na sequência ele ainda encaixou um upper direto do queixo que fez o ex-campeão cair. Brian ainda acertou mais dois golpes no solo para o árbitro encerrar a disputa e decretar o nocaute técnico.

Resultados do UFC 222

CARD PRINCIPAL

Peso pena: Cris Cyborg derrotou Yana Kunitskaya por nocaute técnico a 3m25s do R1

Peso pena: Brian Ortega derrotou Frankie Edgar por nocaute a 4m44s do R1

Peso galo: Sean O’Malley derrotou Andre Soukhamthath na decisão unânime dos juízes (29-27, 29-27, 29-28)

Peso pesado: Andrei Arlovski derrotou Stefan Struve na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso galo: Ketlen Vieira derrotou Cat Zingano na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

CARD PRELIMINAR

Peso palha: Mackenzie Dern derrotou Ashley Yoder na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso leve: Alexander Hernandez derrotou Beneil Dariush por nocaute a 42s do R1

Peso galo: John Dodson derrotou Pedro Munhoz na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 30-27)

Peso médio: CB Dollaway derrotou Hector Lombard por desclassificação a 5m do R1

Peso meio-médio: Zak Ottow derrotou Mike Pyle por nocaute técnico a 2m34s do R1

Peso galo: Cody Stamann derrotou Bryan Caraway na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso meio-pesado: Jordan Johnson  derrotou Adam Milstead na decisão unânime dos juízes (29-28, 27-30, 29-28)

 

 

Notícias relacionadas