Marlon Moraes é azarão na luta principal do UFC Utica

Brasileiro fará a luta principal do evento contra o norte-americano Jimmie Rivera

M. Moraes é azarão para luta principal do UFC Utica. Foto: Reprodução / Facebook UFC

A noite desta sexta-feira (01) também é de lutas. O UFC Fight Night Utica traz como atração o duelo entre os pesos galos Jimmie Rivera e Marlon Moraes. O combate pode definir o próximo desafiante ao cinturão da categoria de até 62,1kg, mas. pelo menos antes do duelo, o brasileiro é azarão na disputa contra o norte-americano.

De acordo com a cotação da Oddshark, Rivera tem uma pequena vantagem sobre Marlon nas cotações. A expectativa é por muito mais equilíbrio, apesar da contrariedade de Jimmie. O norte-americano, que é o quarto colocado no ranking dos pesos galo, não se conforma com a presença de Marlon Moraes no top-5, e muito menos com a escolha do brasileiro para ser o seu adversário. Na sua opinião, o ex-campeão do WSOF ainda não fez por merecer toda a atenção que vem recebendo.

“Eu não acho que ele mereça”, disse Rivera ao site Fansided. “Ele tem 2 vitórias e 1derrota e, ele mesmo disse, foi um nocaute de sorte (sobre Aljamain Sterling). Ele estava indo para um chute na cabeça e quando seu joelho estava chegando, Sterling estava indo para a queda. Eu não acho que ele mereça. É ruim entrar em uma divisão onde fui campeão em três organizações diferentes, defendi várias vezes,  e ele vir do World Series of Fighting e conseguir um cara top-five logo de cara.”

Alheio à polêmica, Marlon Moraes chega com moral após duas vitórias consecutivas, e tem todas as condições de buscar a terceira. Aos 30 anos, ele é um lutador experiente, dono de um cartel de 20 vitórias, cinco derrotas e um empate.

Porém, o impressionante histórico do norte-americano lhe confere um ligeiro favoritismo. Rivera está há quase 10 anos invicto, a única derrota de sua carreira aconteceu no Ring of Combat 22, em novembro de 2008, quando foi superado pelo seu compatriota Jason McLean em decisão divida. Três de suas últimas quatro lutas foram contra brasileiros, e ele levou a melhor sobre Pedro Munhoz, Iuri Alcântara e Thomas Almeida, sempre por decisão unânime.

De acordo com o Oddshark, se Moraes conseguir quebrar esta sequência, o apostador embolsará R$ 1,90 por cada real investido. Resultado mais provável, a vitória de Rivera pagará R$ 1,83/R$ 1,00.

 Gregor Gillespie x Vinc Pichel

A luta co-principal, envolvendo os pesos-leve Gregor Gillespie e Vinc Pichel, é parece ser uma barbada do card. Gillespie é um dos lutadores mais promissores de sua geração, e com um cartel de 11 vitórias e nenhuma derrota, caminha a passos largos para chegar ao top 5 da divisão. Pelo UFC, estreou vencendo Glaico França no Fight Night de Brasília, em setembro de 2016, e desde então já superou Andrew Holbrook, Jason Gonzalez e Jordan Rinaldi, sempre por nocaute ou finalização.

Pichel se notabilzou ao disputar a final do TUF contra Rustam Khabilov em 2012, naquela que foi a única derrota de sua carreira até aqui. O norte-americano é um exímio kickboxer que busca sempre o nocaute (obteve oito de suas dez vitórias desta forma), e tem a maior envergadura como aliada para tentar surpreender. Contudo, encontra dificuldades para manter uma regularidade devido às seguidas contusões, e jamais atingiu o nível de excelência do seu adversário.

Uma vitória de Pichel será uma enorme surpresa, recompensada com uma cota de R$ 4,50 por cada real apostado. O investimento em Gillespie oferece mais segurança, e um retorno de 20%. 

Walt Harris x Daniel Spitz

Neste duelo de gigantes pela divisão dos pesos-pesados, teremos de um lado o experiente Walt Harris, de 1,96 cm, e do outro, Daniel Spitz, 2,01 cm, que ainda dá seus primeiros passos no UFC.

A luta tem pesos diferente pra cada um dos atletas. Spitz estreou na franquia perdendo para Mark Godbeer no UFC 209, mas venceu sua luta seguinte, contra Anthony Hamilton, e mesmo que venha a ser novamente derrotado em Nova York, não corre o risco de sofrer uma dispensa. Harris, por outro lado, vem de revéses para Fabrício Werdum e Mark Godbeer, e sabe que um novo fracasso poderá ser a gota d’água para a sua saída.

Acostumado a tirar proveito de sua envergadura, esta será uma rara ocasião em que Harris enfrentará um oponente ainda mais alto. O ex-jogador de basquete, no entanto, ainda leva vantagem nos quesitos força física e agilidade, o que o torna amplamente favorito, com um retorno de R$ 1,29/R$ 1,00, enquanto uma eventual vitória de Spitz pagará uma bolada de R$ 3,55 por cada real apostado, de acordo com os números do Oddsshark

 

UFC Utica: 1º de junho de 2018, Nova York (EUA)

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília)

  • Peso-galo: (R$ 1,83) Jimmie Rivera x Marlon Moraes (R$ 1,90)
  • Peso-leve: (R$ 1,20) Gregor Gillespie x Vinc Pichel (R$ 4,50)
  • Peso-pesado: (R$ 1,29) Walt Harris x Daniel Spitz (R$ 3,55)
  • Peso-meio-médio: (R$ 1,57) Jake Ellenberger x Ben Saunders (R$ 2,45)
  • Peso-pena: (R$ 1,54) Julio Arce x Daniel Teymur (R$ 2,50)
  • Peso-meio-pesado: (R$ 2,10) Gian Villante x Sam Alvey (R$ 1,71)

CARD PRELIMINAR (19h30, horário de Brasília)

  • Peso-mosca: (R$ 1,62) Sijara Eubanks x Lauren Murphy (R$ 2,30)
  • Peso-leve: (R$ 3,30) Nik Lentz x David Teymur (R$ 1,33)
  • Peso-meio-médio: (R$ 1,25) Belal Muhammad x Chance Rencountre (R$ 4,00)
  • Peso-leve: (R$ 1,35) Desmond Green x Gleison Tibau (R$ 3,20)
  • Peso-palha: (R$ 1,71) Jessica Aguilar x Jodie Esquibe (R$ 2,10)
  • Peso-galo: (R$ 3,25) Johnny Eduardo x Nathaniel Wood (R$ 1,35)
  • Peso-mosca: (R$ 2,55) Jarred Brooks x Jose Torres (R$ 1,52)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário