Junior Cigano é favorito contra Tai Tuivasa no UFC Adelaide

Ex-campeão dos pesados tem cotacão de 1.62 contra 2.30; Por outro lado, Shogun é azarão na disputa contra Tyson Pedro

J. Cigano (esq.) e T. Tuivasa (dir.) fazem luta principal. Foto: Montagem SL/MMA Press

O país dos cangurus é o próximo destino da turma do octógono, e o UFC Adelaide, que será realizado na Austrália a partir das 22h (de Brasília) deste sábado (1º), é uma atração imperdível para os fãs das lutas. O Brasil contará com uma nova presença que promete bastante interesse: Júnior Cigano vai encarar o invicto australiano Tai Tuivasa, enquanto Mauricio Shogun mede forças contra outro lutador da casa, Tyson Pedro, que certamente contará com todo o apoio do público da casa. Por fim, Wilson Reis, ex-desafiante ao cinturão dos moscas, vai encarar o americano Ben Nguyen.

A presença de peso dos lutadores brasileiros é um convite e tanto a quem pretende acompanhar o UFC Adelaide também apostando nos combates que vão ser realizados no card preliminar e principal. Não tem experiência e não sabe como começar? “Relax”, como responderia um australiano lá de Adelaide. Explicamos tudo a partir de agora.

Como faço para apostar?  

Quem nunca apostou não precisa se preocupar. É fácil, uma verdadeira moleza, ver as lutas e buscar os seus primeiros lucros com segurança: basta entrar no OddsShark.com, um site parceiro que é dos mais respeitados deste ramo em todo o mundo, escolher uma casa de apostas e criar uma conta. É muito simples, como criar um login em qualquer outro ramo da internet atual.

Uma vez efetuado o cadastro e inserido os créditos, é só ficar de olho nas opções mais rentáveis, incluindo uma infinidade de combinações. As lutas são as opções mais simples do mundo das apostas. Não tem como errar. É escolher quem vai ganhar e em que assalto o combate vai acabar.

Mas antes de destrinchar as lutas dos brasileiros no UFC Adelaide, é essencial ressaltar a necessidade de que cada um deve estudar o evento em detalhes. Afinal, não dá para sair queimando dinheiro por aí, e o fato de usar uma casa de apostas hospedada na internet não deve mudar em nada o cuidado ao se fazer os investimentos nos combates.

No caso do UFC, as dicas básicas são a análise do retrospecto de cada um dos lutadores e a busca pelo noticiário sempre atualizado para saber lesões ou demais limitações que possam mudar a perspectiva do investimento. O mundo das apostas está em franco crescimento em todo o mundo, e no Brasil não é diferente. Vale demais a pena tentar usar o conhecimento sobre tudo o que acontece no octógono na possibilidade de reforçar o caixa, especialmente neste fim de mês – e o que é ainda mais importante, neste fim de ano.

E quais os lucros?

O “main event” da noite promete ser quente, e, segundo as casas de apostas, o favoritismo é todo de Júnior Cigano diante do australiano Tai Tuivasa. O brasileiro paga R$ 1,62 a cada R$ 1,00 investido em sua vitória, enquanto Tuivasa devolve R$ 3,25/R$ 1,00. Um exemplo? Quem apostar R$ 10,00 na vitória de Cigano e ver o resultado se concretizar pode receber R$ 16,20. Quanto mais se aposta, mais se ganha, é a lógica correspondente.

O combate, não custa reforçar, vale pelo peso pesado. Tanto Cigano quanto Tuivasa são lutadores de buscar o nocaute, o que promete uma luta eletrizante do começo ao fim. No que diz respeito às apostas, é claro que as cotações simples se desmembram em muitas outras. As opções são de tirar o fôlego, para desafiar o conhecimento de qualquer um. Há, por exemplo, alternativas para se lucrar com o método de vitória (se nocaute, nocaute técnico ou decisão dos árbitros), em que assalto a luta termina e muito mais.

Para deixar tudo ainda mais acirrado neste fim de semana, Tuivasa fez pesadas críticas a Cigano por ele ter sido pego no exame antidoping – mas o brasileiro conseguiu ser absolvido ao comprovar contaminação. Os dois agora vão poder resolver as suas diferenças cara a cara neste sábado.

Como citamos, outros dois brasileiros subirão ao octógono montado no Adelaide Entertainment Center. Pelo peso meio-pesado, Mauricio Shogun paga R$ 4,50/R$ 1,00 caso vença Tyson Pedro, que é bem favorito e devolve R$ 1,22 a cada R$ 1,00 apostado. O combate será o duelo dos lutadores que tentam a volta por cima. Shogun vem de derrota por nocaute para Anthony Smith, e a promessa local Pedro também busca reabilitação após perder para Ovince Saint Preux.

Pelo peso mosca, Wilson Reis tem uma parada difícil diante do americano Ben Nguyen, em um dos combates mais parelhos do card. O brasileiro paga R$ 2,10/R$ 1,00, enquanto Nguyen devolve R$ 1,72/R$ 1,00. Reis é um ex-desafiante ao cinturão e atual oitavo colocado no ranking da categoria, e busca a reação contra um rival que está à sua altura, pois Nguyen é o décimo da divisão. Para deixar tudo ainda mais tenso, Reis perdeu as três últimas no UFC – a mais recente delas foi em abril, contra John Moraga. Já Nguyen foi finalizado por Jussier Formiga em fevereiro.

O card deste sábado na Austrália tem as seguintes cotações, segundo o OddsShark.com:

Júnior Cigano (R$ 1,62) x Tai Tuivasa (R$ 2,30)

Mauricio Shogun (R$ 4,50) x Tyson Pedro (R$ 1,22)

Mark Hunt (R$ 2,00) x Justin Willis (R$ 1,80)

Jake Matthews (R$ 1,80) x Tony Martin (R$ 2,00)

Suman Moktharian (R$ 5,00) x Sodiq Yussuf (R$ 1,18)

Jim Crute (R$ 1,40) x Paul Craig (R$ 3,00)

Yushin Okami (R$ 3,50) x Alexey Kunchenko (R$ 1,30)

Wilson Reis (R$ 2,10) x Ben Nguyen (R$ 1,72)

Keita Nakamura (R$ 1,53) x Salim Touhari (R$ 2,62)

Elias Garcia (R$ 3,75) x Kai Kara-France (R$ 1,28)

Mizuto Hirota (R$ 3,75) x Christian Giagos (R$ 1,28)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments