Treinador de Jones projeta lutas com Thiago Marreta e Johnny Walker

Brandon Gibson, técnico de Jon Jones, colocou os brasileiros como próximos da chance de desafiar o campeão dos meio-pesados

J. Jones (cen.) pode enfrentar J. Walker (esq.) e T. Marreta (dir.) no futuro. Foto: Montagem SL/MMA Press

Envolvido com problemas de doping, vício em drogas e com a Justiça dos EUA, Jon Jones fez apenas uma luta entre maio de 2016 e novembro de 2018. Mas desde que ganhou a liberação para voltar a competir, o lutador quer recuperar o tempo perdido. Ele reconquistou o cinturão dos meio-pesados, diante de Alexander Gustafsson, em dezembro, e fez sua primeira defesa de título contra Anthony Smith no início deste mês. Agora o foco, do atleta se vira para os brasileiros Thiago Marreta e Johnny Walker.

Veja Também

Anthony Johnson afirma que deixaria aposentadoria para lutar contra Jon Jones
Presidente do UFC coloca Thiago Marreta na linha pelo cinturão: ‘Adoraria vê-lo lutar com Jon Jones’

Em entrevista ao programa norte-americano The MMA Hour, o técnico de ‘Bones’, Brandon Gibson, afirmou que está de olho nas revelações brasileiras. Segundo ele, Marreta e Walker podem ameaçar o reinado de Jones nos meio-pesados.

“Quando o Jones começou, era meio que o reinado antigo das lendas do Pride: (Maurício) Shogun, (Quinton) Rampage, Vitor (Belfort), tinham muitos ídolos para a gente superar. Mas agora a lenda é o Jones e esses caras novos estão vindo atrás de nós, caras como Johnny Walker, Thiago Santos (Marreta). É legal estar nessa posição agora”, disse.

Após a transição para os pesos meio-pesados, Thiago embalou três vitórias seguidas e deve ser o próximo desafiante ao título. O presidente do Ultimate, Dana White projetou o duelo entre Marreta e Jones em coletiva de imprensa após UFC Praga, realizado em fevereiro.

“Foi isso que o Dana deu a entender na coletiva de imprensa (que Marreta deve ser o próximo desafiante). Ele (Marreta) vive ótimo momento. Ele é um meio-pesado muito poderoso. Tenho certeza que (essa luta) intriga muitos fãs, e eu gosto que tenha sangue novo na divisão dos meio-pesados”, analisou o técnico.

Gibson mostrou-se impressionado com as performances do fluminense Johnny Walker no Ultimate. Ele o apontou como adversário de ‘Bones’ no futuro.

“Esse garoto é impressionante, explosivo. Vi um dado impressionante de que ele só lançou 30 golpes combinados em sua trajetória no UFC, então a média de nocaute dele é quase um a cada nove golpes, impressionante. Definitivamente estamos de olho nele. Ele é carismático, engraçado, tem um estilo criativo. É uma luta que se encaminha no horizonte, tenho certeza”, concluiu.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário