Niko Price mostra gratidão e reverencia ídolo Donald Cerrone: ‘Quero ser como ele’

Luta entre os atletas terminou empatada, mas 'Hybrid' não lamenta o resultado e aceita enfrentar o veterano novamente

N. Price (dir.) reverencia ídolo D. cerrone (esq.). Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Por mais que o UFC Las Vegas 11 tenha sido palco de uma rivalidade pesada entre Colby Covington e Tyron Woodley, também rendeu bons momentos. Na segunda luta mais importante do evento, Donald Cerrone e Niko Price empataram em duelo que confirmou a expectativa e agradou o público. No entanto, melhor que o confronto, só a reação de Price.

Na coletiva de imprensa pós-show, o norte-americano acredita que venceu o combate, mas preferiu enaltecer o veterano, que é um de seus ídolos no MMA. ‘The Hybrid’ aproveitou para se desculpar pelas dedadas nos olhos e surpreendeu ao revelar que não acreditava ser capaz de competir contra uma lenda do esporte.

Veja Também

Insano como sempre, Justin Gaethje promete fazer Khabib Nurmagomedov sangrar no UFC 254
Reserva imediato no UFC 254, Chandler analisa luta entre Nurmagomedov e Gaethje, válida pelo cinturão do peso leve
Confiante após nocautear Tyron Woodley, Colby Covington provoca Jorge Masvidal: ‘Sou o pai dele’
Borrachinha muda tom ao falar de Adesanya: ‘Ou é um grande ator ou é um cara legal mesmo’
Adesanya explica encontro com Borrachinha e nega clima amistoso: ‘Fui checar sua energia’

“Acho que venci a luta, mas meus dedos cresceram um pouco e me senti mal por isso. Foi o desejo de enfrentar uma lenda. Quando acertei os olhos de Cerrone pensei “oh, não!” e me senti mal. Briguei comigo mesmo. Não tive má intenção. Meu objetivo é acertar o rosto do adversário e não os olhos. Pensei que iria nocautear logo no início, mas ele resistiu. Foi muito divertido. Nunca vou me esquecer dessa luta. Quando soube que Cerrone viria para os meio-médios, imediatamente, quis lutar contra ele e não sabia que conseguiria, porque eu não estava nesse nível de atuação. Fico feliz por ter conseguido!”, disse Price.

Como não houve vencedor, o atleta informou que aceitaria uma nova luta contra seu ídolo e, emocionado, disse que gostaria de ser o Cerrone da nova geração.

“100% aceito! Eu cresci assistindo Cerrone lutar. Minha carreira é inspirada nele e queria ser ele. Só não bebo. Mostramos fairplay e respeito. Nos cumprimentamos em todos os rounds e nos abraçamos no terceiro. Eu nunca abraço um homem que quero socar no terceiro round, porque, normalmente, o mato! Mas estamos falando de Cerrone! Ele sorria e eu adorei. Essa luta foi gloriosa para mim! Ele está no MMA há bem mais tempo do que eu. Cerrone deve ter o triplo de lutas que eu tenho. O que ele fizer, estarei apoiando. Cerrone é O cara e adoraria ser o próximo ‘Cowboy’, com meu próprio estilo”, finalizou.

A luta contra Donald Cerrone foi a segunda de Niko Price em 2020. Anteriormente, o lutador havia sido nocauteado por Vicente Luque, em maio. Apesar de inconstante no UFC ‘The Hybrid’ é um dos atletas mais empolgantes e carismáticos da organização, pois seu estilo de luta agrada os fãs tanto nas vitórias quanto nas derrotas.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments