Ponzinibbio vence 'guerra' no octógono e quebra invencibilidade de promessa no UFC Vegas 28 | SUPER LUTAS

Ponzinibbio vence ‘guerra’ no octógono e quebra invencibilidade de promessa no UFC Vegas 28

Contra Miguel Baeza, argentino supera duro rival por pontos e volta a vencer no Ultimate após mais de dois anos

S. Ponzinibbio venceu uma batalha contra M. Baeza no UFC Las Vegas 28. Foto: Reprodução/Instagram

Uma luta pare entrar para a história. No card principal do UFC Las Vegas 28, Santiago Ponzinibbio e Miguel Baeza deram um verdadeiro show no octógono. Em confronto marcado pela trocação franca, o argentino mostrou raça e conseguiu superar as dificuldades diante de um adversário invicto, até então. Ao fim de três rounds, o ex-TUF foi declarado vencedor na decisão unânime dos juízes.

Veja Também

O resultado significa mais do que apenas mais uma vitória no cartel de Santiago. Com o triunfo sobre Baeza, o argentino volta a ter um resultado positivo após mais de dois anos. Com lesões frequentes, o atleta ficou fora de ação do fim de 2018 ao início de 2021. Em seu retorno, o ‘Argentino Gente Boa’ acabou duramente nocauteado por Li Jingliang.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Agora, Ponzinibbio, que já figurou na elite dos meio-médios (até 77kg.), volta a sonhar com o topo da categoria, que, hoje, é liderada por Kamaru Usman. Emocionado após o confronto, o atleta, ainda no octógono, desabafou sobre a grande conquista.

“Fiquei 26 meses sem lutar. (…) Na última luta, fui pego com um golpe. (…) No primeiro round, eu só estava aquecendo”, disse o argentino antes de ser direto ao ser questionado sobre os duros chutes sofridos na perna. “Minha perna? Eu não me importo. (…) Eu estive no hospital, recebendo antibióticos (na veia). (…) O médico falou que talvez eu voltaria a lutar. Você acha que me importo com a minha perna? Ele (Baeza) precisaria me matar (para vencer)”, desabafou.

Com o triunfo, Ponzinibbio retoma a boa fase e soma oito vitórias nas últimas nove lutas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mesmo derrotado, Baeza mostrou muita qualidade diante do argentino. Com 28 anos, a promessa acabou derrotado pela primeira vez na carreira. Antes o combatente somava 10 vitórias consecutivas.

A luta

Ponzinibbio começou o duelo de forma agressiva, tentando pressionar o adversário com golpes próximos à grade. Baeza tentava manter o argentino afastado com chutes baixos. O norte-americano tentava ‘tirar’ a base de Santiago, mas o atleta seguia perseguindo o oponente pelo octógono. Nos segundos finais, Miguel cresceu no embate e conectava seguidos jabs e diretos no rosto de Ponzinibbio. Santiago tentou responder com um chute alto, mas o atleta recebeu um contra-ataque com um chute baixo e um direto, que balançou o lutador. Perto do fim da etapa, o argentino respondeu às combinações do oponente, atacando com uma sequência de socos, mas não havia mais tempo.

Na segunda etapa, Miguel seguiu apostando nos chutes baixos. Os ataques passaram a incomodar o argentino, que passou a balançar a cada investida. Os minutos passavam e Baeza continuava fazendo valer sua maior envergadura, conectando os golpes mais contundentes. Mesmo em desvantagem, o argentino mostrava perigo nos contragolpes, com diretos e jabs. O duelo passou a ser duelado de forma franca, com os atletas trocando ataques no centro do octógono. Ao contrário do primeiro assalto, Santiago se soltou nos minutos finais, enquanto Miguel economizava nos golpes. Ponzinibbio seguia pontuando com jabs, que entravam limpos no rosto do oponente, mas o cronômetro zerou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O último round começou com Santiago tentando furar o bloqueio de Baeza com jabs. O norte-americano aparentava estar mais cansado e o argentino tentava se aproveitar. O confronto seguia disputado de forma intensa. A todos os ataques, havia resposta imediata de um dos atletas. Na metade do assalto, Miguel atacou com uma sequência de direto e chute baixo, mas o argentino respondeu na mesma moeda. Próximo ao minuto final, os lutadores aceitaram a trocação franca no centro do octógono. Com troca de socos limpos, os combatentes não se rendiam e tentava o nocaute a todo custo. Nos segundos finais, a ‘guerra’ seguiu, mas não havia mais tempo.

Tybura suporta inicial castigo e vira sobre Harris

M. Tybura nocauteou W. Harris no UFC Las Vegas 28. Foto: Reprodução/Instagram

Uma grande virada marcou a luta co-principal do UFC Las Vegas 28. No confronto entre pesados (até 120,2kg.), Marcin Tybura suportou um verdadeiro castigo imposto por Walt Harris no começo do primeiro round. O polonês, no entanto, não se entregou e conseguiu impor seu jogo diante do adversário. Após se recuperar dos duros ataques do rival, o combatente se encontrou e encontrou um nocaute no fim da etapa.

A virada começou depois que Marcin defendeu um chute desferido por Walt e levou o confronto para o chão. Em posição de dominância, Tybura passou a desferir os melhores golpes. Com o oponente de frente para o chão, o polonês passou a agredir com socos na cabeça, até que o árbitro decidiu interromper a luta, já que Harris não apresentava reação.

Com o triunfo, Tybura confirmou a boa fase na organização. Agora, são cinco triunfos consecutivos. O atleta também deve assumir a oitava posição no ranking, antes dominada pelo adversário.

A derrota de Walt complicou a situação do peso pesado na organização. Agora, o atleta soma três resultados negativos.

Resultados do UFC Las Vegas 28

CARD PRINCIPAL

Peso pesado (até 120,2kg): Jairzinho Rozenstruik derrotou Augusto Sakai por nocaute a 4m59s do R1

Peso pesado (até 120,2kg):  Marcin Tybura derrotou Walt Harris por nocaute técnico a 4m06s do R1

Peso médio (até 83,9kg): Roman Dolidze derrotou Laureano Staropoli na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-médio (até 77,1kg):  Santiago Ponzinibbio derrotou Miguel Baeza na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio (até 83,9kg): Gregory Rodrigues derrotou Dusko Todorovic na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Peso mosca (até 56,7kg):  Montana de la Rosa derrotou Ariane Lipski por nocaute técnico a 4m27s do R2

CARD PRELIMINAR

Peso pesado (até 120,2kg): Ilir Latifi derrotou Tanner Boser na decisão dividida dos juízes (29-28, 27-29, 29-28)

Peso meio-médio (até 77,1kg): Muslim Salikhov derrotou Francisco Massaranduba na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso pena (até 65,7kg): Kamuela Kirk venceu Makwan Amirkhani por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)

Peso Leve (até 70,3kg): Alan Nuguette x Mason Jones terminou em No Contest (Sem Resultado) por um dedo no olho de Jones em Nuguette a 40seg. do R2

Peso Mosca (até 56,7kg): Manon Fiorot derrotou Tabatha Ricci por nocaute técnico a 3m do R2

Peso Pena (até 65,7kg): Sean Woodson derrotou Youssef Zalal na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Peso Leve (até 70,3kg): Claudio Puelles derrotou Jordan Leavitt na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments