Sean O'Malley dá show e aplica surra histórica em adversário escolhido de última hora para o UFC 264 | SUPER LUTAS

Sean O’Malley dá show e aplica surra histórica em adversário escolhido de última hora para o UFC 264

Norte-americano ignora estreante, que mostrou raça, mas não foi capaz de evita nocaute no último round

S. O’Malley (esq.) atropelou K. Moutinho (dir.) no UFC 264. Foto: Reprodução/Instagram

Um verdadeiro massacre marcou a luta que abriu o card principal do UFC 264, realizado neste sábado (10), em Las Vegas (EUA). Promessa no peso galo (até 61,2kg.), Sean O’Malley ignorou Kris Moutinho, escolhido de última hora para o confronto e protagonizou uma surra histórica. O estreante mostrou raça, mas não foi capaz de evitar um nocaute no último round.

Veja Também

Jessica Eye
Jennifer Maia Jessica Eye

Novo ‘queridinho do Ultimate’, Sean subiu ao octógono com a pressão de não perder para um oponente escalado com menos de duas semanas para o show. O norte-americano, porém, mostrou tranquilidade, abusou da técnica e promoveu um monólogo.

Responsável por substituir Louis Smolka, lesionado, Moutinho topou o desafio de trocar forças contra uma das maiores apostas da organização. O atleta mostrou raça, absorveu duros golpes, mas não resistiu às investidas precisas do oponente.

Com o novo triunfo, O’Malley chegou ao seu 14º resultado positivo como profissional no MMA. Agora, o lutador soma duas vitórias consecutivas no UFC.

A luta

A luta começou com Moutinho partindo para cima de O’Malley nos segundos iniciais. Sean respondeu com um direto e uma sequência de socos baixos. Kris continuava caminhando para frente e tentava enquadrar o adversário contra as grades. Embora Moutinho tentasse mostrar serviço, Sean era mais efetivo na troca de golpes, tocando o oponente com mais eficiente. Na metade do round, O’Malley passou a agredir o adversário com mais potência. Kris mostrava raça, mas recebia ataques limpos no rosto. Moutinho seguia resistindo e tentava reagir do prejuízo, mas Sean desperdiçava ataques. Nos segundos finais, O’Malley aplicou um knockdown, ensaiou uma guilhotina, mas não havia mais tempo.

Na segunda etapa, um repetição do primeiro assalto. O’Malley seguia efetivo nos golpes e continuava o show diante do oponente. Moutinho continuava absorvendo bem os ataques e caminhando para frente, mas era pego nos contra-ataques do oponente. Mesmo sofrendo os impactos dos golpes de Sean, Kris resistia, mas não assustava o rival. O assalto acabou com um direto limpo de O’Malley.

O terceiro round iniciou com Sean voltando a dar show de esquiva. Tranquilo no confronto, O’Malley controlava o adversário e desferia os melhores golpes. Enquanto Kris tentava encontrar um ataque salvador, Sean respondia imediatamente e feria o rosto do rival com jabs e diretos. No minuto final, o público vibrava com a raça de Moutinho e a atuação de Sean. Perto do fim da luta, O’Malley conectou uma sequência de golpes no rosto do oponente e, percebendo a situação do estreante, o árbitro optou por encerrar a disputa.

Aldana atropela Kunitskaya e avança nos galos

I. Aldana (dir.) derrotou Y. Kunitskaya (esq) no UFC 264. Foto: Reprodução/Instagram

Destaque no card principal, Irene Aldana teve uma apresentação de gala na segunda luta do card principal. Representante da divisão até 61,2kg., a mexicana não tomou conhecimento de Yana Kunitskaya e protagonizou um duro nocaute. Famosa pela força nos punhos, o resultado positivo veio no primeiro round.

Com o resultado, Aldana defendeu a quarta posição na categoria liderada por Amanda Nunes. O triunfo fez com que a mexicana voltasse a vencer na categoria após o revés sofrido para Holly Holm, em outubro da temporada passada.

Companheira de Thiago Marreta, Kunitskaya se afasta momentaneamente de uma sonhada disputa de cinturão. A derrota no UFC 264 interrompeu uma sequência de dois triunfos no cartel da russa.

Resultados do UFC 264

CARD PRINCIPAL

Peso leve: Dustin Poirier derrotou Conor McGregor por nocaute técnico (lesão no tornozelo) a 5m do R1

Peso meio-médio: Gilbert Durinho derrotou Stephen Thompson na decisõa unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pesado: Tai Tuivasa derrotou Greg Hardy por nocaute a 1m07s do R1

Peso galo: Irene Aldana derrotou Yana Kunitskaya por nocaute técnico a 4m45s do R1

Peso galo: Sean O’Malley derrotou Kris Moutinho por nocaute técnico a 4m33s do R3

CARD PRELIMINAR 

Peso meio-médio: Max Griffin derrotou Carlos Condit na decisão unânime dos juízes

Peso meio-médio: Michel Pereira derrotou Niko Price na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso pena: Ilia Topuria derrotou Ryan Hall por nocaute a 4m47s do R1

Peso médio: Dricus du Plessis derrotou Trevin Giles por nocaute a 1m41s do R2

Peso mosca: Jennifer Maia derrotou Jessica Eye na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso médio: Brad Tavares derrotou Omari Akhmedov na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28, 29-28)

Peso mosca: Zhalgas Zhumagulov finalizou Jerome Rivera com uma guilhotina a 2m02s do R1

Escute o Podcast SUPER LUTAS #22 com a partipação do árbitro Flávio Almendra

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments