Usman tem luta dura, mas vence revanche contra Covington e defende cinturão no UFC 268

Nigeriano e norte-americano realizam confronto de 25 minutos e entregam grande embate na luta principal deste sábado

K. Usman (esq.) derrotou C. Covington (dir.) no UFC 268. Foto: Reprodução/Twitter @UFC_CA

Com palco montado no Madison Square Garden, Kamaru Usman e Colby Covington voltaram a entregar um grande espetáculo as fãs de MMA. Em revanche histórica para a organização, realizada neste sábado (6), em Nova York (EUA), pelo UFC 268 o cinturão dos meio-médios (até 77kg.) ficou com a Nigéria. Ao longo de 25 minutos disputados, o campeão teve luta dura, mas conseguiu ser superior e levou o triunfo na decisão unânime dos juízes.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Havia muita expectativa para o novo encontro entre os protagonistas do show. Em 2019, os atletas entregaram aos fãs um dos melhores confrontos da temporada, que terminou com um duro nocaute de Usman sobre Covington.

Quase dois anos depois, Kamaru não conseguiu ser brutal como no UFC 245. O nigeriano, no entanto, voltou a comprovar o motivo pelo qual lidera a categoria até 77kg.

PUBLICIDADE:

Com a vitória, Usman amplia o grande momento como profissional no MMA. Agora, o atleta soma cinco defesas de título e soma 19 triunfos consecutivos na carreira, sendo 15 apenas com as luvas do Ultimate. Assim, o nigeriano fica a um resultado positivo de empatar com Anderson Silva na sequência de conquistas.

Novamente batido, Covington não conseguiu confirmar o bom momento. O atleta, que vinha de vitória sobre Tyron Woodley, agora, sofre o terceiro tropeço na carreira e segundo para o nigeriano.

PUBLICIDADE:

A luta

O confronto começou com Covington tomando a iniciativa com o chute baixo, que passou no vazio. Usman economizava nos ataques nos segundos iniciais, mas caminhava em direção ao desafiante. Colby lançou um chute alto, mas o golpe parou na guarda do campeão. Passado pouco mais de um minuto, o norte-americano foi para as pernas do nigeriano, mas Kamaru se defendeu bem e ensaiou uma guilhotina. O desafiante conseguiu de afastar e o confronto passou a ser disputado no centro do octógono. Na metade da etapa, Colby encaixou um cruzado no rosto do campeão, que estava ‘tímido’ no confronto. A primeira ação efetiva de Usman aconteceu perto do fim da etapa, quando conseguiu derrubar o rival. O norte-americano estava atento, se protegeu e também ensaiou uma finalização, mas de forma frustrada. O duelo voltou a ser disputado de pé e com trocação empolgante perto das grades. A etapa acabou com os atletas arriscando ataques na média distância.

PUBLICIDADE:

Na segunda etapa, a iniciativa também foi de Covington, com um chute alto, mas o norte-americano acabou balançando com uma sequência de cruzados aplicada pelo campeão. Kamaru se encontrava melhor na distância e pontuava com jabs e diretos. Na metade do round, o nigeriano recebeu um cruzado de direita do rival, que buscou as pernas na sequência. Usman era pressionado contra as grades e tentava impedir a ação do adversário. O campeão conseguiu se desvencilhar e seguiu caminhando para cima do oponente. No minuto final, o nigeriano seguia levando a melhor na trocação e pontuava mais do que o rival. Quase acabando o round, o nigeriano fez o oponente desabar por duas vezes com duas bombas de esquerda. O campeão seguiu golpeando, mas o desafiante acabou salvo pelo gongo.

O terceiro assalto começou com Covington arriscando um chute alto, mas o ataque parou na guarda do campeão. O campeão trabalhava com paciência e seguia caminhando para frente. Passado cerca de um minuto, o norte-americano surpreendeu com um cruzado, mas o nigeriano absorveu bem o ataque. O desafiante tentava crescer no confronto e voltou a tocar o rival com um direto. Na metade da etapa, Usman voltou a receber um direto de encontro. Na sequência, o desafiante voltou a tentar uma queda, mas o campeão se defendeu bem e golpeava o oponente. Kamaru permitiu que o adversário se levantasse e os lutadores voltaram a trocar golpes no centro do octógono. No minuto final, Covington voltou a ter um bom momento, com um direto e se, na sequência tentou uma queda, mas não havia mais tempo.

No quarto round, Usman começou pontuando com uma sequência de jabs. O desafiante tentou descontar e foi para cima com combinações de socos e chutes. O campeão conseguiu se esquivar e o embate seguia tenso. Passados dois minutos, Covington atingiu o nigeriano com um cruzado limpo. Kamaru absorveu bem os ataques e respondeu com ataques na cabeça e linha de cintura do oponente. O duelo seguia franco, com os lutadores buscando o nocaute. Com um cruzado, Kamaru voltou a agredir o adversário. O norte-americano surpreendeu e balançou o campeão com um cruzado. O momento era bom para o desafiante, que passou a caminhar para frente. Perto de acabar a etapa, Covington foi para as pernas e tentou derrubar, mas o campeão se defendia, sendo pressionado contra as grades. O assalto acabou com nova trocação franca entre os lutadores.

O último round começou com vantagem para Colby, que partiu para cima com uma combinação de jab e direto. Usman tentava se reencontrar na distância e caminhava em direção ao desafiante. Passado um minuto, o campeão encaixou uma bomba de esquerda no rosto do rival, que respondeu com um direto. O campeão voltou a balançar e Covington voltou a buscar a queda, mas o nigeriano se defendeu. O embate voltou a ser disputado de pé, com troca de socos e chutes no centro do octógono. As ações dos lutadores não ficavam sem resposta e o público comemorava novo espetáculo dos protagonistas do show. Restando dois minutos para o fim do embate Kamaru se esquivou de um chute alto, mas acabou se desequilibrando. O norte-americano partiu para cima e tentou a queda. O desafiante voltou a pressionar o nigeriano contra as grades. Perto do fim do embate, Usman voltou a pontuar com jabs e diretos. Com poucos segundos para acabar o confronto, Covington reclamou de um dedo no olho e o confronto foi momentaneamente interrompido. No retorno, o desafiante aplicou uma sequência de chutes, que pararam na guarda do campeão. O duelo acabou em uma trocação franca entre os atletas. Ao fim do duelo, os atletas chegaram a se cumprimentar.

Resultados do UFC 268

CARD PRINCIPAL

Peso meio-médio: Kamaru Usman derrotou Colby Covington na decisão unânime dos juízes (48-47, 48-47, 49-46) – Luta pelo cinturão

Peso palha: Rose Namajunas derrotou Weili Zhang na decisão dividida dos juízes (47-48, 48-47 e 49-46) – Luta pelo cinturão

Peso galo: Marlon Vera derrotou Frankie Edgar por nocaute a 3m50s do R3

Peso pena: Shane Burgos derrotou Billy Quarantino na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso leve: Justin Gaethje derrotou Michael Chandler na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

CARD PRELIMINAR

Peso médio: Alex Poatan derrotou Andreas Michailidis por nocaute técnico (joelhada) a 18s do R2

Peso leve: Bobby Green derrotou Al Iaquinta por nocaute técnico a 2m25s do R1

Peso médio: Chris Curtis derrotou Phil Hawes por nocaute técnico a 4m27 do R1

Peso médio: Nassourdine Imavovo derrotou Edmen Shahbazyan por nocaute técnico a 4m42s do R2

Peso meio-médio: Ian Garry derrotou Jordan Williams por nocaute a 4m59s do R1

Peso pesado: Chris Barnett derrotou Gian Villante por nocaute técnico a 2m23s do R2

Peso meio-pesado: Dustin Jacoby derrotou John Allan na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 29-28)

Peso pena: Melsik Baghdasaryan derrotou Bruno Souza na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso mosca: Ode Osbourne derrotou CJ Vergara na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS