Durinho explica por que deve dar chance a Chimaev por luta na elite dos meio-médios

Destaque nos meio-médios, brasileiro entende que sueco precisa evoluir na divisão, mas vê com bons olhos eventual embate

G. Durinho (foto) lutou pelo título dos meio-médios em fevereiro de 2021. Foto: Reprodução/Instagram

Antigo desafiante ao cinturão dos meio-médios (até 77kg.) do Ultimate, Gilbert Durinho tem sido nome comentado como futuro adversário de Khamzat Chimaev. Destaque brasileiro na categoria liderada por Kamaru Usman, o niteroiense vê com bons olhos a eventual luta e fez questão de explicar o motivo.

PUBLICIDADE:

Veja Também

“Acho que vou enfrentá-lo muito em breve. Penso que ele precisa de mais uma vitória e acredito que ele conseguirá. Se as coisas seguirem como estão, como Colby (Covington) sequer dizer meu nome, (Jorge) Masvidal, Leon (Edwards). Por que não? Vou dar a ele uma oportunidade”, disse Durinho, em entrevista ao ‘MMA Junkie’.

De olho no atleta que já chegou a ser chamado de ‘fenômeno’ pelo próprio Dana White, Durinho falou sobre a trajetória de Chimaev com as luvas do Ultimate. Até o momento, o jovem soma quatro triunfos na empresa, praticamente sem ser tocado e batendo todos os rivais na via rápida.

PUBLICIDADE:

“Algumas vezes, as pessoas não entendem quem marca as lutas. Tem momentos em que eles te alimentam. Eles querem novos desafiantes, novas estrelas e te dão alguns caras. Tem horas que eles não destroem os caras da maneira que gostaria, mas ele (Chimaev) está fazendo um grande trabalho e acho que ele é de verdade”, encerrou.

Na última semana, os nomes de Durinho e Khamzat estiveram em alta dentro do universo do UFC. Os atletas se ofereceram para substituírem Jorge Masvidal no embate contra Leon Edwards no UFC 269. Ignorados pelo inglês, o sueco mudou a postura e sugeriu ao brasileiro que ambos se enfrentassem no show.

PUBLICIDADE:

A pedida foi prontamente aceita pelo niteroiense. O Ultimate, no entanto, não se posicionou sobre a possibilidade.

PUBLICIDADE:

Podcast #39: Prévia de Aldo, Charles e Amanda + 14 anos de SUPER LUTAS