Blindado volta a brilhar, atropela rival no primeiro round e conquista terceiro nocaute seguido no UFC 269

Brasileiro leva a melhor em confronto de trocação franca e supera Jordan Wright no card preliminar deste sábado

B. Blindado nocauteou J. Wright no UFC 269 (Foto: Instagram/UFC)

Não tem piedade. Promessa brasileira no peso médio (até 83,9kg.) do Ultimate, Bruno Blindado voltou a brilhar no octógono. Adversário de Jordan Wright no card preliminar do UFC 269, o paraibano levou a melhor em confronto de trocação franca que durou apenas um round. Com uma atuação devastadora, o atleta conquistou o terceiro nocaute consecutivo com as luvas da organização.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Candidato a um dos bônus de performance no evento, o brasileiro ampliou a boa fase na carreira. Promessa brasileira na categoria liderada por Israel Adesanya, o atleta segue invicto em três atuações no UFC.

Atropelado por Bruno, Wright, que chegou invicto ao Ultimate, amargou a segunda derrota na companhia. Agora, o paraibano tem o sinal de alerta ligado.

PUBLICIDADE:

Na entrevista ainda no octógono, Blindado pediu um oponente ranqueado para a sequência. O nome sugerido foi Brad Tavares, atual número 11 do grupo.

A luta

O confronto começou com Jordan tomando a iniciativa com uma sequência de chutes altos. O brasileiro respondeu com um direto, mas o norte-americano surpreendeu com um contragolpe, que balançou Blindado. Wright seguiu em vantagem no clinch e agredia Bruno com uma cotovelada. O brasileiro conseguiu se afastar e conectou dois cruzados limpos no rosto do adversário, que bambeou. Blindado seguiu golpeando até que o rival caiu. O brasileiro seguiu golpeando até que o árbitro interrompeu o confronto.

PUBLICIDADE:

Relação de lutas do UFC 269

CARD PRINCIPAL

PUBLICIDADE:

Peso leve: Charles Do Bronx finalizou Dustin Poirier com um mata-leão a 1m02s do R3 – Luta pelo cinturão

Peso galo: Julianna Peña finalizou Amanda Nunes com um mata-leão a 3m26s do R2 – Luta pelo cinturão

Peso meio-médio: Geoff Neal derrotou Santiago Ponzinibbio na decisão dividida dos juízes (28-29, 30-27, 29-28)

Peso mosca: Kai Kara-France derrotou Cody Garbrandt por nocaute técnico a 3m21s do R1

Peso galo: Sean O’Malley derrotou Raulian Paiva por nocaute técnico a 4m42s do R1

CARD PRELIMINAR

Peso pena: Josh Emmett derrotou Dan Ige na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

Peso galo: Dominick Cruz derrotou Pedro Munhoz na decisão unânime dos juízes (29-28,29-28, 29-28)

Peso pesado: Tai Tuivasa derrotou Augusto Sakai por nocaute a 26s do R2

Peso médio: Bruno Blindado derrotou Jordan Wright por nocaute técnico a 1m28s do R1

Peso médio: André Sergipano finalizou Eryk Anders com uma chave de braço a 3m13 do R1

Peso mosca: Erin Blanchfield derrotou Miranda Maverick na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso pena: Ryan Hall derrotou Darrick Minner na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-27, 30-27)

Peso galo: Tony Kelley derrotou Randy Costa por nocaute técnico a 4m15s do R2

Peso mosca: Gillian Robertson finalizou Priscila Pedrita com um mata-leão a 4m59s do R1

Podcast #45: Volkanovksi sem desafiante e brasileiros no 1º UFC do ano