Em luta equilibrada no UFC 269, Ponzinibbio é superado por pontos e perde chance de avançar nos meio-médios

‘Argentino Gente Boa’ tem bons momentos, mas não consegue ser superior em duelo resolvido na decisão dividida dos juízes

G. Neal (dir.) derrotou S. Ponzinibbio (esq.) no UFC 269. Foto: Reprodução/Instagram

Representante da Argentina no UFC 269, realizado neste sábado (11), em Las Vegas (EUA), Santiago Ponzinibbio teve uma das lutas mais equilibradas do espetáculo. Adversário do perigoso Geoff Neal, o meio-médio (até 77kg.) teve bons momentos, mas não conseguiu convencer a maioria dos juízes. Ao fim de três rounds, o norte-americano foi declarado vencedor na decisão dividida dos juízes.

PUBLICIDADE:

Veja Também

O compromisso deste fim de semana representava a chance de Ponzinibbio avançar na categoria liderada por Kamaru Usman. O argentino, que chegou com moral para o desafio, acabou não conseguindo repetir a grande performance que teve contra Miguel Baeza, em junho de 2021.

Pivô de grande polêmica na última semana, quando foi preso acusado de embriaguez ao volante, Neal não levou os problemas para dentro do octógono. Mais preciso nos ataques, o norte-americano voltou ao caminho das vitórias, depois de dois tropeços consecutivos.

PUBLICIDADE:

A luta

O confronto começou com os atletas se estudando no centro do octógono. O primeiro golpe foi aplicado por Neal, que atacou o argentino com um chute baixo. Ponzinibbio respondeu com um direto, mas a investida entrou sem potência no rosto do adversário. Passados quase três minutos, o norte-americano agrediu Santiago com uma combinação de jab e direto. Perto do minuto final, Geoff encaixou um chute alto, mas Ponzinibbio respondeu de imediato com um direto. Perto de acabar a etapa, Santiago partiu para cima do adversário e Neal aceitou a trocação franca, mas não havia mais tempo.

No segundo assalto, a iniciativa foi de Ponzinibbio, que partiu para cima do oponente com combinações de socos e chutes. Melhor na trocação, o argentino seguiu pontuando com diretos, que entravam limpos no rosto do norte-americano. Passados dois minutos, Santiago voou nas pernas do adversário e conseguiu levar o rival para o chão. Geoff conseguiu se levantar e se afastou do adversário. Restando dois minutos para o fim da etapa, os meio-médios passaram a trocar golpes na curta distância, com vantagem para o argentino. Perto do encerramento do round, os atletas ensaiaram uma trocação franca, mas o cronômetro zerou.

PUBLICIDADE:

O último round teve início com o argentino desferindo o primeiro golpe, com um jab. Neal circulava e tentava induzir Santiago ao erro. O duelo era ‘lá e cá’, com os atletas tentando contundir. Embora o confronto fosse disputado de forma equilibrada, Ponzinibbio continuava tocando o oponente. Geoff, porém, continuava caminhando para frente e respondia. No minuto final, Neal cresceu e encaixou um direto limpo no rosto do argentino. O argentino passou a ter dificuldades de encontrar a distância. O embate acabou com os lutadores trocando ataques no centro do octógono.

PUBLICIDADE:

Relação de lutas do UFC 269

CARD PRINCIPAL

Peso leve: Charles do Bronx x Dustin Poirier – Luta pelo cinturão

Peso galo: Julianna Peña finalizou Amanda Nunes com um mata-leão a 3m26s do R2 – Luta pelo cinturão

Peso meio-médio: Geoff Neal derrotou Santiago Ponzinibbio na decisão dividida dos juízes (28-29, 30-27, 29-28)

Peso mosca: Kai Kara-France derrotou Cody Garbrandt por nocaute técnico a 3m21s do R1

Peso galo: Sean O’Malley derrotou Raulian Paiva por nocaute técnico a 4m42s do R1

CARD PRELIMINAR

Peso pena: Josh Emmett derrotou Dan Ige na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 30-27)

Peso galo: Dominick Cruz derrotou Pedro Munhoz na decisão unânime dos juízes (29-28,29-28, 29-28)

Peso pesado: Tai Tuivasa derrotou Augusto Sakai por nocaute a 26s do R2

Peso médio: Bruno Blindado derrotou Jordan Wright por nocaute técnico a 1m28s do R1

Peso médio: André Sergipano finalizou Eryk Anders com uma chave de braço a 3m13 do R1

Peso mosca: Erin Blanchfield derrotou Miranda Maverick na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso pena: Ryan Hall derrotou Darrick Minner na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-27, 30-27)

Peso galo: Tony Kelley derrotou Randy Costa por nocaute técnico a 4m15s do R2

Peso mosca: Gillian Robertson finalizou Priscila Pedrita com um mata-leão a 4m59s do R1

Podcast #46: Aquecimento para o UFC 270 com duas disputas de cinturão + Amanda Nunes fora da ATT e Jake Paul rico