Derrota de Anderson Silva divide opiniões entre atletas do UFC

Entre o respeito e a sensação de lição aprendida, perda do cinturão pelo Spider foi assunto recorrente entre lutadores

Com a vitória sobre A. Silva (esq.), C. Weidman (dir.) interrompeu uma série invicta de 17 vitórias do brasileiro. Foto: Josh Hedges/UFC

Com a vitória sobre A. Silva (esq.), C. Weidman (dir.) interrompeu uma série invicta de 17 vitórias do brasileiro. Foto: Josh Hedges/UFC

Como aconteceu entre os fãs e a imprensa especializada, a derrota de Anderson Silva para Chris Weidman no UFC 162, que lhe custou o cinturão dos médios, dividiu opiniões entre grandes nomes do MMA. Após o evento, surgiram nas redes sociais desde manifestações de revolta com a atitude do ex-campeão até mensagens de apoio e respeito ao brasileiro.

PERDEU A LUTA?: Veja o vídeo de Anderson Silva vs Chris Weidman

Um dos primeiros a se pronunciar foi Wanderlei Silva. “Pra quê? Ali não pode brincar, é matar ou morrer!”, disse o ex-campeão do PRIDE. Na mesma linha de Wand, Luke Rockhold também comentou a derrota. “A arrogância finalmente o pegou”, publicou o último detentor do cinturão dos médios do Strikeforce. Dan Henderson também falou sobre presunção, mas adicionou um componente patriótico às suas palavras.  “Parabéns ao Weidman, essa é a maneira de mostrar como colocar a arrogância para dormir. Sempre apoiando os wrestlers! Estados Unidos, baby!”, disparou o veterano.

VEJA TAMBÉM: Dana White discorda de Anderson sobre revanche: ‘Não há nada que ele queira mais’

No extremo oposto, houve aqueles que se mostraram chocados com o ocorrido e também quem partisse em defesa do brasileiro. “Ele é humano no fim das contas”, escreveu Yves Jabouin. “Não vaiem Anderson Silva. O cara tem um legado incrível e chegou a patamar mais alto do que qualquer um”, disse, por sua vez, a peso galo feminina Julie Kedzie.

LEIA: Anderson destaca família e agradece fãs: ‘Infelizmente não consegui’

Entre os mais comedidos, destacaram-se Demian Maia e Kenny Florian. Enquanto o brasileiro adotou uma postura analítica, parabenizando Weidman e afirmando que o Spider segue como o melhor peso por peso do mundo, Florian levantou uma hipótese. “Não acreditaria em um milhão de anos que Anderson perderia a luta, mas acredito que ele está feliz por tirar a imensa pressão de seus ombros. A guarda baixa é o que Silva tem usado muitas vezes para frustrar seus oponentes e usar como isca para um nocaute. Ele falhou desta vez. Mesmo Anderson Silva não pode ficar sempre com suas mãos para baixo. Parabéns Weidman por vencer, mas Silva ainda é o melhor que já lutou no UFC”, disse o ex-lutador e hoje comentarista oficial da organização.

VEJA TAMBÉM: Belfort pede luta contra Weidman: ‘Agora é minha vez’

No último sábado (6), Anderson Silva foi nocauteado, pela primeira vez em sua carreira, por Chris Weidman, no segundo assalto da luta principal do UFC 162, em Las Vegas (EUA). Com a derrota, o Spider perdeu o título dos médios do Ultimate, que possuía desde 2006. Já o novo campeão Weidman permanece com seu cartel prefeito: dez vitórias em dez lutas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
joel lopes trigo
joel lopes trigo
7 anos atrás

Anderson Silva, de um jeito ou outro vendeu a luta, certamente já tinha a intenção de perder, só não se sabe o que ganhou com isso além de dinheiro, porque vergonha não tem preço! (para a maioria, pelo menos).