Cinco motivos para assistir o UFC 274 com Charles do Bronx e Justin Gaethje na luta principal

Mesmo destronado após pesagem, Do Bronx luta pela honra contra Gaethje; Namajunas defende trono dos palhas

C. Do Bronx em encarada com J. Gaethje. Foto: Reprodução/Instagram

Apesar do anticlímax envolvendo a perda do cinturão de Charles do Bronx, destronado após falhar no corte de peso na última sexta-feira (6), o UFC 274 não deixa de ser um evento épico. O show deste sábado (7), que acontece em Phoenix (EUA), entregará aos fãs duas disputas de cinturão e conta com 15 confrontos previstos.

PUBLICIDADE:

Veja Também

A falha de Do Bronx na pesagem oficial impôs uma condição inédita a um campeão do Ultimate. Agora, o brasileiro precisará passar por Gaethje e, caso vença, se credenciará à disputa do título vago contra o desafiante número um do grupo.

Na luta co-principal, Rose Namajunas está de volta. Campeã dos palhas (até 52,1kg.), a norte-americana trava revanche contra Carla Esparza oito anos após ter sido superada pela veterana em luta válida pelo trono da mesma divisão.

PUBLICIDADE:

Outro combate aguardado é o encontro entre Michael Chandler e Tony Ferguson. Destaques dos leves, os atletas se enfrentam em busca de encerrar uma série de derrotas.

Além de Charles do Bronx, o Brasil contará com mais sete representantes distribuídos nos cards principal e preliminar. Maurício Shogun, Norma Dumont, Francisco Massaranduba, Marcos Pezão, Kleydson Rodrigues, Melissa Gatto e Ariane Sorriso levarão o verde amarelo para o octógono.

PUBLICIDADE:

Para entrar no clima, a equipe do SUPER LUTAS selecionou cinco motivos para acompanhar o épico UFC 274. Confira:

PUBLICIDADE:

1) Do Bronx luta pela honra

C. Do Bronx foi destronado após falhar no corte de peso para o UFC 274. Foto: Reprodução/Instagram

Após perder a chance de manter seu, agora, antigo cinturão, caso supere Gaethje, Do Bronx luta por honra. Em grande fase na carreira, o brasileiro precisará ignorar as polêmicas da pesagem e focar no principal objetivo: vencer.

Contra Gaethje, Charles precisará repetir as grandes atuações que o levaram ao topo absoluto dos leves, há cerca de um ano, quando nocauteou Michael Chandler. Se vencer, o brasileiro, além de se credenciar a uma luta pelo título vago, atingirá a marca de 11 resultados positivos em sequência.

Ex-campeão interino da categoria, Gaethje é o único que poderá o cinturão para casa, em caso de triunfo na luta principal. Neste fim de semana, o norte-americano tentará, pela segunda vez, chegar ao trono da categoria. Na primeira tentativa, o atleta foi finalizado por Khabib Nurmagomedov.

2) Namajunas x Esparza: acerto de contas

R. Namajunas e C. Esparza travam revanche por cinturão dos palhas no UFC 274. Foto: Reprodução/Instagram

Oito anos depois, um acerto de contas histórico para o peso palha. Veterana no MMA e primeira campeã na história da divisão, Carla Esparza trabalhou e conseguiu assumir a condição de desafiante ao título.

Do outro lado, Namajunas terá a oportunidade de provar ao mundo que não é a mesma atleta que foi finalizada por Carla em 2014. Em seu primeiro desafio na temporada, a campeã terá a oportunidade de ampliar o bom momento, em que soma três vitórias consecutivas.

Para manter o título, Rose deverá levar ao octógono toda a complexidade de suas técnicas. Completa, a campeã é capaz de atuar em qualquer área, o que tem sido provado em suas apresentações recentes.

Disposta a encerrar o reinado de Namajunas, Esparza tem o wrestling como ‘carro chefe’. Para chocar o mundo e frear a boa fase da adversária, a veterana precisa tentar anular o controle de octógono e volume da adversária.

3) Chandler x Ferguson: em busca de recuperação

M. Chandler e T. Ferguson se enfrentam no UFC 274. Foto: Reprodução/Instagram

Uma das lutas mais aguardadas do evento será o encontro entre dois destaques dos leves. O duelo, no entanto, é marcado pelo momento complicado na carreira das estrelas.

Contratado pelo UFC em 2020 para fazer frente à divisão até 70,3kg., Michael Chandler estreou na empresa com atuação de gala contra Dan Hooker. Com um nocaute relâmpago, o veterano se credenciou a uma disputa de cinturão, mas acabou superado por Charles do Bronx, perdendo, então, a chance de ostentar o título.

Depois do tropeço contra o brasileiro, Chandler teve uma nova chance de se recuperar. Apesar de entregar aos fãs uma batalha épica contra Justin Gaethje, o norte-americano foi novamente superado, atingindo a marca de dois reveses na empresa.

Antigo campeão interino do grupo, Tony Ferguson tem situação mais complicada. Chamado de ‘Bicho Papão’ no meio do MMA, o veterano vive seu pior momento na carreira.

Sem vencer há quase três anos, o norte-americano acumula três derrotas consecutivas. Em seus dois compromissos, o atleta sequer conseguiu ser competitivo diante de Do Bronx e Beneil Dariush.

Apesar da garantia de que não serão dispensados, em caso de eventual derrota, Ferguson e Chandler subirão no octógono pressionados por um resultado positivo.

4) Maurício Shogun: reta final

M. Shogun (foto) após vitória no UFC. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

Um dos maiores representantes brasileiros no MMA de todos os tempos, Maurício Shogun está pronto para fazer sua estreia na temporada 2022. Ex-campeão do Pride e antigo dono do cinturão dos meio-pesados (até 93kg.) do Ultimate, o curitibano volta ao octógono após mais de um ano de inatividade.

Neste sábado, Shogun terá uma revanche pela frente. No card principal, o atleta volta a dividir o octógono com Ovince St.Preux.

No primeiro encontro com St.Preux, em 2014, Maurício teve pouco tempo para impor sua estratégia. O atleta acabou nocauteado em apenas 34 segundos de embate.

O compromisso de Shogun também aproximará o atleta de sua eventual aposentadoria. Aos 40 anos, a lenda do MMA não esconde que está a duas apresentações de pendurar as luvas.

5) Mais Brasil

F. Massaranduba em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Além de Do Bronx e Shogun, o UFC 274 contará com um verdadeiro esquadrão brasileiro. No card preliminar, seis atletas levarão o verde amarelo para o octógono.

Promessa no peso pena (até 65,7kg.), Norma Dumont quer ampliar o bom momento na divisão liderada por Amanda Nunes. Para isso, a lutadora precisará passar por Macy Chiasson.

Xodó da torcida brasileira, Francisco Massaranduba quer encontrar regularidade desde que migrou para os meio-médios (até 77kg.). No fim de semana, o veterano encara Danny Roberts.

Em sua melhor fase nos pesados (até 120,2kg.), Marcos Pezão pode fazer história em seu currículo no MMA, neste fim de semana. Adversário de Blagoy Ivanov, o brasileiro poderá chegar ao top 15 da categoria, caso vença o adversário.

Invicta no MMA, Melissa Gatto também pode repetir as boas atuações no Ultimate. Representante dos moscas (até 56,7kg.), a brasileira divide o octógono com Tracy Cortez, que também não sabe o que é perder na companhia.

É dia de estreia para Kleydson Rodrigues. Lutador do peso mosca, o amapaense realizará o sonho de lutar, pela primeira vez, como profissional do UFC. Em seu primeiro desafio, o combatente terá pela frente CJ Vergara.

Primeira brasileira a subir no octógono neste sábado, Ariane Sorriso está pronta para tentar seu terceiro resultado positivo na empresa. A tupiniquim medirá forças contra Lupita Godinez, em duelo disputado nos palhas.

Ficha técnica do UFC 274

Data: 7 de maio de 2022

Horário: A partir das 18h30h (horário de Brasília)

Local: Footprint Center, Phoenix, Estados Unidos

Como assistirSUPER LUTAS AO VIVO em tempo real e Canal Combate (todo o card) pela TV

CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília)

Peso-leve: Charles do Bronx x Justin Gaethje – Luta pelo cinturão*

Peso-palha: Rose Namajunas x Carla Esparza – Luta pelo cinturão

Peso-leve: Michael Chandler x Tony Ferguson

Peso meio-pesado: Maurício Shogun x Ovince St. Preux

Peso-leve: Donald Cerrone x Joe Lauzon

CARD PRELIMINAR (18h30, horário de Brasília)

Peso meio-médio: Randy Brown x Khaos Williams

Peso-pena: Macy Chiasson x Norma Dumont

Peso meio-médio: Francisco Massaranduba x Danny Roberts

Peso-mosca: Brandon Royval x Matt Schnell

Peso-pesado: Blagoy Ivanov x Marcos Pezão

Peso-médio: André Fialho x Cameron VanCamp

Peso-mosca: Tracy Cortez x Melissa Gatto

Peso-mosca: Kleydson Rodrigues x CJ Vergara

Peso-palha: Ariane Sorriso x Lupita Godinez

Peso-galo: Journey Newson x Fernie Garcia

*Pela falha de Charles do Bronx na pesagem, cinturão é válido apenas em caso de vitória de Justin Gaethje

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano