AO VIVO

Acompanhe o UFC 276, com disputas de cinturão e Alex Poatan

Em duelo brazuca no UFC Las Vegas 55, Tabatha Ricci faz luta estratégica e supera Polyana Viana

‘Baby Shark’ cumpre plano da equipe e confirma bom momento na organização diante de compatriota

T. Ricci (dir.) derrotou P. Viana no UFC Las Vegas 55. Foto: Chris Unger/Zuffa LLC

O duelo brasileiro no UFC Las Vegas 55 foi marcado pela estratégia. Adversária de Polyana Viana no evento deste sábado (21), Tabatha Ricci cumpriu à risca o plano traçado pela equipe e levou a melhor após três rounds de confronto. Depois de 15 minutos de embate, a paulista foi declarada vencedora na decisão unânime dos juízes.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Com o resultado, Ricco confirma o bom momento na organização. Representante dos palhas (até 52,1kg.), a atleta, agora, sonha com a possibilidade de chegar ao top 15 da divisão liderada por Carla Esparza.

Dona de um jiu-jitsu de excelência, Viana chegou a assustar a rival no primeiro round. Mesmo perigosa na posição de desvantagem, com as costas no chão, Polyana não foi capaz de finalizar e, de acordo com os juízes laterais, atuou de forma insuficiente para um resultado positivo.

PUBLICIDADE:

A luta

O confronto começou com Ricci tomando a iniciativa com um chute na linha de cintura. Polyana respondeu na mesma moeda. Tabatha partiu para cima, mas Viana se aproveitou e tentou encaixar uma guilhotina. As atletas foram para o chão, mas Ricci de desvencilhou. Sem muita ação, Ricci permitiu que a adversária ficasse de pé. Tabatha tentava encurtar, mas sofria com os golpes de encontro de Polyana, que fazia valer a maior envergadura. As combatentes foram para o clinch e, imediatamente, Viana puxou a oponente para a guarda, levando a compatriota novamente para o chão. Por baixo, Polyana envolvia a adversária e limitava a oponente, que não conseguia avançar nas transições. Nos segundos finais, Ricci ficou de pé, mas não havia mais tempo.

Na segunda etapa, Tabatha buscava encurtar a distância lançando chutes e jabs. Mais longa, Polyana tocava mais a oponente e, consequentemente, faturava os pontos. Quase na metade do assalto, Viana atingiu a adversária com uma cotovelada rodada. Ricci seguia com dificuldades de entrar no raio de ação da compatriota e era atacada quando se aproximava. Restando quase dois minutos para o fim do round, Tabatha conseguiu derrubar Polyana, mas não insistiu no confronto no solo. Perto do minuto final, Tabatha partiu para cima de paraense e buscava o ground and pound, mas Viana tentava travar a oponente. Nos segundos finais, Polyana ficou de pé, mas foi novamente derrubada, até que o cronômetro zerou.

PUBLICIDADE:

O último round começou com Polyana se arriscando na trocação. Tabatha conseguiu encurtar e passou a pressionar a adversária contra as grades. O duelo seguia equilibrado, com as lutadoras mirando a maior pontuação. Com pouco mais de um minuto de embate, Ricci voltou derrubar Polyana. A paraense tentava evitar as transições de Tabatha, que acabou ficando de pé. Sem muita ação, o árbitro pediu que as atletas ficassem de pé. Imediatamente, Tabatha voltou a tentar uma queda, mas, com seu jiu-jitsu de excelência, Viana conseguiu reverter a posição. As atletas ficaram de pé e, seguindo a estratégia, Tabatha levou a rival para o chão. Ricci voltou a ficar de pé e terminou o embate chutando as bases da adversária.

PUBLICIDADE:

Chidi Njokuani massacra rival com nocaute devastador

Chidi Njokuani derrotou Dusko Todorovic no UFC Las VEgas 55. Foto: Reprodução/Instagram

Promessa dos médios (até 83,9kg.) do Ultimate, Chidi Njokuani voltou a dar provas do que pode fazer no octógono. Adversário de Dusko Todorovic, o norte-americano conseguiu anular a ‘luta agarrada’ do oponente e conquistou um desfecho épico no show. Com uma cotovelada giratória, o combatente venceu com um nocaute ainda no primeiro round.

Com o triunfo, Njokuani amplia o bom momento na companhia. Agora, o peso médio atinge a marca de quatro triunfos seguidos, sendo todos na via rápida.

Vítima da agressividade de Chidi, Todorovic não conseguiu chegar ao segundo triunfo consecutivo. Agora, o atleta soma três tropeços nas últimas cinco apresentações.

Jun Yong Park supera Eryk Anders em luta apertada

J. Park (esq.) durante luta contra E. Anders (dir.) no UFC Las Vegas 55. Foto: Divulgação/UFC

Confronto equilibrado na luta que abriu o card principal do Ultimate. Representantes dos médios (até 83,9kg.), Jun Yong Park não teve vida fácil contra Eryk Anders. O sul-coreano alternou entre bons e maus momentos e, após 15 minutos e confronto movimentado, foi declarado vencedor na decisão dividida dos juízes.

Com o resultado, Park se recupera da derrota sofrida para Gregory Robocop, em outubro de 2021. Agora, o atleta retoma a escalada rumo ao topo da categoria liderada por Israel Adesanya.

Veterano no MMA, Eryk Anders não escondeu a decepção após o anúncio do resultado oficial. O atleta, que assustou o oponente em situações no combate, agora, soma três reveses nos últimos cinco desafios.

Estatísticas do UFC Las Vegas 55

Resultados do UFC Las Vegas 55

CARD PRINCIPAL

Peso galo (até 61,2kg.): Ketlen Vieira derrotou Holly Holm na decisão unânime dos juízes (48-47, 47-48, 48-47)

Peso meio-médio (até 77kg.): Michel Pereira derrotou Santiago Ponzinibbio na decisão dividida dos juízes (28-29, 30-27, 29-28)

Peso médio (até 83,9kg.): Chidi Njokuani derrotou Dusko Todorovic por nocaute (cotovelada) aos 4m48s do R1

Peso palha (até 52,1kg.): Tabatha Ricci derrotou Polyana Viana na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso médio (até 83,9kg.): Jun Yong Park derrotou Eryk Anders na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

CARD PRELIMINAR

Peso médio (até 83,9kg.): Joseph Holmes derrotou Alen Amedovski por finalização (mata-leão) a 1m04s do R1

Peso pesado (até 120,2kg.):  Jailton Malhadinho derrotou Parker Porter por finalização (estrangulamento) a 4min35s do R1

Peso leve (até 70,3kg.): Uros Medic derrotou Omar Morales por nocaute técnico a 3m5s do R2

Peso galo (até 61,2kg.): Jonathan Martinez derrotou Vince Morales na decisão unânime dos juízes

Peso pena (até 65,7kg.): Peso pena (até 65,7kg.): Chase Hooper derrotou Felipe Cabocão por nocaute técnico a 3min do R3

Peso palha (até 52,1kg.): Sam Hughes derrotou Elise Reed por nocaute técnico a 3min52s do R3

Podcast #68: Adesanya, Poatan e Volkanovski: Tudo sobre o UFC 276